Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Febre hemorrágica brasileira

A febre hemorrágica brasileira é uma doença grave causada por um vírus da família Arenaviridae. É um tipo de febre hemorrágica, assim como a febre amarela, a malária e a febre hemorrágica da dengue, portanto apresenta como característica a presença de febre e hemorragias.

A doença inicia-se com sintomas que lembram outras doenças virais, como dengue e zika, entretanto, à medida que evolui, pode causar comprometimento neurológico e até a morte do paciente. Extremamente grave, essa doença ficou por mais de 20 anos sem registro de casos no Brasil, cenário que mudou em 17 de janeiro de 2020, quando um novo caso foi confirmado.

A febre hemorrágica brasileira é causada por um vírus da família Arenaviridae.

Como ocorre a transmissão da febre hemorrágica brasileira?

A febre hemorrágica brasileira pode ser transmitida de uma pessoa para outra quando há um contato prolongado e próximo com o paciente doente. A transmissão também ocorre nos ambientes hospitalares, quando não se segue adequadamente as regras de proteção individual, ficando o indivíduo exposto a secreções e excreções dos pacientes doentes.

Também pode ser transmitida por meio de contato com secreções e excreções, como saliva e urina, de roedores silvestres infectados. Esses animais são reservatórios do vírus causador da doença.

Leia também: Zika: uma doença transmitida pelo Aedes Aegypti

Quais os sintomas da febre hemorrágica brasileira?

Os sintomas da febre hemorrágica brasileira geralmente se iniciam 6 a 14 dias após o contato da pessoa com o agente causador. Os sintomas são pouco específicos e, por isso, muitas vezes, a doença é confundida com outras enfermidades, como dengue, hepatite e leptospirose. Entre os principais sintomas que podem ser atribuídos à febre hemorrágica, de acordo com o Ministério da Saúde, estão:

  • Febre;

  • Mal-estar;

  • Dor de cabeça;

  • Dor no estômago;

  • Dor atrás dos olhos;

  • Dores no corpo;

  • Manchas vermelhas no corpo;

  • Tonturas;

  • Sensibilidade à luz;

  • Constipação;

  • Sangramento de mucosas;

  • Alterações neurológicas (confusão mental, convulsões e alteração no comportamento).

Febre, sensibilidade à luz e manchas no corpo são alguns dos sintomas atribuídos à febre hemorrágica brasileira.

Como é feito o tratamento de febre hemorrágica brasileira?

A febre hemorrágica brasileira não apresenta um tratamento específico. Desse modo, o paciente com a doença recebe tratamento apenas para os sintomas apresentados. Os indivíduos com suspeita ou confirmação da doença devem ficar em quartos individuais durante o tratamento para evitar a propagação da doença e devem evitar circular por áreas comuns do hospital.

Leia também: Viroses: tudo sobre as doenças causadas por vírus

Dicas para se prevenir da febre hemorrágica brasileira

A febre hemorrágica brasileira é uma doença grave e, portanto, é fundamental ter alguns cuidados. Entre as principais formas de prevenção, estão:

  • Evitar contato com o doente;

  • Evitar contato com roedores silvestres;

  • Evitar locais onde há a presença de roedores silvestres;

  • Funcionários de hospitais devem utilizar equipamentos de proteção individual, como luvas, aventais, máscaras e óculos.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Dengue

Ciências

Febre

Ciências

Febre Amarela

Ciências

Febre Chikungunya

Últimos artigos

Cuca

Cuca é um ser do folclore brasileiro e apresentada como uma velha má que sequestra crianças. Por meio de Monteiro Lobato, a forma de jacaré da cuca se popularizou.

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.