Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Verbos regulares

Os verbos regulares são aqueles conjugados de acordo com um mesmo padrão, ou seja, o radical do verbo não varia e as desinências seguem uma mesma estrutura básica. As flexões são padronizadas dentro de cada uma das três conjugações, que são observadas a partir da terminação dos verbos no infinitivo, sendo a primeira conjugação com a terminação -ar, a segunda com a terminação -er e a terceira com a terminação -ir.

Leia também: Advérbios – palavras que modificam os verbos, adjetivos e outros advérbios

Estrutura dos verbos

Radical é a parte da palavra que geralmente permanece igual nas diferentes conjugações do verbo, porque é a raiz da palavra (ou seja, a base dela). Desinência é a parte da palavra que muda de acordo com a conjugação. Além deles, os verbos têm uma vogal temática, que define a conjugação da qual o verbo faz parte. Observe:

 

Radical

Vogal temática

Desinência

amar

am-

-a-

-r

vender

vend-

-e-

-r

partir

part-

-i-

-r

Conjugação dos verbos regulares

Os verbos apresentam três classificações de acordo com as chamadas vogais temáticas. Essas vogais são importantes porque definem a estrutura das desinências, ou seja, a maneira como as conjugações terminam, que será igual para os outros verbos com a mesma vogal temática.

Vamos aprender melhor sobre cada uma.

  • Primeira conjugação

Os verbos de primeira conjugação têm a vogal temática a, então terminam em –ar: amar, falar e brincar.

Verbos regulares de primeira conjugação têm a mesma desinência. Veja a conjugação no presente do indicativo:

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 1ª conjugação

eu

am-

-------

-o

tu

am-

-a-

-s

ele/ela

am-

-a

------

nós

am-

-a-

-mos

vós

am-

-a-

-is

eles/elas

am-

-a-

-m


Os verbos regulares de primeira conjugação seguem essa estrutura básica. Os verbos “falar” e “brincar”, por exemplo, são conjugados do mesmo jeito, bastando substituir o radical da tabela. O radical não sofre nenhuma modificação em sua forma.

Se mudarmos o tempo verbal, saindo do presente do indicativo para o pretérito perfeito do indicativo, o radical continuará igual e apenas a desinência sofrerá adaptação. Veja:

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 1ª conjugação

eu

am-

------

-ei

tu

am-

-a-

-ste

ele/ela

am-

------

-ou

nós

am-

-a-

-mos

vós

am-

-a-

-stes

eles/elas

am-

-a-

-ram


Note que os verbos “falar” e “brincar” continuam seguindo a mesma conjugação.

Veja também: Preposições – classe de palavra responsável por fazer a união entre palavras

  • Segunda conjugação

Os verbos de segunda conjugação têm a vogal temática e, então terminam em –er, como em vender, temer e varrer. Veja como o verbo “vender” é conjugado no presente do indicativo:

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 2ª conjugação

eu

vend-

------

-o

tu

vend-

-e-

-s

ele/ela

vend-

-e

------

nós

vend-

-e-

-mos

vós

vend-

-e-

-is

eles/elas

vend-

-e-

-m


Os verbos regulares de segunda conjugação também seguem essa estrutura básica. Faça o teste substituindo o radical de vender pelo radical de “temer” e de “varrer”.

Agora, vamos ver o que acontece na conjugação do futuro do indicativo:

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 2ª conjugação

eu

vend-

-e-

-rei

tu

vend-

-e-

-rás

ele/ela

vend-

-e

-rá

nós

vend-

-e-

-remos

vós

vend-

-e-

-reis

eles/elas

vend-

-e-

-rão


Note que, novamente, apenas a desinência sofreu modificação. Isso acontece também com outros verbos regulares, como “temer” e “varrer”.

  • Terceira conjugação

Os verbos de terceira conjugação têm a vogal temática i, terminando em –ir. É o caso de partir, assistir e abrir.

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 3ª conjugação

eu

part-

------

-o

tu

part-

------

-es

ele/ela

part-

------

-e

nós

part-

-i-

-mos

vós

part-

-i-

-s

eles/elas

part-

------

-em


Já sabemos que os verbos regulares de terceira conjugação seguem essa mesma estrutura básica. Os verbos “assistir” e “abrir” também serão conjugados do mesmo modo, bastando mudar o radical.

