Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Modos verbais

Modos verbais se classificam em indicativo, subjuntivo e imperativo, os quais possuem características diferentes.

Sabemos que quando se trata dos verbos temos muito a aprender, não é verdade? Pois bem, uma das características que se relacionam a esta classe gramatical são as flexões, ou seja, as mudanças que neles ocorrem quando são conjugados – uma delas é a flexão de modo.

Dessa forma, temos três modos: o modo indicativo, o subjuntivo e o modo imperativo. Sim, parece ser fácil, mas somente sabermos classificá-los não é o bastante, pois temos também de compreender por que são assim chamados. Não somente em se tratando desse assunto, mas sim de vários outros relacionados à nossa língua, devemos sempre questionar a razão de um conceito ou do outro. Tenha certeza de que quando agimos assim, tudo fica mais fácil, e a possibilidade de não esquecermos mais daquilo que aprendemos é muito maior. Assim sendo, que tal investigarmos um pouquinho mais, hein?


Existem três modos verbais: indicativo, subjuntivo e imperativo

* Modo indicativo – Por quê?

Esse modo diz respeito a um processo, uma ação – tidos como reais, verdadeiros. Vamos observar alguns exemplos:

Patrícia gosta de passear.

Temos que o verbo gostar está conjugado no tempo presente do modo indicativo.

O passeio foi inesquecível.

Agora o verbo se encontra conjugado no pretérito perfeito do modo indicativo, ou seja, fazendo referência a algo que já ocorreu.

* Modo subjuntivo – Qual a razão por ser assim denominado?

O modo subjuntivo é aquele em que não há uma certeza se a ação verbal irá acontecer ou não, ou seja, ela pode realmente se efetivar, dependendo do desejo do emissor (a pessoa que fala), ou não. Observe os exemplos que seguem:

Se eu ganhasse aquele presente ficaria muito feliz.

Percebemos que o emissor não tem a certeza se realmente irá ganhar o presente ou não. Assim sendo, dizemos que o verbo ganhar se encontra conjugado no pretérito perfeito do modo subjuntivo.

Espero que você seja para sempre meu amigo.

Aqui temos um desejo revelado pelo emissor: que uma determinada pessoa continue para sempre sendo amigo dele (a). Dessa forma, podemos afirmar que o verbo ser está conjugado no tempo presente do modo indicativo.

* Modo imperativo – Por que “imperativo”?

O modo imperativo se caracteriza por uma ordem, um pedido ou até mesmo um conselho. Que tal conferirmos alguns casos?

Meu filho, vá até ao quarto e traga as fotografias.

Notamos que se trata de uma ordem dada ao filho. Nesse sentido, dizemos que o verbo ir se encontra no imperativo afirmativo.

Filho, tenha bastante cuidado ao atravessar a rua.

Nesse caso, trata-se de um conselho dado ao filho, no sentido de ele ser sempre cuidadoso. Sendo assim, afirmamos que o verbo ter está conjugado no modo imperativo afirmativo.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Os modos verbais se classificam em: indicativo, subjuntivo e imperativo Os modos verbais se classificam em: indicativo, subjuntivo e imperativo
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

Verbo reaver

Português

Verbos regulares

Português

Futuro do subjuntivo

Português

Estruturas dos verbos

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.