Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Gaivota

Gaivota é o nome dado a algumas aves que fazem parte da família Laridae. São aves marinhas que apresentam asas compridas e pés com dedos unidos por membranas.

Invertebrados marinhos fazem parte da dieta das gaivotas. Invertebrados marinhos fazem parte da dieta das gaivotas.

Gaivota é uma ave marinha pertencente à família Laridae. Existem diferentes espécies de gaivotas, entretanto, de maneira geral, essas aves se destacam por serem robustas, possuírem asas compridas e estreitas, cauda curta, bico forte e pés com membranas natatórias. As gaivotas são aves onívoras e que se desenvolvem bem em regiões modificadas pelo homem.

Em algumas ocasiões, essas aves se multiplicam exageradamente, causando transtornos como entupimento de calhas, nidificação em telhados e eliminação de excrementos em casas e carros, o que pode causar danos às propriedades.

Saiba mais: Quais são as diferenças entre os seres humanos e os outros animais?

Resumo sobre gaivota

  • Gaivota é o nome dado a diferentes espécies de aves da família Laridae.

  • São aves marinhas costeiras.

  • São animais onívoros considerados generalistas e oportunistas.

  • O gaivotão (Larus dominicanus) é uma espécie de gaivota que ocorre por todo o hemisfério sul, incluindo o Brasil.

  • O aumento excessivo de gaivotas impacta o ecossistema e provoca transtornos aos seres humanos.

Principais características da gaivota

Gaivota é o nome dado a diferentes espécies de aves marinhas que fazem parte da família Laridae. A denominação “ave marinha” é dada às aves que se alimentam desde a linha de baixa-mar até o mar aberto e são amplamente dependentes do ambiente marinho para sua sobrevivência. As aves marinhas são classificadas em oceânicas e costeiras.

Enquanto as aves costeiras se alimentam e se reproduzem dentro dos limites da plataforma continental e adjacências, as aves marinhas oceânicas capturam seu alimento no mar e descansam e se reproduzem em ilhas oceânicas. Portanto, as gaivotas são aves marinhas costeiras.

Apesar de existirem diferentes espécies de gaivotas, algumas características podem ser consideradas comuns a esses animais. As gaivotas se destacam por serem aves robustas, com asas compridas e estreitas, pés curtos com membranas natatórias, cauda curta e bico forte. Os sexos são difíceis de diferenciar, sendo o macho muito semelhante à fêmea.

As penas são diferentes em indivíduos jovens e em adultos e mudam ao longo dos anos. A plumagem definitiva em espécies de maior porte só é observada após quatro ou cinco anos de vida. Já as espécies de menor porte podem apresentar a plumagem definitiva após seu primeiro ano.

As gaivotas são animais onívoros que se nutrem de uma grande variedade de elementos. Alguns autores afirmam que essas aves são capazes de comer praticamente tudo que encontram, desde que o alimento tenha tamanho e textura adequada. Essas aves podem capturar seu próprio alimento, roubar comida de outras aves marinhas e até mesmo consumir lixo e animais mortos.

Leia também: Por que nem todas as aves são pássaros?

Gaivotão: a principal espécie de gaivota do Brasil

O gaivotão (Larus dominicanus) é uma espécie de gaivota que ocorre por todo o hemisfério sul, podendo ser observada, por exemplo, no Brasil. Em nosso território, destaca-se como a espécie de gaivota mais frequente.

Trata-se de uma gaivota de grande porte, que pode medir cerca de 58 cm de comprimento. As penas presentes nos indivíduos jovens se diferenciam das penas dos adultos. Nos jovens, a plumagem é bege-acinzentada com manchas marrons, e a cauda é preta. Já nos adultos, observa-se o lado superior das asas e o dorso pretos, e o resto da plumagem é branca.

 Uma gaivota adulta sobre rochas.
Na figura, é possível observar uma gaivota adulta.

Em relação à alimentação, é uma espécie considerada oportunista e generalista, uma vez que rouba a presa de outros animais. O gaivotão se alimenta de vários tipos de presa e pode explorar diferentes fontes de alimento, alimentando-se até mesmo de lixo. Trata-se de uma espécie onívora, entretanto, os principais itens de sua dieta são:

O gaivotão nidifica em diferentes ambientes, como praias, dunas, lagoas costeiras e ilhas. Os ninhos são construídos sobre rochedos, no solo ou entre a vegetação. Essa ave geralmente utiliza gramíneas para construir seus ninhos.

Normalmente, a espécie bota três ovos, e o período de incubação é de 27 até 31 dias. Os pais cuidam dos filhotes e fornecem alimento até que estes comecem a voar. A maturidade sexual da espécie é atingida com quatro anos de idade.

Saiba também: Animais ovíparos, ovovíparos e vivíparos — qual é a diferença?

Aumento do número de gaivotas e seu impacto

Quando uma espécie tem sua população reduzida, configura-se uma situação perigosa, uma vez que a queda do número de espécimes de uma população pode até mesmo levar determinada espécie à extinção. Entretanto, o aumento exagerado de indivíduos de uma espécie também afeta negativamente o equilíbrio do ecossistema.

Atualmente, tem se observado um aumento no tamanho de populações de gaivotas em todo o mundo. Um dos fatores que levam a esse crescimento é a capacidade desses animais de ocuparem ambientes alterados pelo homem, onde conseguem, por exemplo, alimento mais facilmente.

Existem outros problemas que decorrem desse excesso populacional:

  • impacto negativo a outras espécies de aves costeiras, devido, por exemplo, à competição por alimentos;

  • transporte de patógenos que colocam em risco a saúde de seres humanos e outros animais, como o Escherichia coli.

Além do impacto ecológico desse aumento, não podemos deixar de citar os transtornos causados especificamente aos seres humanos. Dentre os problemas causados, estão:

  • obstrução de canos e calhas com penas;

  • nidificação em telhados;

  • excesso de ruídos;

  • excrementos eliminados em calçadas, casas e veículos.

Em algumas regiões, a presença de gaivotas é tamanha que até mesmo afasta os turistas. Não podemos deixar de mencionar também que essas aves podem colidir com aeronaves.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Animais onívoros

Ciências

Aves

Ciências

Por que nem todas as aves são pássaros?

Últimos artigos

Milagre econômico brasileiro

Milagre econômico brasileiro foi um período da Ditadura Militar no qual a economia brasileira apresentou grande crescimento e importantes obras públicas foram realizadas.

Manto terrestre

O manto terrestre é uma camada, constituída pelo magma, muito dinâmica da Terra. Situado entre a crosta e o núcleo, ocupa aproximadamente 84% do volume total do planeta.

Altitude

A altitude é a distância vertical entre um ponto na superfície da Terra e o nível do mar, sendo uma medida importante para a caracterização do relevo de uma área.

Área do cubo

A área do cubo é a medida da superfície desse poliedro. A área da base, a área lateral e a área total do cubo estão relacionadas à área do quadrado.