Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Macacos

Macacos são animais mamíferos pertencentes à ordem dos primatas. Comumente, o termo macaco é utilizado para se referir a todos os primatas, entretanto, é mais aceito denominar macaco apenas alguns representantes dessa ordem. A ordem primata é dividida em duas subordens Strepsirrhini e Haplorrhini. Na primeira, estão agrupados lêmures e loríneos, já na segunda, temos como representantes macacos, társios e humanos. 

Os macacos, de maneira geral, apresentam corpo coberto por pelos, os quais variam de uma espécie para outra, e apresentam polegares opositores, que os ajudam a manipular objetos. Os macacos são muito importantes para o meio ambiente, participando das cadeias alimentares das regiões em que vivem e também ajudando na dispersão de sementes. Atualmente, muitas espécies de macacos estão ameaçadas de extinção. Dentre as ameaças a esses animais, podemos citar a destruição do habitat, a poluição, a caça, o tráfico de animais e as mudanças climáticas.

Leia também: Diferença entre os seres humanos e outros animais

Características gerais dos macacos

Os macacos são animais mamíferos da ordem dos primatas.

Os macacos são animais mamíferos, apresentando, portanto, pelos e glândulas mamárias. Os pelos recobrem o corpo do animal e apresentam diferentes tonalidades, a depender da espécie que estamos analisando. O mico-leão-dourado, por exemplo, possui pelos que variam do dourado ao  vermelho-dourado, enquanto o macaco-aranha-de-cara-preta possui pelagem preta. 

Os macacos são animais pertencentes ao grupo dos primatas, apresentando, portanto, algumas características de tal grupo. São características dos primatas olhos posicionados frontalmente, córtex cerebral bastante desenvolvido, dieta onívora e presença de polegares opositores. Esta última característica permite que o polegar toque a superfície em que está localizada a impressão digital na ponta de todos os outros quatro dedos. Isso auxilia na manipulação de objetos.

Há macacos arborícolas, porém há também espécies que vivem no solo. De maneira geral, a maioria dos macacos é mais ativa durante o dia e vive em bandos, os quais têm comportamento social.

Exemplos de macacos

Como vimos ao longo do texto, o termo macaco é utilizado para se referir a diferentes espécies. Vamos, a seguir, conhecer alguns animais popularmente chamados de macacos.

Os macacos-pregos podem ser avistados em vários parques no Brasil.

Macaco-prego (Cebus apella): é um animal que vive em grupos, os quais podem chegar até 30 indivíduos. Uma característica marcante é o fato de que essa espécie apresenta grande habilidade cognitiva, maior que várias outras espécies. Podem viver até os 40 anos de idade em cativeiro. Pesam entre 2,5 kg e 4 kg, e possuem uma cauda que os ajuda a ficar pendurados em árvores. São onívoros.

O bugio-ruivo apresenta capacidade de vocalização.

Bugio-ruivo (Alouatta guariba clamitans): é uma espécie de hábito diurno que vive em grupos e apresenta hábito arborícola, sendo raramente avistada no solo. Para se locomover por entre as árvores, eles utilizam sua cauda. São capazes de emitir vocalizações, as quais são importantes para marcar território e organizar seu grupo.

O macaco-aranha-de-testa-branca é encontrado vivendo em grupos.

Macaco-aranha-de-testa-branca (Ateles marginatus): é uma espécie que se destaca por apresentar a face contornada com pelagem branca, daí seu nome. Vivem em grupos que podem atingir até 30 indivíduos. São animais que têm uma cauda longa. Esses macacos podem viver mais de 30 anos em cativeiro.

O muriqui-do-sul é o maior primata não humano das Américas.

Muriqui-do-sul (Brachyteles arachnoides): é considerado o maior primata não humano das Américas. O macho adulto pode medir cerca de 60 cm e pesar aproximadamente 15 kg. É uma espécie que vive em grupo, sem, aparentemente, nenhum dominante. Atualmente sua população está em declínio.

O homem veio do macaco?

Muitas pessoas, até os dias atuais, ainda se questiona se o humano veio do macaco. A resposta para essa pergunta é não. Não podemos afirmar que uma espécie veio de outra. O que sabemos é que os macacos compartilham um ancestral comum com os seres humanos. Esse ancestral, no entanto, não é um homem, tampouco um macaco.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Animais silvestres

Ciências

Diferenças entre os seres humanos e outros animais

Ciências

Leite

Ciências

Mamíferos

Últimos artigos

Pau-brasil

Pau-brasil foi o primeiro artigo que os portugueses exploraram durante a colonização. Era uma madeira conhecida por permitir a fabricação de um corante avermelhado.

Deuses gregos

Os deuses gregos formavam o chamado panteão da religião dos gregos. Na crença grega, eram imortais, mas tinham forma humana e sentimentos comuns aos dos humanos.

Macacos

Macacos são animais mamíferos da ordem dos primatas que, geralmente, são encontrados vivendo em grupos, os quais apresentam comportamento social.

Tutu

Tutu, no folclore brasileiro, é reconhecido como um monstro disforme que é muito associado com o bicho-papão, o monstro devorador de crianças.