Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Paisagem

A paisagem é tudo aquilo que os nossos sentidos conseguem identificar e interpretar em determinada localidade. É um retrato momentâneo do espaço geográfico.

Paisagem natural. Paisagem é uma fração do espaço percebida pelos nossos cinco sentidos.

Paisagem é uma categoria de análise da Geografia que pode ser definida como um recorte do espaço geográfico que os nossos cinco sentidos conseguem perceber e interpretar em determinado momento. As paisagens são classificadas em natural ou cultural de acordo com o grau de intervenção humana no meio, além de sofrerem transformações com o passar do tempo. Assim, além de elementos naturais e de elementos modificados pela ação humana, nas paisagens coexistem formas criadas no passado e no presente.

Leia também: Como surgiram as cidades?

Resumo sobre paisagem

  • Paisagem é um recorte do espaço geográfico que é percebido e interpretado pelos nossos cinco sentidos.

  • A paisagem nada mais é do que um retrato momentâneo do espaço.

  • Ela pode conter formas e elementos construídos no passado e no presente, indicando a passagem do tempo naquele local.

  • A paisagem pode ser classificada em natural ou cultural (humanizada ou modificada).

  • Uma paisagem natural é formada por elementos da natureza que não sofreram nenhuma intervenção humana. Ela é modificada somente pelos agentes naturais.

  • Montanhas despovoadas, desertos inóspitos, ilhas desertas e vulcões são exemplos de paisagem natural.

  • Uma paisagem cultural é aquela que foi modificada pela ação dos seres humanos, chamada de ação antrópica, sendo composta por elementos que refletem essa transformação.

  • A paisagem cultural pode conter elementos naturais, como corpos d’água e vegetação, por exemplo.

  • Grandes centros urbanos, pequenas cidades, estradas abertas em meio às montanhas e sítios são alguns exemplos de paisagem cultural.

  • A intervenção humana é o fator que determina a diferença entre as paisagens naturais e as paisagens modificadas.

O que é paisagem?

Paisagem é um conceito utilizado em Geografia para o estudo do espaço geográfico, motivo pelo qual pode ser considerada uma categoria de análise dessa importante área do conhecimento. A paisagem é definida como tudo aquilo que nós conseguimos captar com os nossos sentidos, que são a visão, a audição, o olfato, o tato e o paladar. Dessa maneira, a paisagem é o fragmento do espaço que os olhos e os demais órgãos sensoriais do corpo humano conseguem identificar, sentir e interpretar.

Pelo fato de a paisagem ser tudo aquilo que nós vemos e sentimos, podemos dizer que ela é um retrato momentâneo do espaço e que não é percebida da mesma maneira por todas as pessoas. Em uma fração de tempo, os elementos que estão em determinada área ou localidade podem se alterar, criando assim uma nova paisagem completamente diferente da anterior.

Elementos de uma paisagem

Tanto a ação humana quanto a ação dos componentes da natureza promovem transformações no meio, adicionando à paisagem novos elementos e características à medida que o tempo passa. No caso de uma cidade, por exemplo, temos novas casas sendo construídas ao longo dos anos, ruas sendo abertas, pessoas se deslocando a todo momento e carros estacionando ou saindo de lugares.

Quando nos propomos a observar esses ambientes, percebemos que os elementos da paisagem refletem as mudanças impostas ao meio e indicam, ainda, a passagem do tempo. Isso significa que uma paisagem é composta tanto por elementos do passado, que foram adicionados em um período anterior ao observado, quanto por elementos do presente, que foram construídos ou adicionados em um período recente.

Tudo aquilo que nossos sentidos, como a visão, conseguem captar e interpretar em determinado local é chamado de paisagem.

Essa distinção é ainda mais explícita quando consideramos os grandes centros urbanos, como as metrópoles. O centro das metrópoles durante o dia é intensamente movimentado e cheio de atividade, o que resulta em uma paisagem muito característica. Durante a noite, em contrapartida, o ambiente se torna mais calmo e com menor agitação de pessoas, criando uma paisagem noturna bem diferente da paisagem diurna. Ainda, se analisarmos uma foto desse mesmo centro tirada há algumas décadas, veremos uma paisagem completamente distinta da atual.

Veja também: Urbanização — a transformação do espaço rural em espaço urbano

Quais são os tipos de paisagem?

A paisagem pode ser classificada de acordo com os elementos que a compõem em dois tipos: paisagem natural e paisagem cultural. A seguir, entenda o que é cada uma delas.

  • Paisagem natural: é aquela formada por elementos naturais que não foram alterados pela ação dos seres humanos. Trata-se de uma paisagem cuja transformação depende, portanto, dos ciclos e do tempo da natureza, e na qual a intervenção humana foi mínima ou inexistente.

    Em casos como o das cadeias montanhosas, por exemplo, o tempo de modificação é muito amplo e decorre em uma escala geológica. Processos como soerguimento e erosão são, por isso, quase imperceptíveis ao observador. Então, essas paisagens são vistas como estáticas do ponto de vista do tempo cronológico.

  • Paisagem cultural (modificada ou humanizada): é aquela formada por elementos construídos e modificados pela ação dos seres humanos (ação antrópica). É importante ressaltarmos que, apesar dessa divisão, uma paisagem cultural pode conter tanto elementos criados e alterados pelos seres humanos quanto elementos naturais, como vegetação, rios, mar, montanhas, lagos e outros. As paisagens modificadas pela ação humana apresentam transformação mais rápida e facilmente apreendida pelos nossos sentidos, o que as torna paisagens dinâmicas.

