Suástica e nazismo

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Suástica e nazismo Bandeira da Alemanha nazista, com a suástica ao centro
PUBLICIDADE

O principal símbolo pelo qual o nazismo ficou conhecido foi a suástica, também conhecida como cruz gamada ou cruz grega de braços iguais. Entretanto, existem inúmeros vestígios de que há milhares de anos antes de os nazistas adotarem a suástica como símbolo, ela era utilizada por outros povos.

A palavra suástica é derivada do sânscrito, uma língua indiana. Sua grafia em sânscrito seria esta: sva sti ka. Seu significado seria “boa sorte”. Entretanto, a suástica foi e é utilizada como símbolo religioso por diversos povos, como celtas, etruscos, gregos, troianos e até maias. Não há uma explicação sobre o motivo de tantos povos de locais tão distintos utilizarem o mesmo símbolo.

Mesmo o desenho da suástica não segue um padrão único, sendo representado tanto com as pontas dos braços indicando um sentido horário quanto um sentido anti-horário. Em alguns casos, a suástica não é representada com linhas retas, aparecendo em formatos com mais curvas.

Imagem de Buda, com a suástica ao centro de seu peito
Imagem de Buda, com a suástica ao centro de seu peito

O fato de os braços da cruz apontar para a direita ou esquerda dá a noção de um movimento de rotação em torno de um centro, que permanece sempre imóvel. Além disso, essa noção de movimento pode indicar ciclos ou mesmo um caminho do progresso, como uma ação contínua, com a sociedade sendo regenerada nesse movimento. No caso do nazismo, o povo alemão giraria em torno de Hitler, o líder que representou o centro do suposto movimento de progresso desse povo.

Mas na Alemanha não foram apenas os nazistas a utilizarem a suástica como símbolo. Durante o processo de unificação alemã, que resultou no chamado II Reich, a suástica simbolizava a unidade nacional no novo Estado. Possivelmente esse foi um dos motivos que levaram o poeta alemão Guido List a propor a suástica como símbolo do partido nazista.

Outro motivo estaria ligado às descobertas arqueológicas do alemão Heinrich Schliemann. Em escavações na região onde poderia ter existido a cidade de Troia, Schliemann encontrou artefatos com a suástica semelhantes a outros que ele próprio havia encontrado às margens do rio Oder, na Alemanha. As descobertas teriam sugerido ao arqueólogo uma ligação entre os povos da Grécia Antiga e os povos germânicos, garantindo uma ancestralidade clássica aos alemães.

Apesar dos diversos significados, foi a máquina de propaganda nazista que conferiu à suástica a ligação constante com o nazismo, como é feita atualmente. Cabe a nós pesquisar as origens do símbolo e perceber que existem outros significados.


Por Tales Pinto
Graduado em História

Avaliação

10.0

    Escola Kids