Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Florestas

As florestas são coberturas vegetais densas formadas por plantas de todos os estratos, desde o herbáceo até o arbóreo, que abrigam uma enorme biodiversidade em seu interior.

Floresta. As florestas são densas coberturas vegetais compostas por árvores altas, que formam um dossel fechado.

Florestas são um tipo de cobertura vegetal densa formada por árvores altas e lenhosas e plantas que compõem todos os estratos, desde o herbáceo até o arbóreo. Elas são formadas gradativamente por meio de um processo conhecido como sucessão ecológica. As árvores das florestas apresentam copas elevadas, e suas folhas formam um amplo dossel fechado, que recobre uma extensa superfície. A vegetação florestal forma um ecossistema muito rico e diverso, apresentando importância para o meio ambiente e para a manutenção do clima.

Atualmente as florestas estão presentes em 31% das terras do nosso planeta, embora enfrentem sérios problemas, como o desmatamento e as queimadas, que reduzem aos poucos essa cobertura.

Leia também: Por que a Amazônia é tão importante para o planeta?

Resumo sobre florestas

  • Floresta é um tipo de vegetação que recobre grandes áreas, sendo caracterizada pelo adensamento de árvores lenhosas e pela presença de plantas de todos os estratos vegetais.

  • As árvores altas e de copa elevada são típicas de vegetação florestal. Elas formam um amplo dossel fechado, que dificulta a passagem de luz para os estratos mais baixos da floresta.

  • As florestas são formadas por um processo denominado sucessão ecológica.

  • São muito importantes para a manutenção do equilíbrio ambiental e da biodiversidade, além de auxiliarem na regulação do clima e da umidade atmosférica.

  • Podem ser classificadas em tropical, temperada e boreal, conforme a sua localização e os seus aspectos.

  • Cerca de 60% da superfície brasileira são recobertos por florestas, com destaque para a Floresta Amazônica e para a Mata Atlântica.

  • No mundo as florestas correspondem a 31% da cobertura vegetal, concentrando-se em países como Brasil, Canadá, China, Rússia e Estados Unidos.

O que são florestas?

As florestas são um tipo de vegetação que recobre 31% da superfície terrestre e que tem como principal característica a cobertura de uma superfície muito extensa, além da elevada densidade de plantas agrupadas. Muitas vezes, as florestas são chamadas também de mata.

Uma floresta é composta por árvores altas e lenhosas, com copas elevadas, que formam um dossel fechado. Isso significa que, ao observarmos uma floresta de cima, conseguimos enxergar uma ampla cobertura verde formada pelas folhas das árvores, como na imagem abaixo. As árvores altas não são os únicos tipos de plantas presentes em florestas. Na realidade, esse tipo de vegetação é formado por espécies de todos os estratos, tornando as florestas um ecossistema muito biodiverso.

O Sistema Nacional de Florestas (Snif) usa uma definição de floresta muito parecida com a que vimos anteriormente. Existem, ainda, as definições dadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês). Confira, a seguir, como essas organizações compreendem o que é uma floresta.

  • Definição de floresta pelo IBGE: adensamento de plantas formado pelos quatro estratos vegetais, que são o herbáceo, o arbustivo, o arbóreo baixo e o arbóreo. As árvores têm altura variável entre 20 e 50 metros, e, em função do adensamento das copas dessas árvores, há baixa penetração de luz pelo dossel.

  • Definição de floresta pela FAO: conjunto de vegetação que recobre uma área superior a 0,5 hectare, ou cinco mil m², e que apresenta árvores com mais de cinco metros de altura. A copa das florestas não deve ter mais do que 10% de abertura para a vegetação ser assim classificada.

O dossel fechado é a principal característica das florestas.

Como são formadas as florestas?

As florestas são formadas naturalmente por um processo conhecido como sucessão ecológica, caracterizada pela composição gradativa por meio de diferentes estágios de evolução, que começam na rocha descoberta até chegarem ao clímax, quando a vegetação está plenamente desenvolvida. Isso significa que, antes da floresta, não havia nada na área onde ela se estabeleceu.

O processo de formação das florestas leva, em média, 100 anos.

O tempo de formação de uma floresta é de 100 anos aproximadamente. No entanto, é importante sempre lembrarmos que o tempo para o desenvolvimento de uma floresta depende das condições do clima e dos aspectos do solo local.

Veja também: Ciclo do carbono — processo fundamental que envolve seres vivos e meio ambiente

Quais são os principais tipos de florestas?

Na Geografia, as florestas podem ser classificadas, de acordo com os aspectos da área onde elas se formam, em três tipos:

  • Floresta tropical: é densa e formada por vegetação sempre-verde, que não perde suas folhas em um período do ano. Forma-se em climas tropicais das baixas latitudes, caracterizados pelo calor e pelo elevado teor de umidade. Um dos principais aspectos das florestas tropicais é a elevada biodiversidade.