Videoaula sobre tipos de paisagem

Exemplos de paisagem

Exemplos de paisagem natural

Uma ilha deserta é um exemplo de paisagem natural.

No mundo atual, é difícil falarmos em uma paisagem natural que não tenha passado por nenhuma intervenção humana. Entretanto, conseguimos identificar algumas regiões em que a atividade humana é muito pequena, praticamente nula. Dessa forma, temos que são exemplos de paisagem natural:

Exemplos de paisagem cultural

As paisagens culturais são mais fáceis de serem identificadas na atual fase de desenvolvimento e globalização do nosso mundo. Como vimos anteriormente, as cidades são os principais arranjos espaciais em que pensamos quando falamos em uma paisagem cultural, que foi alterada pela ação dos seres humanos ao longo do tempo.

Times Square, em Nova York, como exemplo de paisagem modificada.
A Times Square, na cidade de Nova York, é um exemplo de paisagem cultural. [1]

Não são somente os grandes centros urbanos que representam paisagens culturais. Também são exemplos de paisagem cultural:

  • pequenas cidades;

  • estradas abertas em meio a um campo;

  • plantações agrícolas;

  • terrenos com cercas;

  • fazendas;

  • pontes que foram construídas sobre um rio.

Essas e quaisquer outras alterações feitas nos elementos da natureza já são o suficiente para que possamos classificar uma paisagem como cultural, ainda que em meio ao ambiente natural.

Uma fazenda é um exemplo de paisagem cultural em meio à natureza.

Diferenças entre paisagem natural e paisagem modificada

A paisagem natural e a paisagem modificada (humanizada ou cultural) diferem quanto ao grau de intervenção humana nos elementos que a compõem. As paisagens naturais são formadas essencialmente por elementos que não passaram por nenhum processo de transformação pelas atividades humanas. As paisagens modificadas, por sua vez, são aquelas em que a ação antrópica promoveu algum grau de modificação.

São muito raras as paisagens que não passaram por algum tipo de alteração por parte dos seres humanos, exceto aquelas em áreas desabitadas e inóspitas, que são impróprias para a instalação e desenvolvimento da vida. Assim sendo, as paisagens com que temos contato todos os dias apresentam tanto elementos naturais quanto elementos construídos ou transformados pelas atividades antrópicas.

Saiba mais: Afinal, o que é o meio ambiente?

Exercícios resolvidos sobre paisagem

Questão 1

(Uece) Leia atentamente a seguinte descrição de um conceito geográfico:

“É um conjunto de formas que, em um dado período, revela as heranças que representam as relações espacializadas entre homem e natureza, ou sociedade e espaço. Dotada de aspectos naturais e culturais do mundo, revela os aspectos perceptíveis do espaço geográfico possíveis de serem percebidos, contemplados e conhecidos a partir dos órgãos dos sentidos.”

O enunciado acima descreve o conceito geográfico de

a) lugar.

b) meio.

c) território.

d) paisagem.

Resolução: Alternativa D.

Quando falamos dos aspectos do espaço geográfico que podem ser percebidos e interpretados a partir dos nossos cinco sentidos, estamos tratando da paisagem.

Questão 2

(UEPB) “A paisagem existe, através de suas formas, criadas em momentos históricos diferentes, porém coexistindo no momento atual”.

(SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: técnica e tempo: razão e emoção. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 1997, p. 84)

A partir da afirmativa do autor acima citado, é correto afirmar:

a) A paisagem tem significado apenas panorâmico, pois é destituída de conteúdo social, o que nos permite contemplar as formas, mas jamais analisar a sua essência.

b) Espaço e paisagem se diferenciam porque o espaço é uma produção social, enquanto na paisagem predominam os elementos da dinâmica natural.

c) A paisagem é forma estática, por isso jamais pode revelar as relações sociais do passado que produziram as formas geográficas do presente.

d) Na paisagem podemos observar elementos naturais e culturais, bem como formas novas e antigas, que nos revelam sucessivos passados.

e) A paisagem e o território são delimitados pelo alcance visual de quem os observa; são, portanto, espaços delimitados pelas relações de poder, cuja escala varia conforme a posição do observador.

Resolução: Alternativa D.

As paisagens podem ser formadas por elementos naturais e por elementos construídos a partir das atividades humanas, que são chamados de elementos culturais. Além disso, elas são compostas por formas construídas no passado e no presente, o que é uma materialização da passagem do tempo naquele determinado local.

Créditos da imagem

[1] Luciano Mortula – LGM/ Shutterstock

Fontes

MOREIRA, Igor. O Espaço Geográfico: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Editora Ática, 2004, 47ª edição, 3ª reimpressão.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do Espaço Habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da geografia. São Paulo: Hucitec, 1988.

SENE, Eustáquio de. Geografia Geral e do Brasil, 6º ano: ensino fundamental, anos finais. São Paulo: Scipione, 2018, 1ª edição.

Por Paloma Guitarrara

Você pode se interessar também

Geografia

Ação antrópica

História

Cidades | Ensino Fundamental I

Ciências

Meio ambiente

Geografia

Metrópole

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.