Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Hemácias (eritrócitos)

Hemácias, também chamadas de glóbulos vermelhos ou eritrócitos, são células sanguíneas que atuam nas trocas gasosas e no transporte de oxigênio.

Representação de hemácias (ou glóbulos vermelhos) com glóbulos brancos, componentes do sangue. As hemácias, em vermelho, são um componente do sangue que garante o transporte de oxigênio.

Hemácias, também chamadas de glóbulos vermelhos ou eritrócitos, são células do tecido sanguíneo que apresentam formato arredondado e forma de disco bicôncavo. São células de pequeno diâmetro, que se destacam pela ausência de núcleo e por serem o tipo celular mais numeroso no sangue.

Essas estruturas apresentam hemoglobina, uma substância que atua no transporte de oxigênio e gás carbônico. A anemia é um problema de saúde relacionado à baixa quantidade de hemoglobina no sangue.

Leia também: Como o sangue é produzido?

Resumo sobre as hemácias

  • Hemácias, glóbulos vermelhos ou eritrócitos são células sanguíneas, arredondadas e com forma de discos bicôncavos.

  • Sobrevivem por cerca de 120 dias.

  • Apresentam hemoglobina, uma proteína que garante o transporte de oxigênio e gás carbônico.

  • A taxa de hemácias no sangue varia entre homens e mulheres.

  • As hemácias são produzidas na medula óssea.

  • A anemia é caracterizada pela diminuição da produção de hemoglobina no sangue.

O que são hemácias?

As hemácias, também chamadas de glóbulos vermelhos ou eritrócitos, são células sanguíneas, pequenas e arredondadas, com formato de disco bicôncavo, isto é, com centros mais finos e bordas mais espessas. Trata-se de células anucleadas que em condições normais permanecem no interior dos vasos sanguíneos.

Em virtude da ausência de núcleo, os eritrócitos sobrevivem por um período limitado de tempo, cerca de 120 dias. Após esse período, são levados até o baço, onde ocorre a sua destruição. É importante destacar que os componentes dos eritrócitos são reaproveitados para a formação de novas células.

Em seres humanos adultos, as hemácias são produzidas na medula óssea. Esse processo é conhecido como eritropoiese. Uma importante característica das hemácias é a presença de uma proteína rica em ferro: a hemoglobina. Ela é formada por duas porções: a porção com ferro, chamada de heme, e a porção proteica, que recebe o nome globina.

A hemoglobina garante o transporte de oxigênio e gás carbônico e também faz com que a hemácia adquira sua cor vermelha característica. Devido à grande quantidade de hemácias no sangue, este apresenta coloração avermelhada.

Função das hemácias

O sangue é um tecido muito importante para o organismo humano, pois está relacionado principalmente com o transporte de nutrientes e oxigênio para as células do corpo. Ele é formado basicamente por plasma, uma substância rica em água, e elementos figurados, que incluem os leucócitos, as plaquetas e as hemácias. As hemácias têm como principal função transportar oxigênio e gás carbônico, apresentando, portanto, papel essencial nas trocas gasosas.

Quantidade de hemácias no sangue

As hemácias são as células mais abundantes no sangue. A quantidade de hemácias varia entre homens e mulheres, sendo que um milímetro cúbico de sangue humano de um homem apresenta aproximadamente 4,5 a 6,1 milhões dessas células, enquanto no das mulheres há aproximadamente 4,1 a 5,3 milhões.

  • Hemograma

O hemograma é um exame que tem por objetivo analisar as células sanguíneas de um indivíduo, sendo importante no diagnóstico e acompanhamento de algumas doenças. O hemograma é composto por leucograma, plaquetograma e eritrograma, sendo este último voltado para a análise da série vermelha do sangue. Nesse exame é avaliado, por exemplo, o número de hemácias, a concentração de hemoglobina na hemácia, o tamanho das hemácias, entre outros índices.

Veja também: A importância de uma alimentação saudável

O que é anemia?

Um problema bastante comum relacionado com as hemácias é a anemia, a qual é causada pela diminuição da quantidade de hemoglobina no sangue. Em grande parte dos casos, esse problema ocorre como consequência da destruição de hemácias, produção baixa ou ainda falta de substâncias necessárias para a síntese de hemoglobina. Vale destacar que a anemia pode ser decorrente de perda de sangue exagerada (hemorragia) ou até mesmo de defeitos na medula óssea.

A forma mais comum de anemia é aquela em que ocorre uma baixa produção de hemoglobina. Esse processo é desencadeado pela falta de ferro na alimentação, uma substância que é fundamental para a produção dessa proteína. Nesse caso, o tratamento inclui, por exemplo, mudanças na alimentação, com uma maior ingestão de alimentos ricos em ferro.

Uma pessoa anêmica apresenta como principal problema o transporte deficiente de oxigênio para as células. Sem oxigênio, as células não conseguem produzir energia suficiente para que o organismo funcione adequadamente, portanto os pacientes passam a apresentar fraqueza, cansaço, falta de ar, pele pálida, entre outros sintomas.

Na anemia falciforme, as hemácias apresentam formato de foice.

Além desse, outro importante tipo de anemia é a anemia falciforme, uma forma menos comum e hereditária. Nesse caso, em vez de apresentar formato bicôncavo, a hemácia possui formato de foice (veja a imagem acima). Essa célula é menos flexível e tem uma vida muito curta, o que desencadeia a anemia. Como é uma doença hereditária, não existe tratamento, apenas alívio dos sintomas.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Anemia

Ciências

Baço

Ciências

Como o sangue é produzido?

Ciências

Leucemia

Últimos artigos

Milagre econômico brasileiro

Milagre econômico brasileiro foi um período da Ditadura Militar no qual a economia brasileira apresentou grande crescimento e importantes obras públicas foram realizadas.

Manto terrestre

O manto terrestre é uma camada, constituída pelo magma, muito dinâmica da Terra. Situado entre a crosta e o núcleo, ocupa aproximadamente 84% do volume total do planeta.

Altitude

A altitude é a distância vertical entre um ponto na superfície da Terra e o nível do mar, sendo uma medida importante para a caracterização do relevo de uma área.

Área do cubo

A área do cubo é a medida da superfície desse poliedro. A área da base, a área lateral e a área total do cubo estão relacionadas à área do quadrado.