As florestas tropicais se formam em áreas de maior disponibilidade de luz e de umidade.
  • Floresta temperada: se forma em regiões de clima temperado, que apresentam temperaturas amenas e alternância entre estações secas e úmidas. Por isso, as florestas temperadas apresentam árvores caducifólias, que perdem as suas folhas no período mais seco do ano. Elas estão presentes em áreas de média latitude.

Florestas temperadas perdem as suas folhas no período seco do ano.
  • Floresta boreal: é a floresta de árvores coníferas que se desenvolve em altas latitudes, nas localidades de clima frio com a presença de uma estação úmida. As florestas boreais são características de biomas como a Taiga, que apresenta baixas temperaturas e precipitação na forma de neve.

Floresta em clima frio.
As florestas boreais estão presentes em biomas de clima frio, especialmente na Taiga.

Qual é a importância das florestas?

As florestas são coberturas vegetais de enorme importância para a biodiversidade e para a manutenção da vida no planeta Terra. Elas desempenham a função de ecossistemas que abrigam uma enorme variedade de animais e de plantas, sendo, portanto, habitat para uma parcela significativa da biodiversidade presente no planeta Terra. Lembremos que cerca de um terço da superfície terrestre é recoberto pelas florestas, como vimos no início do texto.

As árvores e as demais espécies de plantas das florestas realizam funções biológicas importantes não só para a sua própria sobrevivência como também para a regulação do microclima (isto é, do clima local). Entre essas funções, estão a transpiração e a absorção de gás carbônico (CO2) da atmosfera para a realização de processos como a fotossíntese.

Vários agrupamentos populacionais e comunidades tradicionais vivem e dependem das florestas para a sua subsistência, tendo nos recursos obtidos nelas uma fonte de renda. Para além disso, as florestas podem fornecer matéria-prima para a produção secundária, o que se torna viável quando há o emprego de técnicas de manejo sustentáveis, ou seja, que visam à preservação das espécies nativas e à manutenção da integridade da floresta.

Florestas do Brasil

Com seu território situado quase totalmente na zona tropical do planeta Terra, o Brasil apresenta uma extensa cobertura florestal que é de quase 60% da sua superfície. Aproximadamente 97% das florestas brasileiras são naturais, o que significa que se desenvolveram naturalmente, sem necessidade de plantio pelos seres humanos.

A principal floresta brasileira é a Floresta Amazônica, que se estende por nove países sul-americanos, mas contém 62% de sua área em território nacional. Essa é a maior floresta equatorial do mundo, e abriga milhões de espécies de animais e de plantas. Ela é banhada pelo rio mais caudaloso e longo do planeta, o Rio Amazonas, que desempenha papel fundamental no abastecimento hídrico desse importante ecossistema.

A Mata Atlântica é uma floresta brasileira que apresenta alto índice de desmatamento e devastação.[1]

A Mata Atlântica é uma floresta de grande importância para o Brasil, estendendo-se por um total de 17 estados. Situada ao longo da costa leste do país, a Mata Atlântica é um dos biomas que registra maior índice de devastação, já que está inserida em áreas de alta densidade populacional e de grandes centros urbanos.

Também no Cerrado brasileiro existem algumas formações florestais, que se inserem no centro do território nacional. Trata-se de uma área também devastada, mas, no caso, pelo rápido avanço do agronegócio e da fronteira agrícola. O mesmo pode ser dito da Amazônia, que recobre uma região onde ocorrem muitos conflitos pela terra em decorrência da ampliação das áreas de mineração, de pastagem e de cultivos de commodities.

Saiba mais: Dia Internacional das Florestas — quando é comemorado e qual a sua importância

Florestas do mundo

As florestas são parte fundamental da vegetação do mundo, recobrindo um terço de todas as terras emersas do planeta. Apesar da sua importância para o equilíbrio ecossistêmico e climático, as florestas do mundo enfrentam hoje um sério problema de degradação com o avanço do desmatamento e da ocorrência de queimadas e incêndios florestais. Em muitos casos, esses incêndios, que atingem grandes proporções, são decorrentes da ação humana aliada às elevadas temperaturas e ao tempo seco.

Em função da diferenciação do clima e da distribuição desigual da umidade, as florestas não se encontram presentes em todos os espaços, e se concentram em países com condições edafoclimáticas (de clima e de solo) propícias para o seu desenvolvimento. Conforme dados da FAO, apenas cinco países concentram mais da metade de toda a área florestada do mundo. Desses, três estão no continente americano e dois, no continente asiático. São eles:

  • Brasil;

  • Canadá;

  • China;

  • Rússia;

  • Estados Unidos.

