Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Aves

As aves são animais vertebrados que se destacam pela presença de suas penas, uma característica exclusiva desse grupo. Muitas espécies apresentam a capacidade de voo, mas nem todas voam, havendo espécies nadadoras e corredoras. Atualmente, estima-se que existam cerca de 10 mil espécies diferentes de aves em todo o mundo, sendo possível citar como exemplos a águia, o gavião, o pombo, a galinha, a ema, o pato, o pinguim, o avestruz, entre outras.

Leia também: Por que nem todas as aves são pássaros?

Características gerais das aves

As aves são animais vertebrados que apresentam como característica mais marcante a presença de penas, as quais são feitas de queratina, mesma proteína encontrada na escama dos répteis. Outra característica marcante é o fato de esses animais serem endotérmicos, ou seja, mantêm a temperatura constante do seu corpo graças ao seu metabolismo. Com isso, esses animais podem viver em diferentes ambientes, uma vez que não precisam do calor externo para se aquecer. Encontramos aves em quase todos os lugares do planeta, sendo possível observá-las, por exemplo, em regiões desérticas, nos polos, nas florestas e ilhas oceânicas.

Algumas aves são capazes de voar em grandes velocidades, como o beija-flor.

As aves se alimentam de diferentes produtos, existindo espécies que apresentam dieta carnívora, herbívora e onívora. O sistema digestório das aves é complexo, apresentando estruturas como bico córneo, papo, proventrículo e moela.

  • O bico auxilia a ave a capturar e a manipular seu alimento, sendo possível observar diferentes tipos de bico, os quais estão adaptados ao tipo de alimento ingerido pela ave.

  • O papo é uma região dilatada no esôfago que serve como uma espécie de câmara de estocagem. Nesse local, o alimento é armazenado e também amolecido e umedecido.

  • O proventrículo atua como um estômago químico, sendo responsável pela secreção de sucos gástricos.

  • A moela, por sua vez, atua garantindo a trituração dos alimentos, funcionando como estômago mecânico. No interior da moela, podem ser encontrados grãos de areia e pequenas pedrinhas, que ajudam as aves nesse processo de trituração. Vale destacar que esses animais apresentam cloaca, uma saída comum do sistema digestório, urinário e reprodutor.

Observe algumas das estruturas encontradas no corpo de uma ave.
Observe algumas das estruturas encontradas no corpo de uma ave.

No que diz respeito à excreção, as aves apresentam rins como órgãos especializados nesse processo. Assim como os répteis, elas excretam ácido úrico. Uma característica interessante do grupo é a falta de bexiga urinária, que também auxilia esses animais no voo, por deixá-las mais leves.

As aves apresentam sistema circulatório fechado, com sangue correndo no interior de vasos sanguíneos. O coração apresenta-se dividido em quatro cavidades, dois átrios e dois ventrículos, assim como nos mamíferos. A respiração das aves é pulmonar, apresentando sacos aéreos conectados ao pulmão, os quais atuam amplificando o fluxo de ar.

Elas possuem visão bem desenvolvida e colorida. A audição é também um sentido bem desenvolvido nesses animais. Já os sentidos olfatório e gustativo são pouco avançados na maioria das aves. Vale dizer também que a área visual e motora no cérebro é bem desenvolvida, bem como o cerebelo, sendo maior do que aquele apresentado em anfíbios e répteis.

O pinguim é uma ave que se destaca como excelente nadadora.

O aparelho fonador das aves é denominado siringe e está localizado na traqueia. Em algumas espécies, ela não está presente, como em urubus. Todas as aves, no entanto, apresentam a capacidade de produzir algum tipo de som, porém as estruturas vocais variam de uma espécie para outra, sendo possível observar a emissão de diferentes tipos de sons.

Leia também: Por que as aves cantam?

Adaptação das aves ao voo

As aves apresentam uma série de características que garante a algumas espécies a facilitação do voo.

O esqueleto da ave é adaptado ao voo, apresentando ossos pneumáticos e quilha.

Dentre as principais adaptações das aves ao voo, podemos destacar:

  • presença de penas, as quais ajudam no voo e também na regulação térmica;

  • asas, que garantem uma forma aerodinâmica ao animal;

  • músculos peitorais desenvolvidos, que garantem a movimentação das asas;

  • esterno com uma quilha, onde se prendem os músculos peitorais;

  • ossos pneumáticos, ou seja, ossos que apresentam cavidades preenchidas com ar, ajudando, desse modo, na redução do peso da ave;

  • ausência de bexiga urinária e dentes, bem como gônadas reduzidas, o que auxilia no voo por diminuir o peso do animal.

Leia também: Kiwi, uma ave da Nova Zelândia

Todas as aves voam?

É importante deixar claro que nem toda ave apresenta a capacidade de voo. De modo geral, podemos dizer que esses animais apresentam três meios de locomoção básicos: voo, marcha bípede usando os membros posteriores e natação impulsionada. Como aves que realizam a marcha bípede, podemos citar o avestruz e as emas. Como exemplo de aves nadadoras, podemos citar os pinguins.

O avestruz é uma ave que não apresenta capacidade de voo.

Reprodução das aves

Todas as aves são dioicas, existindo, portanto, machos e fêmeas. A fecundação é interna, ocorrendo a transferência de espermatozoides para a fêmea pelo contato entre a abertura da cloaca desses animais. As aves são exclusivamente ovíparas, ou seja, botam ovos, onde o embrião se desenvolve.

As aves são animais que apresentam comportamento complexo quando o assunto é reprodução, verificando-se diferentes rituais de corte. Em algumas espécies, por exemplo, vários machos se reúnem e realizam exibições sincronizadas para as fêmeas de modo que elas possam escolher seu parceiro.

Após a formação do casal, as aves, geralmente, constroem ninho, sendo esse o local onde ocorre a incubação dos ovos. Para que o embrião se desenvolva, é importante que o ovo receba calor do corpo dos pais. O período de incubação é diferente para as várias espécies de aves. Após o nascimento, é observado o cuidado parental e, na maioria das espécies, os machos e as fêmeas trabalham para alimentar os filhotes.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Anfíbios

Ciências

Animais ameaçados de extinção

Ciências

Arara-azul

Ciências

Ariranha

Últimos artigos

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.