Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Lisossomos

Os lisossomos são organelas presentes em células eucarióticas que podem ser definidas como sacos membranosos ricos em enzimas.

Lisossomos são organelas com grandes quantidades de enzimas que atuam na digestão intracelular. Lisossomos são organelas com grandes quantidades de enzimas que atuam na digestão intracelular.

Lisossomos são organelas encontradas nas células eucarióticas, estando ausentes em células procarióticas. Elas se caracterizam por serem sacos membranosos repletos de enzimas em seu interior, os quais atuam na degradação de diferentes moléculas. Devido a essa característica, podemos dizer que os lisossomos são organelas voltadas para a digestão intracelular.

Leia também: Nucleotídeo — a subunidade que forma o DNA e o RNA

Resumo sobre lisossomos

  • Lisossomos são organelas que se caracterizam por serem sacos membranosos cheios de enzimas.
  • As enzimas presentes nos lisossomos atuam na digestão intracelular.
  • Essas organelas fazem com que partículas capturadas pelas células sejam degradadas.
  • Atuam na reciclagem de partes da própria célula (autofagia).
  • Alguns lisossomos surgem a partir do brotamento do complexo golgiense.

O que são lisossomos?

Lisossomos são organelas formadas por pequenos sacos ricos em enzimas digestórias. Diferentes tipos enzimáticos são encontrados no interior dos lisossomos, tais como enzimas que degradam proteínas, fosfolipídeos e ácidos nucleicos. Essas organelas possuem, em geral, formato esférico e um diâmetro que varia entre 0,05 µm e 0,5 µm.

São organelas membranosas, e a membrana única que circunda essa estrutura garante que as enzimas presentes em seu interior não entrem em contato com o citosol. Caso isso aconteça, a célula possui outra proteção: o pH do citosol, que é de aproximadamente 7,2. Isso torna as enzimas pouco ativas, uma vez que são otimamente ativas apenas em pH ácido, e o pH de 7,2 é neutro.

Importante: Se vários lisossomos se romperem e liberarem suas enzimas ao mesmo tempo, a célula pode ser destruída por autodigestão.

Além de garantir que as enzimas não entrem em contato com o citosol, a membrana dos lisossomos promove o transporte dos produtos da digestão para o citosol, para que possam ser lançados para fora da célula ou então serem utilizados por ela. A membrana ainda ajuda a bombear H+ para dentro do lisossomo, o que garante a manutenção do pH ácido.

As enzimas digestórias e as membranas lisossomais são produzidas no retículo endoplasmático e processadas no complexo golgiense. Alguns lisossomos surgem a partir do brotamento do complexo golgiense.

Qual a função dos lisossomos?

Lisossomos são organelas que atuam na digestão intracelular, ajudando, por exemplo, na degradação das moléculas captadas pelas células. As células eucarióticas (que apresentam um núcleo delimitado por um envoltório nuclear), a partir de um processo conhecido como endocitose, são capazes de capturar:

  • partículas;
  • moléculas;
  • líquidos.

Nesse processo, uma pequena porção da membrana plasmática engloba o material a ser ingerido e forma uma pequena vesícula no interior da célula. Assim, podem ocorrem duas ações diferentes:

  • Pinocitose: a endocitose que envolve a ingestão de líquido e moléculas por pequenas vesículas.
  • Fagocitose: a endocitose que envolve a ingestão de partículas maiores, como micro-organismos.
O esquema acima mostra o processo de fagocitose e como os lisossomos atuam no processo de digestão intracelular.

No caso da fagocitose, a vesícula formada se funde com os lisossomos, os quais liberam as enzimas necessárias para a digestão. A fagocitose é feita, por exemplo, pelas amebas para capturar seu alimento. Já no caso das moléculas e líquidos capturados por vesículas menores, o conteúdo é entregue aos lisossomos através dos chamados endossomos.

Os lisossomos, no entanto, não atuam apenas na digestão de moléculas e partículas de origem externa à célula, ou seja, eles também realizam um processo de autofagia. Na autofagia, eles degradam partes da própria célula, como organelas envelhecidas. Ao realizar esse processo, os lisossomos ajudam a reciclar esses componentes celulares, liberando os compostos obtidos para reutilização.

Veja também: Quais são as etapas do ciclo celular?

Quais células possuem lisossomos?

Células eucarióticas são as únicas que contêm lisossomos. Alguns autores afirmam que essas organelas ocorrem somente em células animais. Outros, no entanto, acreditam que elas possam estar presentes também nas células vegetais, sendo geralmente não evidentes. Apesar das divergências, costuma-se admitir que são, sim, organelas exclusivas de células animais.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Célula eucarionte

Ciências

Células animais e vegetais

Ciências

Células procariontes

Ciências

Células procarióticas e eucarióticas

Últimos artigos

Milagre econômico brasileiro

Milagre econômico brasileiro foi um período da Ditadura Militar no qual a economia brasileira apresentou grande crescimento e importantes obras públicas foram realizadas.

Manto terrestre

O manto terrestre é uma camada, constituída pelo magma, muito dinâmica da Terra. Situado entre a crosta e o núcleo, ocupa aproximadamente 84% do volume total do planeta.

Altitude

A altitude é a distância vertical entre um ponto na superfície da Terra e o nível do mar, sendo uma medida importante para a caracterização do relevo de uma área.

Área do cubo

A área do cubo é a medida da superfície desse poliedro. A área da base, a área lateral e a área total do cubo estão relacionadas à área do quadrado.