Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Biomas brasileiros

Os biomas brasileiros são grandes regiões nas quais se desenvolveram conjuntos de ecossistemas que apresentam características semelhantes. O Brasil possui seis biomas.

Os biomas brasileiros representam áreas de grande extensão que são constituídas por um complexo conjunto de ecossistemas, apresentando características semelhantes como vegetação, fauna, solo, clima. Essas características variam conforme a localização geográfica dessas regiões.

Mesmo que essas comunidades biológicas apresentem características distintas, podem fazer parte de um mesmo bioma, haja vista que vivem sob condições ambientais similares. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Brasil possui seis biomas. São eles:

Amazônia

Caatinga

Cerrado

Mata Atlântica

Pampa

Pantanal

 

Leia também: Vegetações do Brasil

Mapa dos biomas brasileiros

Mapa dos biomas brasileiros, segundo a classificação do IBGE.
Mapa dos biomas brasileiros, segundo a classificação do IBGE.

Veja também: Tipos de mapas

Tipos de biomas brasileiros

1) Bioma Amazônia

O bioma Amazônia compreende a área de diversos países e nele é encontrada a maior floresta tropical do mundo.
O bioma Amazônia compreende a área de diversos países e nele é encontrada a maior floresta tropical do mundo.

O bioma Amazônia constitui uma área de aproximadamente 4.196943 km2, ocupando cerca de 49,3% do território brasileiro. Nesse bioma é encontrada a maior floresta tropical do mundo, a Floresta Amazônica. Essa floresta estende-se por nove países da América do Sul, mas sua maior porção está localizada no Brasil. É um bioma que compreende diversos ecossistemas, apresentando, portanto, uma enorme biodiversidade. No Brasil, a área desse bioma é delimitada pela "Amazônia Legal".

Principais características do bioma Amazônia

- Vegetação

  • É dividida em mata de terra firme (estratos mais altos, não inundados), mata de várzea (áreas inundadas durante um período) e mata de igapó (estratos mais baixos, inundados durante quase todo o ano).
  • A aparência da vegetação confere, ao ser vista de cima, uma camada contínua de copas, que dificulta a entrada de luz, fazendo com que haja pouca vegetação rasteira nesse bioma.

- Clima

  • O clima predominante é equatorial (quente e úmido).
  • A temperatura sofre pouca variação no decorrer do ano.
  • - Apresenta umidade do ar e índices pluviométricos elevados. As chuvas variam entre 1.500 mm e 2.000 mm.

Leia também: Por que chove muito na Amazônia?

- Fauna e Flora

  • A fauna da Amazônia é representada, principalmente, pela onça-pintada, boto-cor-de-rosa, arara-azul, tatu e cobras, como a jararaca.
  • A flora da Amazônia apresenta cerca de 30 mil espécies. Entre as mais conhecidas, é possível destacar a vitória-régia, que é característica das matas de igapós.

- Hidrografia

  • A maior bacia hidrográfica do mundo é encontrada nesse bioma, detendo aproximadamente 20% da água doce do planeta, a Bacia Amazônica.
  • O principal rio que drena esse bioma é o Rio Amazonas, o maior em volume de água do mundo.

- Solo

  • O solo do bioma Amazônia é normalmente arenoso.
  • Possui uma camada de húmus proveniente da deposição da vegetação, frutos e restos de animais.
  • Somente 14% do território é fértil e propício às atividades agrícolas.

2) Bioma Cerrado


O Cerrado é considerado a savana brasileira.     

O Bioma Cerrado é conhecido como a savana brasileira, sendo o segundo maior bioma do país e  também o segundo maior bioma da América do Sul. Constitui uma área de aproximadamente 2.036.448 km2, representando cerca de 23,9% do território brasileiro. É um bioma que apresenta diferentes fitofisionomias (aspecto/feição de uma comunidade vegetal), devido aos muitos contatos biogeográficos com outros biomas.

Saiba mais: Por que o Cerrado é considerado a caixa d'água do Brasil?

