Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Climas do Brasil

Os climas do Brasil são predominantemente quentes, e possuem pelo menos uma estação chuvosa. Identifica-se um total de seis climas no território brasileiro.

Posição geográfica do Brasil no globo terrestre, que explica a ocorrência de climas quentes no país. A posição geográfica do Brasil condiciona o aparecimento de seis diferentes tipos de clima no país.

Os climas do Brasil são os diferentes padrões climáticos e atmosféricos que podem ser identificados ao longo do território brasileiro. Eles apresentam algumas características em comum, como as temperaturas elevadas e a presença de, pelo menos, uma estação chuvosa, ainda que seja curta. Todos os climas do Brasil são influenciados pela latitude, pela maritimidade ou continentalidade, e principalmente pela atuação das massas de ar.

Existem seis diferentes climas no Brasil:

  • equatorial;

  • tropical;

  • semiárido;

  • tropical de altitude;

  • tropical atlântico;

  • subtropical.

Leia também: Diferença entre o conceito de tempo e clima

Resumo sobre os climas do Brasil

  • O Brasil tem seis tipos de clima, formados pela influência de fatores como a latitude, a maritimidade, o relevo e a atuação das massas de ar.

  • O clima equatorial é predominante na região Norte, e tem como principal característica a elevada umidade do ar.

  • O clima tropical é o de maior abrangência territorial. Chamado também de tropical típico, tem uma estação quente e chuvosa e uma estação amena e seca.

  • O clima semiárido ocorre em algumas cidades do Nordeste. Trata-se de um clima seco e quente, com longos períodos sem chuva.

  • O clima tropical de altitude ocorre nos terrenos de maior altitude do Sudeste, e apresenta temperaturas amenas e maior teor de chuvas do que o tropical típico.

  • O clima tropical atlântico está presente no litoral leste brasileiro, sendo caracterizado por verões quentes e secos e invernos chuvosos, além de menor amplitude térmica anual.

  • O clima subtropical é identificado nas áreas mais ao Sul do país. Suas principais características são a distinção entre as quatro estações do ano, verões quentes e invernos frios ou muito frios. Pode ocorrer precipitação na forma de neve.

Videoaula sobre os climas do Brasil

Quais são os tipos de clima do Brasil?

A posição geográfica e a ampla extensão do território brasileiro, que tem uma parcela situada pouco acima da Linha do Equador (0º de latitude) e se estende até o sul do Trópico de Capricórnio (23º27’ de latitude Sul), junto da interação de outros fatores climáticos, resultam na existência de diferentes ocorrências climáticas sobre o Brasil.

São seis os tipos de clima identificados no país:

  • clima equatorial;

  • clima tropical;

  • clima semiárido;

  • clima tropical atlântico;

  • clima tropical de altitude;

  • clima subtropical.

Mapa dos climas do Brasil

Mapa com os climas do Brasil.
O mapa acima mostra a abrangência territorial de cada um dos seis climas do Brasil.

Principais características dos climas do Brasil

  • Clima equatorial

O clima equatorial favorece a formação de florestas densas, como a Amazônia.

O clima equatorial está presente de maneira predominante na região Norte do Brasil, compreendendo também estados das regiões Nordeste e Centro-Oeste. Dispõe de clima total ou parcialmente equatorial os seguintes estados:

  • Amazonas;
  • Acre;

  • Pará;

  • Roraima;

  • Rondônia;

  • Maranhão;

  • Mato Grosso.

Esse tipo de clima tem como principal característica o elevado teor de umidade, que prevalece durante todo o ano, além de temperaturas elevadas. Não existe distinção entre uma estação quente e outra fria, sendo as temperaturas médias de aproximadamente 27 ºC. As temperaturas despencam nas áreas de clima equatorial apenas quando uma massa de ar polar é muito forte e consegue avançar pelos territórios mais ao Norte do Brasil, provocando o fenômeno conhecido como friagem. No entanto, as temperaturas mínimas ficam em torno de 18-20 ºC.

Por causa da umidade muito elevada, que recebe influência das massas de ar e do processo de evapotranspiração da Floresta Amazônica, as chuvas são abundantes e recorrentes no clima equatorial brasileiro. Chove, em média, de 1500-2500 mm todos os anos.

