Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Amazônia

O bioma Amazônia é o maior bioma do Brasil. Considerado a região de maior biodiversidade do planeta, abriga milhares de espécies vegetais e animais.

 O bioma Amazônia é um conjunto de unidades biológicas caracterizado por aspectos climáticos, tipo de solo, vegetação, hidrografia, entre outros. Esse bioma constitui a maior bacia hidrográfica do mundo, bem como a maior floresta tropical do planeta, sendo considerada a região de maior biodiversidade da Terra.

Esse bioma é o maior do Brasil, contudo não é exclusivo do país, podendo ser encontrado na Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname e Venezuela. Abrange, no Brasil, segundo o IBGE, uma área de aproximadamente 4,196.943 milhões de km2 , cerca de 40% do território nacional.

As unidades federativas compreendidas por esse bioma são: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão e Tocantins, que se distribuem por regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país.

Leia também: Biomas brasileiros

Na área ocupada pelo bioma, há aproximadamente 33 milhões de habitantes, incluindo cerca 1,6 milhões de indígenas. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a região compreendida por esse bioma é considerada a maior reserva de madeira tropical do mundo e possui grandes reservas de borracha, castanha e minérios.

Mapa da Amazônia

Localização do bioma Amazônia, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Localização do bioma Amazônia, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Vegetação e flora

A vegetação do bioma Amazônia é caracterizada, especialmente, pela presença da maior floresta tropical do mundo, a Floresta Amazônica. Essa floresta abrange uma área que ultrapassa os 5 milhões de km2. A floresta abriga cerca de 2.500 espécies de árvores e de 30 mil espécies de plantas de um total aproximado de 100 mil espécies na América Latina, segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF Brasil).

A principal característica da vegetação desse bioma é a presença de uma floresta densa com árvores de grande porte classificada em três categorias:

Mata de terra firme

Esse tipo de vegetação pode ser encontrado em regiões de elevadas altitudes. Sendo assim, não se inundam, mantendo-se seca durante todo o ano. Caracterizada pela presença de árvores de grande porte.

Mata de igapó

Esse tipo de vegetação pode ser encontrado em regiões de baixas altitudes. Sendo assim, encontra-se alagada quase todo o tempo. Caracterizada pela presença de arbustos e musgos, bem como vitória-régia.

Mata de várzea

Esse tipo de vegetação pode ser encontrado em regiões de altitudes intermediárias. Sendo assim, encontra-se inundada durante um período do ano. Caracterizada pela presença de espécies de árvores com até 40 metros de altura.

A flora da Amazônia possui alto poder medicinal e potencial econômico. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) divulgou uma pesquisa com as principais plantas medicinais brasileiras, inclusive da Amazônia. Espécies como o jaborandi (Pilocarpus microphyllus) contêm pilocarpina em suas folhas, sendo utilizada para o tratamento de glaucomas primários, e a crajirú (Arrabidaea chica) uma planta trepadeira cujas folhas são utilizadas com anti-inflamatório.

Leia mais: O que é fauna e flora?

Fauna

A onça-pintada é um dos símbolos da fauna do bioma Amazônia.
A onça-pintada é um dos símbolos da fauna do bioma Amazônia.

O bioma Amazônia possui uma fauna extremamente diversificada e rica. Segundo a Embrapa, há nesse bioma cerca de 30 milhões de espécies de animais, contudo nem todas foram encontradas, estudadas e catalogadas por estudiosos.

Destacam-se animais como os macacos, onça-pintada, tamanduás, peixe-boi, jacarés, serpentes, rãs, diversas espécies de peixes, entre outros. Há também mais de mil espécies de aves na região, como tucanos e araras.

Clima

A região do bioma Amazônia é caracterizada pela elevada umidade do ar que pode chegar a 80%, pelos extensos períodos de chuva, cujo índice pluviométrico varia entre 1.500mm a 3.600 mm ao ano. O clima predominante é o equatorial úmido, com temperaturas que variam entre 22ºC e 28ºC.

Leia mais: Por que chove muito na Amazônia?

Hidrografia

A Amazônia é uma região rica em recursos naturais, como a água. Compreende a área da maior bacia hidrográfica do mundo, a Bacia do Rio Amazonas, que, segundo o Ministério do Meio Ambiente, possui cerca de 6 milhões de km2 e mais de 1.100 afluentes. O principal rio dessa bacia é o Rio Amazonas, que lança ao mar aproximadamente 175 milhões de litros d'água por segundo.

Outros rios importantes nesse bioma são: o Rio Negro, considerado o maior afluente à margem esquerda do Rio Amazonas; Rio Tapajós, deságua à margem direita do Rio Amazonas; Rio Madeira, que nasce na Cordilheira dos Andes na Bolívia.

Os rios possuem características distintas em relação à cor da água. Existem, nessa região, rios mais turvos e barrentos, devido à alta concentração de nutrientes, como o Rio Amazonas; rios de águas claras devido à falta de nutrientes, como o Rio Xingu; e rios de águas pretas com alta concentração de húmus, como o Rio Negro.

Solo

O solo característico do bioma Amazônia é geralmente arenoso. Devido à presença de uma densa vegetação, cria-se no solo uma camada fina de nutrientes provenientes da decomposição de folhas e animais.

Contudo, nem todo o solo da região é considerado fértil, visto que, em regiões sem cobertura vegetal, o escoamento superficial das águas acaba “lavando” o solo e retirando seus nutrientes (processo conhecido como lixiviação). O que permite a existência dessa densa floresta e uma vegetação rica em espécies é, portanto, a existência dessa camada de matéria orgânica que se acumula no solo.

Devastação do bioma Amazônia

Apesar de ser considerado um dos biomas mais preservados do país, a Amazônia vem sofrendo com a devastação. Questões como o desmatamento, queimadas, o garimpo ilegal e a agropecuária têm provocado diversos problemas ambientais.

Cerca de 17% do bioma já foi devastado nos últimos 50 anos, segundo uma pesquisa realizada pelo pesquisador norte-americano Thomas Lovejoy (professor da George Mason University) e o brasileiro Carlos Nobre (coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas).

De acordo com os pesquisadores, o limite máximo de devastação seria 20%. Isso significa que ultrapassando esse limite as consequências seriam irreversíveis ao bioma, colocando em risco a biodiversidade, alterando o clima e o ciclo hidrológico.

Curiosidades

  1. No bioma pode ser encontrado o maior peixe de água doce do mundo: o pirarucu.

  2. A vitória-régia é um dos símbolos da Amazônia, podendo medir até 2 metros de diâmetro.

  3. A sucuri, uma espécie de serpente da Amazônia, pode atingir até 10 metros de comprimento.

  4. O boto pode ser encontrado na Amazônia. É conhecido como golfinho de água doce.

  5. São encontrados nos rios do bioma Amazônia cerca de 85% dos peixes de toda a América do Sul.

Saiba também: Peixe-boi-da-amazônia 

O bioma Amazônia é um dos biomas de maior biodiversidade do mundo. O bioma Amazônia é um dos biomas de maior biodiversidade do mundo.
Por Rafaela Sousa

Você pode se interessar também

Geografia

Bacia Amazônica

Geografia

Cerrado

Geografia

Caatinga

Geografia

Floresta Amazônica

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.