Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Febres hemorrágicas

As febres hemorrágicas são doenças graves que apresentam como sintomas mais característicos a febre e as hemorragias, conforme sugere seu nome.

Seus tratamentos, em geral, dizem respeito ao combate dos sintomas, e a prevenção está relacionada a manter os hábitos de higiene e evitar o contato com os vetores das doenças, entre outras ações importantes.

A febre amarela e a leptospirose são classificadas como febres hemorrágicas, assim como diversas outras doenças.

O que são febres hemorrágicas?

Febre hemorrágica é o nome dado às doenças que causam febre e sangramentos (hemorragias). Seus agentes causadores são os mais variados, sendo possível observar doenças causadas, por exemplo, por bactérias, protozoários e vírus. Os vírus destacam-se nesse grupo, sendo eles responsáveis por uma grande quantidade de febres hemorrágicas distintas.

Leia também: Doenças causadas por bactérias: lista de exemplos, sintomas e exercícios

As febres hemorrágicas são graves?

As febres hemorrágicas são doenças graves e necessitam de tratamento imediato. Recomenda-se que as medidas de suporte ao paciente sejam iniciadas antes mesmo de que seja confirmado o agente causador. Essas doenças podem ser fatais, caso o tratamento não seja iniciado de maneira imediata.

As febres hemorrágicas são doenças graves e que podem ser fatais se não tratadas rapidamente.
As febres hemorrágicas são doenças graves e que podem ser fatais se não tratadas rapidamente.

Como se prevenir das febres hemorrágicas?

Como dito anteriormente, as febres hemorrágicas englobam uma série de doenças. Desse modo, para nos prevenirmos de febres hemorrágicas, devemos estar atentos às formas de prevenção de diversas doenças que são classificadas como tais. Veja a seguir algumas dicas de prevenção:

  • Beber apenas água potável (água tratada, filtrada ou fervida);

  • Lavar bem os alimentos, principalmente, os que serão consumidos in natura;

  • Lavar sempre as mãos;

  • Não entrar em contato com água de enxurrada ou lama;

  • Utilizar repelente, calças e camisas de manga longa em locais onde há a presença de mosquitos, como o Aedes aegypti, que é transmissor de dengue e febre amarela;

  • Evitar contato com pessoas doentes;

  • Evitar locais onde há surtos de febres hemorrágicas.

Leia também: Quais são as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti?

Algumas febres hemorrágicas conhecidas

Como mencionado ao longo do texto, várias doenças podem ser classificadas como febre hemorrágica. Vamos conhecer a seguir algumas dessas doenças:

  • Febre hemorrágica da dengue: A febre hemorrágica da dengue é uma das formas clínicas da dengue, a qual se caracteriza por provocar hemorragias e febre alta. Assim como as outras formas clínicas, pode causar dor no corpo, dor de cabeça, dor na região atrás dos olhos, manchas no corpo e mal-estar. Essa é uma doença viral transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti contaminado.

  • Ebola: O ebola é uma doença viral grave com grande taxa de letalidade. Seus sintomas incluem febre, manifestações hemorrágicas, dores abdominais, vômito, diarreia, dor de cabeça e fraqueza. A doença é transmitida por meio do contato com sangue, tecidos ou secreções corporais de pacientes doentes ou outros animais infectados. A transmissão pode ocorrer também pelo contato com superfície contaminada.

  • Leptospirose: A leptospirose é uma doença que causa sintomas, como febre, manifestações hemorrágicas, dores no corpo, dores de cabeça, diarreia, vômito, icterícia (amarelamento da pele e das mucosas) e alteração na urina. É uma doença bacteriana transmitida por meio do contato com a urina de animais contaminados, em especial roedores.

Como prevenção da leptospirose, uma das dicas é evitar o contato com água das chuvas.
Como prevenção da leptospirose, uma das dicas é evitar o contato com água das chuvas.
  • Febre amarela: A febre amarela é uma doença viral que provoca febre, icterícia, dores no corpo, vômito, fraqueza e hemorragias. Essa doença é grave e é transmitida por meio da picada de um mosquito contaminado. Existem dois ciclos epidemiológicos de transmissão: o silvestre e o urbano. No ciclo silvestre da febre amarela, a transmissão ocorre por mosquitos do gênero Haemagogus e Sabethes, enquanto no ciclo urbano a transmissão ocorre por Aedes aegypti .

  • Malária: A malária é uma doença que provoca sintomas, como febre, dor de cabeça, calafrios e tremores. Essa doença pode se complicar causando convulsões, hemorragias e queda de pressão. A malária é causada por um protozoário e transmitida pela picada do mosquito do gênero Anopheles.

  • Febre hemorrágica brasileira: A febre hemorrágica brasileira é uma doença viral que havia ficado 20 anos sem casos registrados no Brasil, tendo um novo caso registrado em 2020. A doença causa, dentre outros sintomas, dores no corpo, febre, manchas no corpo, sensibilidade à luz, tontura e sangramento nas mucosas. Pode ser transmitida por meio de partículas formadas a partir da secreção e excreção de roedores silvestres contaminados ou ainda de uma pessoa para outra por meio do contato próximo. Para saber mais sobre essa doença, acesse: febre hemorrágica brasileira

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Febre Amarela

Ciências

Doenças causadas por bactérias

Ciências

Febre

Ciências

Vírus

Últimos artigos

8 de março – Dia Internacional da Mulher

O Dia Internacional da Mulher é comemorado em 8 de março, data que surgiu da luta das mulheres pela igualdade de direitos.

Tancredo Neves

Tancredo Neves foi um dos políticos mais tradicionais do Brasil, durante o século XX. Participou do governo de Vargas e Jango e defendeu a redemocratização de nosso país.

Revolução Constitucionalista de 1932

Revolução Constitucionalista de 1932 demonstrou a insatisfação dos paulistas com Getúlio Vargas, sendo uma tentativa da oligarquia local de recuperar o poder perdido em 1930.

Governo Sarney

Governo de Sarney foi o primeiro governo civil após duas décadas de Ditadura Militar no Brasil. Ele ficou marcado pela redemocratização e pela luta contra a crise econômica.