Vejamos o que acontece na conjugação do futuro do pretérito do indicativo:

 

Radical

Vogal temática

Desinência da 3ª conjugação

eu

part-

-i-

-ria

tu

part-

-i-

-rias

ele/ela

part-

-i-

-ria

nós

part-

-i-

-ríamos

vós

part-

-i-

-ríeis

eles/elas

part-

-i-

-riam


Novamente, a desinência é a única parte do verbo que foi modificada. Essa tendência se repete com outros verbos regulares, como “assistir” e “abrir”, bastando substituir o radical para conferir.

Acesse também: Pronomes – palavras que podem substituir o substantivo

Verbos regulares e irregulares

Vimos que os verbos regulares têm um padrão muito rígido, alterando apenas a desinência de acordo com a pessoa e o tempo verbal.

Além dos verbos regulares, temos os verbos irregulares. Estes são diferentes porque, como o nome já diz, algumas de suas formas apresentam mudanças que não ocorrem apenas na desinência (como no caso dos regulares). Eles não seguem um padrão tão fixo quanto os regulares, então ocorrem mudanças na flexão e, às vezes, até no radical. Veja alguns exemplos.

O verbo “dar” apresenta diferentes desinências, além de não ter um radical fixo dependendo da conjugação. Veja que nas conjugações “dei”, “daríamos” e “dê”, temos diferentes estruturas daquela que seria básica para a primeira conjugação.

Os verbos “querer” e “medir” também são irregulares por não terem conjugações parecidas com aquelas que seriam as básicas para os verbos regulares: “quis” e “meço” têm desinências diferentes dos verbos regulares.

Os verbos regulares são conjugados de maneira padronizada e fixa.

Exercícios resolvidos

Questão 1 - Qual verbo é regular e está classificado corretamente de acordo com a sua conjugação?

A) Ser – 2ª conjugação

B) Abrir – 1ª conjugação

C) Falar – 2ª conjugação

D) Trabalhar – 1ª conjugação

E) Cobrir – 3ª conjugação

Resolução

Alternativa D. O verbo “ser” não é regular (mudança no radical); o verbo “abrir” é da 3ª conjugação; o verbo “falar” é da 1ª conjugação; e o verbo “cobrir” não é regular (mudança no radical).

Questão 2 – (Ceperj - adaptada)

Os verbos regulares são aqueles que apresentam radical invariável e suas terminações são coincidentes com a maioria dos verbos da mesma conjugação. A alternativa em que os verbos são regulares é:

A) “O que pode nos interessar é a frase emitida pela agência"

B) “Não sei se Lilia Cabral já fez publicidade de massa de rejunte"

C) “ninguém a quererá, ninguém dirá para ela ai se eu te pego!"

D) “Se não vier em roupa de gala, se não avançar no red carpet"

E) “para criar imagens conformes a ela e aos desejos que a habitam"

Resolução

Alternativa E. Os verbos "criar" e "habitar" são ambos regulares de 1ª conjugação. As outras alternativas apresentam verbos que não são regulares: "poder", "saber", "fazer", "querer", "dizer" e "vir".  

Por Guilherme Viana

Você pode se interessar também

Português

A primeira conjugação dos verbos - AR

Português

De onde surgem os tempos verbais simples?

Português

A terceira conjugação dos verbos -IR

Português

A segunda conjugação dos verbos - ER

Últimos artigos

Dízima periódica

Uma dízima periódica é um número que possui sua parte decimal infinita e periódica

Período Helenístico

Período Helenístico foi iniciado com a conquista da Grécia pelos macedônicos e ficou marcado pela difusão da cultura grega a partir do reinado de Alexandre, o Grande.

Império Carolíngio

Império Carolíngio foi a continuidade do Reino dos Francos sob o controle da Dinastia Carolíngia, iniciada por Pepino, o Breve em meados do século VII.

Civilização Micênica

Civilização Micênica foi uma das grandes civilizações do período de formação do povo grego, conhecida por suas grandes cidades fortificadas e pelo seu bom comércio.