→ Principais características do Cerrado

- Vegetação

  • Apresenta formações savânicas, florestais e campestres.
  • As espécies variam entre vegetações arbóreas, arbustivas e cipós, que se distribuem entre os estratos: lenhoso e herbáceo.
  • Normalmente as árvores apresentam troncos tortuosos, podendo alcançar até 20 metros.
  • Uma das características de identificação desse bioma está relacionada à sua coloração. Apresenta tons de verde, amarelo e marrom devido à descoloração provocada pela intensa incidência solar.
  • Cerca de duzentas espécies nativas do Cerrado apresentam potencial medicinal, como o pacari e o rufão.

- Clima

  • O clima predominante nesse bioma é o tropical sazonal. Apresenta duas estações bem definidas: invernos secos e verões chuvosos.
  • A temperatura média ao longo do ano é de 25 ºC, variando em alguns períodos.
  • Os índices pluviométricos variam de 1.200 mm a 1.800 mm. O período das chuvas inicia-se em outubro e termina no mês de abril, dando início ao período mais seco.

- Fauna e flora

  • A fauna do Cerrado, apesar de não ser totalmente conhecida, é representada pelo lobo-guará, tucano, tamanduá-bandeira, onça-parda, veado-campeiro, entre outros.
  • Há no Cerrado cerca de 837 espécies de aves, 185 espécies de répteis, 194 espécies de mamíferos e 150 anfíbios.
  • A flora é representada por ipês, barbatimão, jatobá, pequi, cagaita, entre outras. Estima-se que no Cerrado haja dez mil espécies de vegetais já identificadas.

- Hidrografia

  • O Cerrado é considerado berço das nascentes do principais rios do Brasil.
  • O bioma compreende nove das doze bacias hidrográficas brasileiras, segundo o IBGE.
  • O Cerrado também compreende a região de grandes aquíferos, como o Guarani e Bambuí.

- Solo

  • Os solos do Cerrado são bastante porosos e permeáveis, tornando-os propícios para o processo de lixiviação (erosão ocorrida devido à lavagem da camada superficial).
  • Possuem pouca fertilidade e são geralmente ácidos.
  • As cores dos solos do Cerrado possuem tons avermelhados.

3) Bioma Caatinga

A Caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro e encontra-se em uma região bastante seca.
A Caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro e encontra-se em uma região bastante seca.

O bioma Caatinga representa cerca de 9,9% do território brasileiro, com uma área de aproximadamente 844.453 km2. É também conhecido como savana estépica do semiárido, segundo  o IBGE. A Caatinga, o único bioma exclusivamente brasileiro, encontra-se bastante degradada, principalmente devido ao uso incorreto e irracional de seus solos.

→ Principais características do bioma Caatinga

- Vegetação

  • A vegetação da Caatinga é adaptada ao clima seco, característica conhecida como xeromorfismo. As plantas apresentam mecanismos de armazenamento de água, a fim de que sobrevivam aos longos períodos de seca.
  • As espécies vegetais perdem suas folhas no período de seca.
  • As árvores apresentam troncos tortuosos e normalmente são baixas, representadas por arbustos e cactos.

- Clima

  • O clima predominante na Caatinga é o semiárido, responsável por inúmeras características particulares desse bioma.
  • Os índices pluviométricos variam entre 200 mm e 1000 mm por ano.
  • A temperatura média varia entre 27 ºC e 32 ºC ao longo do ano.
  • Diversas regiões são castigadas, devido à alta insolação na região.

- Fauna e flora

  • A fauna e a flora do Cerrado apresentam diversas espécies endêmicas (que existem apenas nessa região).
  • A fauna da Caatinga é representada por animais como o jacaré-do-papo-amarelo, jiboia, ararinha-azul, tatu-peba, macaco-prego, cotia, entre outros.
  • A fauna é rica em biodiversidade, apresentando cerca de 178 mamíferos, 591 aves, 177 espécies de répteis, 79 anfíbios, 241 peixes e 221 espécies de abelhas.
  • A flora é representada por espécies como o mandacaru, juazeiro, umbu, xiquexique, bromélias, macambira, entre outras.
  • A flora é determinada, principalmente, pelas características do solo e dos índices pluviométricos.