Exercícios resolvidos sobre florestas

Questão 1

(ETEC) Fazer uma trilha é muito divertido, desde que o passeio seja realizado com a presença de um guia, com roupas e calçados adequados e muita água potável.

Em uma trilha pela Mata Atlântica, o ambiente observado se caracteriza principalmente por

a) vegetação densa, latifoliada e heterogênea.

b) floresta aciculifoliada homogênea e densa.

c) selva de Tundra com cactáceas esparsas.

d) arbustos esparsos com galhos retorcidos.

e) plantas esparsas, caducifólias e xerófitas.

Resolução: Alternativa A

A Mata Atlântica é uma floresta de vegetação densa e latifoliada, o que significa que possui folhas largas (latifoliadas) e não finas, com formato de agulha (aciculifoliadas). Pela sua grande diversidade de plantas, pode-se considerá-la, ainda, uma floresta heterogênea.

Questão 2

(UERR) A floresta Amazônica é uma floresta tropical situada na região norte da América do Sul. O Brasil é o país com maior cobertura vegetal do bioma Amazônia no continente, com 4,2 milhões km (Brasil, 2008), que equivalem a mais de 60% desse bioma. [...]

Desmatamento é a operação que objetiva a supressão total da vegetação nativa de determinada área para o uso alternativo do solo, ou seja, qualquer descaracterização que venha a suprimir toda a vegetação nativa de determinada área deve ser interpretada como desmatamento.

LEMOS, André Luiz Ferreira e SILVA, José de Arimatéia. Desmatamento na Amazônia Legal: Evolução, causas, monitoramento e possibilidades de mitigação através do Fundo Amazônia. In: Revista Floresta e Ambiente, 2011, jan./mar. (com adaptações).

Considerando que o desmatamento é um fenômeno complexo que se relaciona com a ocupação do território e seus usos, assinale a opção correta.

a) A expansão da agropecuária, a grilagem e a ocupação ilegal de terras e a expansão de infraestruturas como rodovias são ações humanas que impactam no avanço do desmatamento na Amazônia.

b) A silvicultura de eucalipto é uma alternativa ao desenvolvimento sustentável em áreas desmatadas na Amazônia, pois essa cultura garante o retorno e a manutenção da biodiversidade.

c) O desmatamento é uma prática comum na Amazônia desde antes do período colonial, adotada pelas comunidades tradicionais em larga escala e continuada pelos colonizadores.

d) Os municípios de Roraima têm grandes áreas preservadas de floresta Amazônica, configurando um território com reduzido desmatamento.

e) A localização geográfica de Roraima dificulta ações de desmatamento, de modo que o estado é considerado uma unidade da Federação sem desmatamento.

Resolução: Alternativa A

O desmatamento na Floresta Amazônica tem avançado em ritmo alarmante como resultado da expansão da fronteira agrícola, da infraestrutura urbana e de problemas associados à grilagem e ocupação ilegal de terras.

Créditos da imagem

[1]Wikimedia Commons

Fontes

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Florestas do Brasil em resumo: 2019. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Sistema Florestal Brasileiro. Brasília: MAPA/SFB, 2019, 207p. Disponível em: https://www.florestal.gov.br/documentos/publicacoes/4261-florestas-do-brasil-em-resumo-digital/file.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Manuais Técnicos em Geociências – número 1: Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. 2 ed. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=263011.

FAO. Global Forest Resources Assessment - 2020: Terms and Definitions. Roma: FAO, 2018. Disponível em: https://www.fao.org/3/I8661EN/i8661en.pdf.

FAO e UNEP. The State of The World’s Forests 2022: Forest Pathways For Green Recovery and Building Inclusive, Resilient And Sustainable Economies. Roma: FAO/UNEP, 2020. Disponível em: https://www.fao.org/3/cb9360en/online/cb9360en.html.

REDAÇÃO. Tipos de florestas e formações vegetais existentes no mundo. Pensamento Verde, 09 fev. 2015. Disponível em: https://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/tipos-de-florestas-e-formacoes-vegetais-existentes-mundo/.

SNIF. Definição de Floresta. Disponível em: https://snif.florestal.gov.br/pt-br/florestas-e-recursos-florestais/167-definicao-de-floresta.

SOS Mata Atlântica. Disponível em: https://www.sosma.org.br/conheca/mata-atlantica/.

Por Paloma Guitarrara

Você pode se interessar também

Datas Comemorativas

21 de março - Dia Internacional das Florestas

Geografia

Amazônia

Geografia

Ação antrópica

Geografia

Biomas brasileiros

Últimos artigos

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.

Ciclo do Café

O ciclo do café foi o ciclo econômico em que o café predominou na economia brasileira. Iniciou em meados do século XIX, estendendo-se até metade do século XX.