Qual matéria está procurando ?

Português

Português

O que é literatura?

O reino mágico das palavras encantadas: Clique e descubra o que é literatura!

por Luana Castro Alves Perez
A literatura tem como matéria-prima a palavra, que recebe novos sentidos através da função poética da linguagem A literatura tem como matéria-prima a palavra, que recebe novos sentidos através da função poética da linguagem

Você gosta de ler? Gosta de ouvir e de contar histórias? Se a sua resposta for sim, certamente você vai gostar de saber o que é literatura.

A literatura é uma das mais belas manifestações artísticas. Enquanto alguns artistas pintam quadros ou fazem belas canções, outros escrevem. Mas não basta saber escrever, o verdadeiro escritor sabe utilizar as palavras de uma maneira especial, diferente, que nos faz viajar para outros mundos e imaginar situações inusitadas. Viu só como fazer literatura pode ser mais difícil do que você imaginava? Nem todos temos o dom de ajeitar pensamentos em palavras e criar um mundo mágico para o desfrute do leitor.

A literatura tem como matéria-prima a palavra. É a partir dela que o artista transforma a linguagem, deixando-a mais expressiva e poética. Nos textos aos quais estamos expostos no nosso dia a dia, nos jornais, revistas e livros didáticos, a linguagem tem como característica ser objetiva e clara, contudo, na literatura, não existe compromisso com a transparência. As palavras podem ser empregadas em seu sentido conotativo, ou seja, fora de seus reais significados. Os textos literários são recheados de elementos responsáveis por torná-los um objeto de arte. Para compreendê-los, é preciso treinar a leitura e apurar o senso estético. Isso acontece porque a literatura preocupa-se em contemplar não apenas o objeto linguístico, mas também a plasticidade e a beleza que são encontradas somente na arte.

O que transforma um texto em um texto literário é a função da linguagem escolhida. No caso da literatura, encontramos a função poética da linguagem, que acontece quando o emissor, ou seja, quem escreve, tem suas intenções voltadas para a elaboração da mensagem. Existe um cuidado com a construção de sentidos das palavras, expressões e conteúdo. As palavras não são escolhidas aleatoriamente, cada elemento é minuciosamente escolhido para que o resultado seja considerado arte.

A Literatura é a arte das palavras. Através dela o leitor pode ser transportado para mundos diferentes!
A Literatura é a arte das palavras. Através dela o leitor pode ser transportado para mundos diferentes!

Agora que você já começou a entender sobre a arte das palavras, que tal saber um pouco mais sobre a origem da literatura? Quando nos perguntamos “o que é literatura?”, estamos fazendo uma pergunta histórica. Precisar sua origem não é tarefa fácil, mas a representação gráfico-visual dos sons de nossa própria fala, a escrita, tem seus primeiros registros no alfabeto fenício do século XII (A.C.). Portanto, a partir do momento em que o homem aprendeu a usar a palavra escrita, ele passou a registrar histórias que antes existiam apenas na tradição oral, o que fez surgir os primeiros textos literários. Aristóteles, filósofo grego que viveu entre 384 e 322 (A.C.), foi um dos primeiros a pensar e a sistematizar o tema. Suas ideias sobre a literatura foram importantíssimas para o estudo da arte, contudo, assim como a comunicação, a literatura evoluiu e acabou tomando novas formas, e determinados gêneros que antes não eram considerados literatura por Aristóteles, como cartas, biografias e diários, hoje podem ser vistos como arte literária.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No Brasil, a literatura é um pouco mais recente, isso porque somos uma nação relativamente jovem, com pouco mais de quinhentos anos de história para contar. Nosso primeiro texto literário, escrito em terras brasileiras, é a Carta de Pero Vaz de Caminha, uma espécie de diário de viagem feito pelo escrivão do então rei de Portugal. Apesar de ter como principal intenção informar para o rei as peculiaridades da terra descoberta, existem elementos na carta que a tornam um texto literário, visto a habilidade de Pero Vaz de Caminha com as palavras. A Carta é muito famosa por ser o primeiro registro histórico do Brasil, sendo considerada também como peça integrante da literatura portuguesa.

A literatura tem como função comunicar de maneira artística, utilizando seu inesgotável poder de evocação e sugestão para permitir que o leitor recrie a própria realidade na qual está inserido. Graças ao talento de nossos escritores, que fazem da literatura uma experiência de vida, podemos, mesmo que por algumas horas ou minutos, trocar a experiência da vida real para uma experiência mágica com o abstrato e com a linguagem simbólica. Para você gostar de ler e conhecer um pouco mais sobre literatura, um belo poema de Carlos Drummond de Andrade, um desses incríveis artistas que através da função poética nos transportam para o maravilhoso reino das palavras. Boa leitura!

(...) Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário.
Convive com teus poemas, antes de escrevê-los.
Tem paciência se obscuros. Calma, se te provocam.
Espera que cada um se realize e consume
com seu poder de palavra
e seu poder de silêncio.
Não forces o poema a desprender-se do limbo.
Não colhas no chão o poema que se perdeu.
Não adules o poema. Aceita-o
como ele aceitará sua forma definitiva e concentrada
no espaço.

Chega mais perto e contempla as palavras.
Cada uma
tem mil faces secretas sob a face neutra
e te pergunta, sem interesse pela resposta,
pobre ou terrível, que lhe deres:
Trouxeste a chave? (...)”.

(Fragmento do poema “Procura da poesia”, de Carlos Drummond de Andrade)


Por Luana Castro
Graduada em Letras

Você pode se interessar também

Português

Funções da linguagem

Português

Função poética

Português

Machado de Assis

Português

A Carta de Pero Vaz de Caminha é um texto literário?

Últimos artigos

Escandinávia

A Escandinávia é uma região que abrange a Península Escandinávia. Os países pertencentes a essa região assemelham-se cultural, histórica e politicamente.

Simón Bolívar

Simón Bolívar foi um dos nomes mais importantes da história sul-americana, tendo participação direta nas independências de países, como Venezuela e Colômbia.

Monarquia

Monarquia é a forma de governo mais antiga que existe no mundo, e atualmente mais de 40 países adotam-na sob dois modelos: constitucional e absoluto.

Marquês de Pombal

Marquês de Pombal ficou conhecido por ter sido o administrador de Portugal entre 1750 e 1777, promovendo reformas que fizeram parte do Reformismo Ilustrado.