Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Cobra

Cobra é o nome dado a répteis rastejantes de corpo cilíndrico e alongado, sem patas. Nem toda cobra é peçonhenta, somente as que apresentam dentes inoculadores

Cobra é o nome dado a répteis rastejantes, de corpo alongado e sem patas. Na verdade, chamar esses animais de “serpentes” é mais correto, já que “cobra”, em alguns países, é uma palavra usada somente para falar das najas, encontradas na África e na Ásia.

Naja: cobra verdadeira
Naja: cobra verdadeira.

Existem, somente no Brasil, pelo menos 370 espécies de serpentes, de variados tamanhos, formas e cores.

Ao contrário do que muita gente pensa, são poucas as espécies de serpentes capazes de causar danos aos seres humanos. Dentre elas, as que mais despertam medo são as peçonhentas.

Animais peçonhentos são aqueles que produzem veneno muito concentrado e possuem, em seu corpo, uma estrutura capaz de inocular (“injetar”) essa substância: a peçonha. No caso das serpentes peçonhentas, elas possuem dentes com modificações que permitem com que isso seja feito.

As serpentes peçonhentas do Brasil possuem algumas características em comum que permitem com que sejam identificadas e diferenciadas das espécies que não inoculam veneno, tais como as jiboias, salamantas, sucuris, dormideiras e caninanas.

A primeira característica é a presença da fosseta loreal, uma estrutura que fica entre os olhos e as narinas da serpente.


Cobras peçonhentas têm fosseta loreal (seta).

Todas as serpentes peçonhentas do Brasil possuem essa estrutura, somente a coral-verdadeira que não.

A cobra coral é uma serpente facilmente identificável, já que possui um padrão de cor bem conhecido, com a presença de anéis vermelhos, pretos e brancos em todo o seu comprimento (algumas vezes, amarelo também, geralmente substituindo a cor branca). No entanto, existem as corais verdadeiras, que são peçonhentas; e também as falsas. Todas elas são muito parecidas, sendo bem difícil distingui-las.

Cobra coral verdadeira ou falsa?
Cobra coral verdadeira ou falsa?

Exceto as corais-verdadeiras, todas as outras serpentes peçonhentas possuem cabeça triangular.

Além de cabeça triangular, a jararaca, urutu-cruzeiro, jararacuçu, jararacão, cortiara e caiçara; possuem um padrão na pele bem interessante: manchas semelhantes a “V” invertidos (ou um gancho de telefone).


Jararaca: cobra peçonhenta.


Urutu-cruzeiro: cobra peçonhenta.

Quanto às cascavéis, além da cabeça triangular, elas apresentam uma espécie de chocalho, no fim de sua cauda. Com essa estrutura, tal serpente produz sons, afastando seus predadores.

Cobra cascavel
Cobra cascavel.

Finalmente, sobre as surucucus e surucutingas, tais serpentes possuem a cauda com escamas arrepiadas, e ponta lisa e afilada.


Cauda das cobras peçonhentas do Brasil.


Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Escola Kids

Surucucu: cobra peçonhenta Surucucu: cobra peçonhenta
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Camuflagem nos animais

Ciências

Cobra coral-verdadeira e falsa-coral

Ciências

Cobra ou serpente?

Ciências

Animais ameaçados de extinção

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.