  • Clima tropical

O clima tropical é aquele de maior abrangência no território brasileiro. Conhecido também como tropical típico, ele compreende estados em todas as cinco regiões do país: desde parte do Norte, mais precisamente o estado de Roraima, passando pelo interior do Nordeste e englobando todo o Centro-Oeste e parte do Sudeste e do Sul do Brasil.

A alternância entre uma estação do ano quente e seca e a outra estação chuvosa e amena é a principal característica do clima tropical do Brasil. O período quente do ano começa no mês de dezembro e se estende até o mês de março, quando as massas de ar quente e úmidas estão em atuação com maior intensidade sobre o país. Essa estação tem temperaturas médias de 27 ºC, podendo superar facilmente 30 ºC em dias muito quentes. Trata-se, além disso, da época chuvosa. Ao todo, o volume anual de chuvas do clima tropical fica na faixa de 750-1500 mm.

O período frio, ou mais ameno, do clima tropical típico se estende de junho a agosto aproximadamente, e recebe influência da massa polar atlântica, uma massa de ar frio responsável pelas frentes frias e pela derrubada de temperaturas no Brasil. Os invernos no clima tropical típico apresentam média térmica de 15 ºC, com as temperaturas podendo baixar até 7 ºC.

  • Clima semiárido

O clima semiárido tem como principal característica a baixa umidade do ar.

O clima semiárido está presente em uma estreita área do Brasil, e caracteriza algumas cidades no interior dos estados da região Nordeste. A área em que o semiárido acontece ficou conhecida como Polígono das Secas, o que tem relação direta com o principal aspecto dessa ocorrência climática: os longos períodos de estiagem.

O semiárido é um clima quente, com temperaturas médias que oscilam na faixa dos 25 ºC aos 27 ºC ou mais. O tempo permanece quente durante todo o ano, exceto quando acontece o avanço de uma massa de ar fria, como é o caso de uma forte massa polar que ainda mantém suas características mesmo depois de viajar por metade do território brasileiro, e derruba as temperaturas locais. Entretanto, a temperatura não é o principal diferencial do clima semiárido, mas sim a umidade.

A umidade nas áreas de clima semiárido é muito baixa. Por isso as chuvas são escassas e concentradas em um curto espaço de tempo. Anualmente a precipitação nessas áreas é de 250-750 mm, intercalada com um período de seca que pode perdurar até seis meses, estendendo-se de junho a dezembro. Houve casos de secas ainda mais prolongadas, o que foi extremamente prejudicial para a população principalmente, mas também para a fauna, a flora e a economia local.

  • Clima tropical de altitude

O clima tropical de altitude ocorre nas áreas mais elevadas do país.

Assim como o nome nos indica, o clima tropical de altitude está presente nas áreas de maior elevação do país. Ele ocorre, entretanto, apenas nos estados da região Sudeste, mais precisamente em terrenos situados em altitudes superiores a 800 metros. Como sendo a altitude um importante fator climático nessas áreas, registra-se temperaturas mais amenas do que nas demais variações do clima tropical, com médias térmicas entre 15 ºC e 22 ºC.

No clima tropical de altitude, as temperaturas mínimas podem cair abaixo de 10 ºC, e as noites e madrugadas de inverno são marcadas pelo fenômeno conhecido como geada, que consiste na formação de uma fina camada de gelo sobre a vegetação e sobre os solos expostos.

A pluviosidade no clima tropical de altitude é elevada, principalmente nos meses que correspondem ao verão. Por ano, o volume acumulado de chuvas é de, aproximadamente, 1500 mm.

  • Clima tropical atlântico

O clima litoral atlântico ocorre na faixa litorânea leste do Brasil.

O clima tropical atlântico acontece nas cidades litorâneas do Brasil, situadas na costa leste, desde a região Nordeste até parte do litoral da região Sul do país. As temperaturas nesse tipo de clima são amenas ou quentes, a depender da localidade, e variam na faixa de 18 ºC a 25 ºC.

Constata-se, portanto, que o clima tropical atlântico apresenta baixa amplitude térmica. Por conta do fator maritimidade, a umidade do ar é maior nesse clima do que no tropical típico, o que resulta na ocorrência de chuvas volumosas. O inverno é a estação chuvosa, e, anualmente, a precipitação acumulada é de até 2000 mm.

