Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Comparação

A comparação é uma figura de linguagem usada para descrever elementos por meio de características de outros elementos, estabelecendo uma ligação entre suas qualidades. Para isso, ela utiliza algumas expressões que explicitam a analogia feita.

É muito comum utilizarmos a comparação no nosso dia a dia, mas ela também é bastante frequente na literatura, na música e, até mesmo, nas artes visuais.

Leia também: Sentido literal e sentido figurado – o uso da conotação e da denotação na construção dos sentidos

Exemplos de comparação

A comparação é feita ao se criar uma analogia entre dois termos baseada em semelhanças. Essa analogia deve ter um conector que indique o paralelo que se faz entre os dois elementos. Veja:

“Ela foi rápida feito um trem.”

“Esperava que você fosse curioso como um gato.”

Tal qual uma máquina, trabalhou bastante.”

Há numerosos exemplos de comparação nas artes:

“Me vestiu como se eu fosse assim uma espécie de santo” (Chico Buarque)

“Meu coração tombou na vida / tal qual uma estrela ferida / pela flecha de um caçador” (Cecília Meireles)

“O cajueiro quando perde a sua folha parece morto; não tem flor, nem sombra; chora umas lágrimas doces como o mel dos seus frutos.” (José de Alencar)

A comparação é um tipo de figuras de pensamento.

Comparação e metáfora

A metáfora é outra figura de linguagem bastante recorrente na língua portuguesa e que faz analogia entre termos distintos, como a comparação.

A diferença entre esses dois recursos estilísticos é que a metáfora não utiliza expressões que explicitem o paralelo que se faz entre os elementos, tornando mais evidente o uso da linguagem figurada. A comparação, por outro lado, sempre deixa nítido o paralelo que está sendo feito, pois usa expressões que “avisam” se tratar de uma analogia. Veja a diferença:

“Eu enxergo bem como uma coruja!”
“Eu tenho olhos de coruja!”

No primeiro enunciado, utiliza-se uma comparação, pois a analogia é feita por meio do termo “como”. O segundo enunciado corresponde a uma metáfora, pois a analogia não se dá usando expressões de comparação, e sim fazendo uma afirmação no sentido figurado: não significa que a pessoa tenha realmente olhos de coruja, mas ela compara sua visão à de uma coruja, indicando que enxerga muito bem.

Símiles híbridas

As símiles híbridas são expressões que mesclam comparação e metáfora, comparando uma série de elementos com conectivos que explicitam a analogia (comparação) e sem eles (metáfora).

“Então o Botelho ficava possesso e vomitava frases terríveis, para a direita e para a esquerda, como quem dispara tiros sem fazer alvo” (Aluísio Azevedo)

No exemplo acima, extraído da obra O cortiço, de Aluísio Azevedo, o narrador emenda uma comparação em uma metáfora: ao narrar as “frases terríveis” que a personagem Botelho esbravejava, o narrador utiliza a metáfora “vomitava frases terríveis”, comparando-a com o ato de disparar tiros.

Leia também: Figuras de pensamento – tipo de figura de linguagem que se volta para o campo do significado

Exercícios resolvidos

Questão 1 – FGV

Todos os pensamentos abaixo partem de uma metáfora ou de uma comparação; o pensamento que mostra uma justificativa para a metáfora ou comparação realizada é:

a) A cidade não é uma selva de concreto; é um zoológico humano. (Desmond Morris)

b) Todas as especulações são cinza, meu amigo, mas a árvore de ouro da vida é eternamente verde. (Goethe)

c) Cada ave, com asas estendidas, é um livro de duas folhas aberto no céu. Protejamos esse livro. E aumentemos, com essa proteção, a miúda bibliografia. (Humberto de Campos)

d) A distância é como o vento. Acende os fogos grandes e apaga os pequenos. (D. Modugno)

e) A boa sociedade é uma horda de refinados, composta de duas tribos: uma que se aborrece e outra que aborrece. (Lord Byron)

Resolução:

Alternativa D. O trecho “Acende os fogos grandes e apaga os pequenos” serve como explicação para a comparação da distância com o vento.

Questão 2

Assinale a alternativa que contém uma comparação.

a) Ela era alta feito uma girafa.

b) Minha vida é um livro aberto.

c) Os olhos são a janela da alma.

d) Lia avidamente para matar a sede do saber.

e) Era o mais colorido de todos, um verdadeiro arco-íris ambulante.

Resolução

Alternativa A. Apenas esse enunciado apresenta um elemento conector que expressa que uma comparação é construída: “alta feito uma girafa.” Os outros itens contêm apenas metáforas.

Por Guilherme Viana

Você pode se interessar também

Português

Figuras de linguagem

Português

Figuras de Palavras

Português

Sentido literal e sentido figurado – o uso da conotação e da denotação na construção dos sentidos

Português

Figuras de sintaxe

Últimos artigos

Período Helenístico

Período Helenístico foi iniciado com a conquista da Grécia pelos macedônicos e ficou marcado pela difusão da cultura grega a partir do reinado de Alexandre, o Grande.

Império Carolíngio

Império Carolíngio foi a continuidade do Reino dos Francos sob o controle da Dinastia Carolíngia, iniciada por Pepino, o Breve em meados do século VII.

Civilização Micênica

Civilização Micênica foi uma das grandes civilizações do período de formação do povo grego, conhecida por suas grandes cidades fortificadas e pelo seu bom comércio.

Peste de Atenas

Peste de Atenas foi uma epidemia que atingiu essa cidade grega em 430-427 a.C., bem no início da Guerra do Peloponeso, causando milhares de mortes.