- Hidrografia

  • A hidrografia da Caatinga caracteriza-se por apresentar rios intermitentes (rios que desaparecem durante o período da seca). Comparados aos rios intermitentes, na região da Caatinga, há poucos rios perenes (rios que possuem fluxo o ano todo).
  • As nascentes dos rios desse bioma encontram-se, geralmente, em serras e chapadas.
  • Devido aos baixos índices pluviométricos, os lençóis freáticos presentes na região da Caatinga possuem volume reduzido.

Leia mais: Quais as características da Bacia do São Francisco?

- Solo

  • Segundo o Sistema Brasileiro de Classificação dos Solos, os solos da Caatinga variam de rasos a profundos.
  • São ricos em minerais, contudo pobres em matéria orgânica.
  • Os solos mais comuns nesse bioma são os rasos e pedregosos, com coloração que varia entre tons vermelhos a cinza.

4) Bioma Mata Atlântica

A Mata Atlântica possui uma floresta densa e contínua.
A Mata Atlântica possui uma floresta densa e contínua.

O bioma Mata Atlântica possui cerca de 1.110.182 km2, ocupando aproximadamente 13% do território brasileiro. Esse bioma estende-se por quase todo o litoral do Brasil. Devido à colonização do Brasil, esse bioma passou e passa por um intenso processo de desmatamento, restando cerca de 10% da mata nativa.

Saiba também: Desmatamento no Brasil

→ Principais características do Mata Atlântica:

- Vegetação

  • A Mata Atlântica é constituída por floresta tropical, repleta de fitofisionomias como mangues, restingas e florestas ombrófilas (vegetação de folhas largas e perenes).
  • As árvores apresentam médio e grande porte.
  • As copas das árvores formam uma floresta densa e contínua, podendo alcançar até 60 metros de altitude.

- Clima

  • O clima predominante na Mata Atlântica é o tropical úmido.
  • As temperaturas normalmente são elevadas, apresentando também altos índices pluviométricos.
  • A umidade do ar é alta, havendo poucos períodos de estiagem.
  • Devido à sua extensão, esse bioma também abrange regiões de clima subtropical e tropical de altitude.

- Fauna e Flora

  • A fauna da Mata Atlântica é representada por espécies como tucanos, onças-pintadas, bichos-preguiça, micos, entre outros.
  • Esse bioma apresenta cerca de 850 espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200 espécies de répteis, 270 espécies de mamíferos (39% são endêmicas) e 350 espécies de peixes.
  • A flora é representada por espécies como flor-do-campo e bromélias e conta com cerca de 20 mil espécies de vegetais, sendo cerca de 8 mil endêmicas.

- Hidrografia

  • Abrange a área de oito bacias hidrográficas, alimentadas por rios como o São Francisco, Paraíba do Sul e Rio Paraná.
  • A Mata Atlântica abrange também um dos maiores aquíferos do mundo: o Aquífero Guarani. 

- Solo

  • Os solos da Mata Atlântica são ácidos, rasos e pouco profundos em sua maioria.
  • Normalmente são bastante permeáveis, portanto, úmidos, porém pobres de nutrientes devido à baixa incidência dos raios solares, que são impedidos de alcançar o solo pela vegetação.
  • A elevada precipitação faz com que sejam propícios a processos de lixiviação.

5) Bioma Pantanal

O Bioma Pantanal é considerado uma das maiores planícies alagadas do mundo.
O Bioma Pantanal é considerado uma das maiores planícies alagadas do mundo.

O bioma Pantanal possui uma área de aproximadamente 150.355 km2, ocupando cerca de 1,8% do território brasileiro. É considerado uma das maiores planícies alagadas do mundo, devido ao seu terreno plano, e é o menor bioma do país em extensão territorial. Por sofrer influência de biomas como Amazônia e Cerrado, o bioma Pantanal apresenta grande biodiversidade.