  • Clima subtropical

O subtropical é o clima mais frio do Brasil.

O clima subtropical está presente nas áreas que estão fora da zona tropical, ou seja, que se situam abaixo do Trópico de Capricórnio. Então, no Brasil, o subtropical compreende toda a região Sul do país e parte do Sudeste, mais precisamente São Paulo, e do Centro-Oeste, no extremo sul do estado do Mato Grosso.

Essa ocorrência climática é caracterizada pela boa distinção entre as quatro estações do ano e pelas chuvas bem distribuídas. Os verões são quentes e registram maior pluviosidade do que os invernos, quando as temperaturas são as mais baixas do ano.

Os invernos do clima subtropical podem ser frios ou muito frios, havendo a formação da geada e até mesmo queda de neve em algumas localidades. As temperaturas mínimas ficam abaixo de 10 ºC, por vezes caindo abaixo de 0 ºC, recebendo influência direta da massa polar atlântica. As chuvas anuais acumulam 1250 mm.

Leia também: Relação entre a altitude e o clima

Curiosidades sobre os climas do Brasil

  • Em 2020, a cidade de Maringá, no Mato Grosso, registrou a temperatura mais alta já marcada no Brasil: 44,8 ºC.

  • Cuiabá, também no Mato Grosso, é a capital mais quente do Brasil.

  • A menor temperatura do Brasil foi registrada no inverno de 1945, na cidade de Xanxerê, em Santa Catarina, onde os termômetros marcaram -11,6 ºC.

  • O semiárido do Nordeste vivenciou a seca mais longa da história do Brasil, entre 2012 e 2017, quando foram registrados volumes ínfimos de chuva.

Exercícios sobre os climas do Brasil

Questão 1

(Uece) Sobre o clima semiárido, analise as afirmações abaixo.

I. O principal sistema responsável pela maior parte da precipitação na porção norte do Nordeste do Brasil é a Zona de Convergência Intertropical.

II. As chuvas no semiárido brasileiro ocorrem predominantemente entre os meses de fevereiro a maio.

III. O semiárido apresenta um regime pluviométrico que proporciona a manutenção de drenagens perenes durante todo o ano.

Está correto o que se afirma apenas em

a) II.

b) I e III.

c) I e II.

d) III.

Resolução: Alternativa C

Estão corretas as afirmativas I e II. A afirmativa III está incorreta porque o regime pluviométrico irregular do clima semiárido condiciona a formação de rios intermitentes, e não de rios perenes.

Questão 2

(Uece) “Uma das principais características que distinguem os climas da porção Sul, do restante do País, é a sua maior regularidade na distribuição anual da pluviometria, associada às baixas temperaturas do inverno.”

Mendonça, F. Climatologia, noções básicas e climas do Brasil. São Paulo. Oficina de Textos. 2007.

Essas características, que definem o clima subtropical úmido presente na região Sul do Brasil, são resultantes da:

a) combinação da atuação das massas de ar polar atlântica (MPA) e equatorial atlântica (MEA).

b) associação entre posição geográfica, relevo e atuação dos sistemas atmosféricos intertropicais e polares.

c) atuação de massas equatoriais continental e marítima (MEC e MEAN).

d) área de transição entre os climas quentes e úmidos, que predominam mais ao norte, e tropicais da região Sudeste.

Resolução: Alternativa B

O clima subtropical úmido presente no Sul do Brasil é resultante da interação entre as massas de ar, a latitude e o relevo característico da região.

Fontes:

IBGE. Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2018, 8 ed. 224p.

LUCCI, Elian Alabi. Território e sociedade no mundo globalizado, 1: ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2016. 289 p.

MOREIRA, Igor. O espaço geográfico: Geografia geral e do Brasil. São Paulo: Editora Ática, 47ª edição, 3ª reimpressão. 455 p.

Por Paloma Guitarrara

Você pode se interessar também

Geografia

A diferença entre Tempo e Clima

Geografia

Brasil e América do Sul

Geografia

Camadas da Atmosfera

Geografia

Camadas da Terra

Últimos artigos

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.

Ciclo do Café

O ciclo do café foi o ciclo econômico em que o café predominou na economia brasileira. Iniciou em meados do século XIX, estendendo-se até metade do século XX.