Qual matéria está procurando ?

História

História

Atena

Atena era uma importante divindade da mitologia grega, conhecida por ser a deusa da sabedoria e por ter grandes habilidades manuais, principalmente na tecelagem.

Atena era uma das deusas mais importantes da religiosidade dos gregos antigos, considerada patrona de Atenas. Atena era uma das deusas mais importantes da religiosidade dos gregos antigos, considerada patrona de Atenas.

Atena era uma importante deusa da mitologia grega e uma das divindades de maior relevância na religião dos gregos antigos. Ela era conhecida por ser a deusa da sabedoria e também das habilidades manuais, possuindo o título de patrona das costureiras. Além disso, a cidade de Atenas tinha Atena como sua patrona.

Essa divindade também era reconhecida como guerreira, descrita como uma deusa vestida com armadura e portando armas. Ela era vinculada, porém, com a guerra defensiva. Atena era filha de Zeus, e existem duas versões do mito que explica o seu nascimento. Havia uma estátua de 12 metros em sua homenagem em Atenas.

Acesse também: Anúbis — o deus dos mortos para os egípcios antigos

Resumo sobre Atena

  • Atena era a deusa da sabedoria, da justiça, das artes, das habilidades e dos ofícios.

  • Ela era considerada patrona de Atenas e também das tecelãs.

  • Era filha de Zeus, e há duas narrativas acerca do seu nascimento. Em uma delas, Atena possui mãe, e na outra, não.

  • O templo Parthenon foi construído em sua homenagem, assim como templo para Atena Nice.

  • Havia uma estátua de Atena que media 12 metros, em Atenas. O construtor da estátua foi Fídias.

Quem foi Atena?

Atena era uma deusa que fazia parte do panteão dos gregos antigos, sendo uma das mais mencionadas nos contos da mitologia grega. Os gregos reconheciam Atena como deusa da sabedoria, da justiça, das habilidades e dos ofícios, das artes etc. A cidade de Atenas possuía fortes laços com essa divindade. Vale destacar que os romanos a conheciam pelo nome de Minerva.

Dentre uma das características importantes de Atena está o fato de que ela era considerada uma deusa guerreira, sendo que os gregos a relacionavam com o ato da guerra defensiva. A guerra ofensiva tinha maior vínculo com Ares, deus da guerra.

Atena já nasceu portando sua armadura, seu escudo e sua lança. Um detalhe marcante de sua descrição é o fato de que sua armadura era adornada pela cabeça de Medusa, a górgona que transformava em pedra as pessoas que a encaravam. Outra característica importante dessa deusa para os gregos era o fato de que ela nunca se envolveu com nenhum deus ou homem mortal.

Atena, como acontecia com outros deuses gregos, recebeu uma série de epítetos, usados para ressaltar suas qualidades e habilidades. Alguns deles são:

  • Atena Anêmotis: em referência à sua habilidade de atrasar os ventos.

  • Atena Érgane: em referência à sua habilidade para trabalhos manuais.

  • Atena Polias: em referência ao fato de ser protetora das cidades.

Falando em trabalhos manuais, Atena era vista como deusa dos ofícios. Ela tinha forte relação com o artesanato e outros trabalhos que demandavam grandes habilidades manuais. Ela era considerada patrona das mulheres que trabalhavam com fiação e tecelagem e dos homens que lidavam com agricultura e navegação, por exemplo.

A própria Atena era reconhecida por ser uma grande tecelã. Em uma passagem da mitologia grega, ela foi desafiada por uma mortal para competir pelo título de melhor tecelã. A deusa não gostou de ser desafiada por uma mortal, chamada Aracne, e decidiu transformá-la em uma aranha. Existem outras passagens na mitologia que demonstram a fúria da deusa com aqueles que a desrespeitavam.

Essa divindade também ficou marcada por ajudar o herói Perseu em sua jornada para matar Medusa. Atena lhe cedeu o seu escudo refletor, sendo que ele foi fundamental para que Perseu se aproximasse da górgona. Depois de decapitar Medusa, Perseu deu sua cabeça de presente para que Atena a usasse como enfeite em seu escudo.

Nascimento de Atena

Atena era reconhecida como uma filha de Zeus, o deus dos raios e do trovão para os gregos, sendo uma das mais proeminentes herdeiras desse deus. Existem diferentes versões a respeito do nascimento de Atena, sendo que em uma delas a deusa possuía mãe. Na outra versão, ela não possuía mãe, tendo sido gerada sozinha pelo próprio Zeus.

A primeira narrativa sobre seu nascimento conta que Atena seria filha de Zeus e Métis, conhecida como a primeira esposa de Zeus. Ele teria sido alertado quanto ao rebento gerado por Métis, pois a criança poderia ser mais poderosa que ele e teria a capacidade de destroná-lo da mesma forma que Zeus fizera com seu pai, Cronos. Por ter ficado temeroso, assim como Cronos ficara, Zeus decidiu devorar Métis grávida, mas ela deu à luz Atena dentro de Zeus, e ela nasceu ao sair da cabeça do deus.

Outra versão conta que Zeus gerou Atena sozinho e que ela teria saído de dentro dele depois que Hefesto partiu a cabeça do deus supremo ao meio, conforme ele mesmo havia solicitado. Zeus fez esse pedido porque estava sentindo dores de cabeça terríveis.

Veja também: Thor — o deus do trovão dos nórdicos

Atena na religiosidade grega

Vimos que Atena era uma importante deusa para os gregos antigos. Isso é perceptível por meio da forte presença dessa divindade nos cultos religiosos. Por volta do século VIII a.C., o culto a Atena já era uma prática consistente em toda a Grécia.

 Templo de Atena Nice, localizado em Atenas.
Templo de Atena Nice, localizado em Atenas.

A cidade de Atenas adotou essa deusa Atena como patrona, o que fica explícito por meio do nome da cidade, uma referência direta à divindade. Além disso, em Atenas existiam duas importantes construções em sua homenagem. A primeira e uma das construções mais conhecidas da cidade é o Parthenon, templo construído entre 447 a.C. e 432 a.C.

Dentro do Pathernon, havia uma gigantesca estátua de Atena, medindo 12 metros de altura. A estátua teria sido construída como parte das celebrações da vitória dos gregos sobre os persas durante as Guerras Médicas. O escultor da estátua se chamava Fídias.

Outra construção importante em Atenas era o templo para Atena Nice, epíteto que se referia à condição de deusa vitoriosa. Ademais, eram realizados festivais em homenagem a essa divindade em toda a Grécia.

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

História

Atenas

História

Grécia Antiga

História

Hércules

História

Héstia

Últimos artigos

Epiglote

Epiglote é uma estrutura cartilaginosa que atua como uma válvula. Essa válvula se fecha durante o ato de engolir, impedindo que o alimento entre na via respiratória.

Héstia

Héstia era uma divindade presente nos mitos gregos, considerada a personificação da lareira. Era a deusa do lar, da hospitalidade e da vida doméstica.

Papiro

Papiro é uma planta aquática que era encontrada ao longo do rio Nilo e utilizada para a fabricação de uma superfície para registro de textos.

Hades

Hades era um dos deuses mais tradicionais de toda a mitologia grega, conhecido como senhor do submundo, local para onde iam as almas dos mortos para os gregos.