Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Cobra coral-verdadeira e falsa-coral

Clique aqui e aprenda a diferença entre a cobra coral-verdadeira e a falsa-coral.

Muitos de nós conhecemos pessoas que têm pavor a cobras, seja em razão da aparência estranha do animal, seja pelo veneno perigoso que muitas apresentam. Entre as cobras peçonhentas, ou seja, que injetam veneno, estão as corais-verdadeiras, que são conhecidas por apresentar um veneno extremamente forte.

A cobra coral destaca-se pela coloração bastante característica, formada por anéis pretos, vermelhos, brancos e amarelos. Chamamos essa coloração de aposemática ou coloração de aviso, uma vez que indica perigo e aparece geralmente em animais venenosos. Esse padrão de cores é frequentemente copiado por uma espécie conhecida como falsa-coral, um grupo não peçonhento que, ao copiar a cor da coral-verdadeira, espera afugentar predadores.

O padrão de coloração das cobras corais é usado, segundo a crença popular, para diferenciar as “falsas-corais” das “corais-verdadeiras”. Entretanto, essa análise não é correta, pois o que diferencia as espécies não é o padrão de cor, e sim a dentição. Vale destacar que algumas cobras podem apresentar anomalias que alteram o padrão de cor. Existem indivíduos, por exemplo, completamente vermelhos, que, na visão de uma pessoa comum, seriam de outra espécie de serpente. Sendo assim, podemos concluir que apenas um especialista é capaz de diferenciar espécies apenas com uma observação rápida.

Outro ponto que merece destaque é que muitas pessoas acreditam que a falsa-coral não apresenta veneno. Esse é um grande equívoco. O que acontece é que, nessas espécies, os dentes responsáveis por inocular o veneno estão localizados na parte de trás da boca, dificultando que a substância seja inoculada no momento da picada. Nas corais-verdadeiras, os dentes ficam na parte da frente e, portanto, a inoculação do veneno ocorre mais facilmente.

A coral acima é uma espécie de falsa-coral
A coral acima é uma espécie de falsa-coral

As cobras corais causam acidentes graves. Dessa forma, quem é picado necessita de auxílio médico imediato. Entretanto, vale destacar que, como a maioria dos animais, essas serpentes não atacam se não se sentirem ameaçadas. Sendo assim, é fundamental sempre ficar atento ao caminhar em áreas verdes e nunca colocar a mão embaixo de troncos, pedras e outros ambientes que podem ser esconderijos para serpentes.

Caso seja picado por uma cobra, independentemente da espécie, é fundamental não tentar chupar a ferida e não fazer torniquetes. O ideal é procurar imediatamente o médico para a aplicação do chamado soro antiofídico, que tem por função principal diminuir a ação do veneno.

ATENÇÃO: O veneno das cobras corais causa sérios danos ao sistema nervoso e coração. Após a picada, geralmente o paciente apresenta dificuldades para abrir os olhos, a visão apresenta-se dupla e ocorre sufocação.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Não podemos diferenciar uma coral-verdadeira de uma falsa utilizando apenas seu padrão de cor Não podemos diferenciar uma coral-verdadeira de uma falsa utilizando apenas seu padrão de cor
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Mamba-negra

Ciências

Cobra ou serpente?

Ciências

Cobra

Ciências

Como a serpente injeta o veneno?

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.