→ Principais características do Pantanal

- Vegetação

  • Há na região compreendida pelo Pantanal diversos tipos de vegetação.
  • São encontrados cerradões, matas, savanas e brejos.
  • A vegetação não é fechada, apresentando campos abertos, variando conforme as características topográficas.
  • Nas áreas alagadas, é comum encontrar espécies aquáticas, como a vitória-régia.

- Clima

  • O clima que predomina no Pantanal é o tropical, com características de continentalidade, quente e úmido.
  • Há períodos de seca e de chuva.
  • A amplitude térmica é elevada, com temperaturas que variam entre 0ºC e 40ºC, com média anual de 25ºC.

- Fauna e flora

  • A fauna do Pantanal é representada por espécies como o cervo-do-pantanal, jacaré-do-pantanal e o tuiuiú.
  • São encontradas cerca de 132 espécies de mamíferos, 463 espécies de aves, 113 espécies de répteis, 41 espécies de anfíbios e 263 espécies de peixes.
  • A flora do Pantanal é representada pela vitória-régia, aguapé, orquídea, entre outras.
  • São encontradas aproximadamente duas mil espécies de plantas, normalmente provenientes de outros biomas, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

- Hidrografia

  • A bacia hidrográfica que abrange a região do Pantanal é a bacia do Rio Paraguai.
  • Os rios principais que alimentam a região são: Rio Paraguai e Rio Cuiabá.

- Solo

  • Nos períodos das cheias, parte da planície pantaneira alaga-se, e o solo não é capaz de absorver toda a água.
  • O solo é constituído por deposição de fragmentos rochosos vindos de áreas de maior altitude.
  • São impermeáveis e apresentam baixa fertilidade.

6) Bioma Pampa

O bioma Pampa possui vegetação rasteira conhecida como campos nativos.
O bioma Pampa possui vegetação rasteira conhecida como campos nativos.

O bioma Pampa é uma região de planícies compostas, principalmente, por campos nativos. Abrange uma área de 176.496 km2, ocupando cerca de 2,1% do território brasileiro. É também conhecido como Campos Sulinos e é encontrado apenas no estado do Rio Grande do Sul.

→ Principais características do bioma Pampa

- Vegetação

  • A vegetação do Pampa é constituída por gramíneas, em sua maioria. Apresenta vegetação campestre uniforme.
  • Apresenta dois tipos de fitofisionomias: campos limpos (arbustos) e campos sujos (sem presença de arbustos)
  • Representada por um tapete herbáceo, que alcança até 50 centímetros.

- Clima

  • O clima predominante no bioma Pampa é o temperado, com características de subtropical frio.
  • A média anual de temperatura é de 19ºC.
  • Apresenta as quatro estações bem definidas.

Leia mais: Tipos de clima no Brasil

- Fauna e flora

  • A fauna é representada por espécies como veado-campeiro, preá, ema, perdiz, entre outras.
  • O bioma conta com cerca de 100 espécies de mamíferos e, aproximadamente, 500 espécies de aves.
  • A flora é representada por espécies como a babosa-do-campo, trevo-nativo e grama-tapete.
  • O bioma apresenta cerca de 3 mil espécies de vegetais.

- Hidrografia

  • O bioma Pampa abrange uma área de duas bacias hidrográficas: Bacia Costeira do Sul e Bacia do Rio da Prata.
  • Apresenta elevado potencial hidrelétrico e possui rios bastante navegáveis.

- Solo

  • Os solos do bioma Pampa são de baixa fertilidade, arenosos e propícios a processos de lixiviação.
  • Devido às práticas agropecuárias intensas na região, boa parte desse bioma sofre com a devastação.

Segundo o IBGE, o Brasil possui seis biomas, os quais apresentam características distintas entre si, como a vegetação, clima e hidrografia. Segundo o IBGE, o Brasil possui seis biomas, os quais apresentam características distintas entre si, como a vegetação, clima e hidrografia.
Por Rafaela Sousa

Você pode se interessar também

Geografia

Bioma Pampa

Geografia

Bioma

Geografia

Floresta Amazônica

Geografia

Cerrado

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.