Qual matéria está procurando ?

Português

Português

De onde surgem os tempos verbais simples?

Conheça os tempos verbais simples e aprenda a conjugar todos os tempos derivados.

Verbo é uma palavra que pode expressar ação, estado ou fenômeno. Quando analisada do ponto de vista morfológico compõe a classe de palavras variáveis, ou seja, que podem ser modificadas. No caso dos verbos, o nome desta modificação é flexão e pode ser em relação ao modo, ao tempo, ao número e à pessoa.

 Diferente do que muitos acreditam, não é preciso usar a “decoreba” para aprender a conjugar bem os verbos. O que fazer então? Analisar os tempos primitivos, ou seja, quais foram os tempos verbais que vieram primeiro. É importante voltar às origens do verbo para aprendê-lo.

Todos os tempos verbos originaram-se do presente do indicativo, pretérito perfeito do indicativo e infinitivo. Como isso aconteceu? Analisemos os exemplos a seguir.

 O Presente do indicativo    o Presente do Subjuntivo.

Nos verbos de 1ª conjugação, a vogal final do presente do indicativo deve ser substituída por –e. Exemplo: Verbo Cantar                                                   

Presente do Indicativo    Presente do subjuntivo    

Eu canto                                                       (Que) Eu cante

Tu cantas                                                               Tu cantes

Ele canta                                                                Ele cante

Nós cantamos                                                         Nós cantemos

Vós cantais                                                            Vós canteis

Eles cantam                                                            Eles cantem

Em síntese: Basta memorizar a forma verbal no presente do indicativo e lembrar-se de que no Presente do Subjuntivo a vogal -e aparecerá.

A mesma dica serve para os verbos da 2ª e para os da 3ª conjugação, entretanto, troca-se a vogal final da 1ª pessoa do indicativo por –a. Calma! Não ficou difícil, não. Vamos praticar com o verbo Comer.

Presente do Indicativo

Eu como (Eliminando a última vogal, ou seja, - o, e trocando por – a formaremos o Presente do Subjuntivo). Veja o exemplo:

Presente do Subjuntivo

(Que) Eu coma

          Tu comas

          Ele coma

         Nós comamos

         Vós comais

         Eles comam

O Imperativo Afirmativo e o Negativo também são derivados do Presente. No Imperativo Afirmativo, a 2ª pessoa do singular e a 2ª do plural são originadas do Presente do Indicativo, mas na passagem perdem o –s. As outras pessoas são originadas do presente do Subjuntivo sem nenhuma modificação. O verbo ser deve ser analisado particularmente.

Já o Imperativo Negativo deriva-se do Presente do Subjuntivo sem alteração na forma verbal. 

E a 1ª pessoa do Imperativo, de onde é originada? Acertou quem afirmou que não existe a primeira pessoa no Imperativo. Isso acontece porque não há como dar ordem a si mesmo. Além disso, por se tratar de uma interlocução, na 3ª pessoa do Imperativo toca-se o pronome pessoal, Ele, pelo de tratamento, Você. 

E o Pretérito Perfeito do Indicativo origina que tempos verbais?

  • Pretérito mais-que-perfeito do indicativo;
  • Pretérito imperfeito do subjuntivo;
  • Futuro do Subjuntivo.

Antes de pensar no que permanece do Pretérito Perfeito do Indicativo e no que deve ser acrescentado, recordemos que o tema verbal é a junção do radical com a vogal temática. Logo, o tema do verbo Correr é Corre. (Corr- é o radical; –e, a vogal temática).

Por que relembrar este conceito? Porque ele será fundamental na derivação dos tempos mencionados.

  • Para a formação do Pretérito-mais-que-perfeito: Separa-se o tema e acrescentam-se as desinências: –ra, -ras, -ra, -ramos, -reis, -ram.

Exemplo: Verbo Comer

Eu comera

Tu comeras

Ele comera

Nós comêramos

Vós comêreis

Eles comeram

  • Para a formação do Imperfeito do Subjuntivo: Separa-se o tema e acrescenta-se as desinências: -sse, -sses, -sse, -ssemos, -sseis, -ssem.
  • Para a formação do Futuro do Subjuntivo: Junta-se ao tema as desinências: -r, -res, -r, -rmos, -rdes, -rem.

A partir do Infinitivo Impessoal originam-se:

  • O Futuro do Presente do Indicativo;
  • O Futuro do Pretérito do indicativo;
  • O Infinito Pessoal;
  • O Pretérito Imperfeito do Indicativo.

Então, mais importante que decorar listas de formas verbais é entender o processo de formação de cada uma delas.


Por Mayra Pavan
Graduada em Letras

As formas verbais são fundamentais para a comunicação, por isso é tão importante conhecê-las As formas verbais são fundamentais para a comunicação, por isso é tão importante conhecê-las
Por Escola Kids

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.