Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Cecília Meireles

Simplicidade, lirismo e musicalidade: Conheça a obra e a vida da escritora e poeta Cecília Meireles.

por Escola Kids
Cecília Meireles foi uma importante escritora brasileira. Dedicou-se, entre outras coisas, à Literatura infanto-juvenil Cecília Meireles foi uma importante escritora brasileira. Dedicou-se, entre outras coisas, à Literatura infanto-juvenil

 Você gosta de poesia? Que tal embarcar na história da Literatura Brasileira para conhecer uma de nossas maiores poetas? Se você aceita o convite, então vamos juntos conhecer um pouquinho mais sobre a vida e a obra de Cecília Meireles.

Cecília Meireles nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 07 de novembro de 1901. Seus pais eram portugueses e, infelizmente, ainda criança, a escritora ficou órfã, ficando sob os cuidados da avó materna, D. Jacinta Garcia Benevides. Esse contato tão prematuro com a morte fez com que Cecília aprendesse desde muito cedo sobre a efemeridade da vida, afinal de contas, ela pode ser breve. Essa relação entre o efêmero e o eterno serviu como tema para muitos de seus poemas.

Cecília foi professora, formou-se no Curso Normal do Instituto de Educação do Rio de Janeiro em 1917 e, em 1919, publicou seu primeiro livro de poesias, chamado “Espectro”. Depois desse, muitos outros vieram, como “Nunca mais... e Poema dos Poemas e “Baladas para El-Rei”. Em 1922, ela casou-se com o pintor português Fernando Correia Dias, com quem teve três filhas. Alguns anos depois, após a morte de seu primeiro marido, Cecilia casou-se novamente com Heitor Vinícius da Silveira Grilo, um professor e engenheiro agrônomo.

Além de escrever seus livros, Cecília tinha ainda uma página diária sobre problemas relacionados com a educação no jornal Diário de Notícias, para o qual contribuiu nos anos de 1930 e 1931. Foi ainda a responsável pela organização da primeira biblioteca infantil do Rio de Janeiro, pois tinha uma estreita e intensa relação com a Literatura infantil. Foi professora da Faculdade de Letras da então Universidade do Distrito Federal (hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro), diretora de escola, produtora e redatora de programas culturais na Rádio Ministério da Educação, no Rio de Janeiro.

Cecília Meireles faleceu em sua cidade natal no dia 9 de novembro de 1964, aos 63 anos. Um ano após a sua morte, em 1965, foi homenageada com o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra, que ganhou reconhecimento da Academia Brasileira de Letras. Sua poesia simples e carregada de lirismo foi considerada uma das mais puras e belas manifestações da literatura contemporânea. A escritora deixou uma vasta obra, inclusive livros dedicados à literatura infantil. O Escola Kids traz para você três lindos poemas de Cecília Meireles para você se encantar com a beleza de seus versos e rimas. Boa leitura!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cecília Meireles dedicou parte de sua obra literária para a Literatura infantil, uma de suas grandes paixões
Cecília Meireles dedicou parte de sua obra literária para a Literatura infantil, uma de suas grandes paixões

Leilão de jardim

Quem me compra um jardim com flores?
Borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?

Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?

(Este é o meu leilão.)

Cecília já gostava de livros antes mesmo de aprender a ler. Aos nove anos de idade, escreveu seu primeiro poema
Cecília já gostava de livros antes mesmo de aprender a ler. Aos nove anos de idade, escreveu seu primeiro poema

O cavalinho branco

À tarde, o cavalinho branco
está muito cansado:

mas há um pedacinho do campo
onde é sempre feriado.

O cavalo sacode a crina
loura e comprida

e nas verdes ervas atira 
sua branca vida.

Seu relincho estremece as raízes
e ele ensina aos ventos

a alegria de sentir livres
seus movimentos.

Trabalhou todo o dia, tanto!
desde a madrugada!

Descansa entre as flores, cavalinho branco,
de crina dourada!

Cecília Meireles foi professora, escritora e jornalista. Seu primeiro livro foi publicado quando ela contava com dezoito anos
Cecília Meireles foi professora, escritora e jornalista. Seu primeiro livro foi publicado quando ela contava com dezoito anos

Sonhos da menina

A flor com que a menina sonha
está no sonho?
ou na fronha?

Sonho 
risonho:

O vento sozinho
no seu carrinho.

De que tamanho 
seria o rebanho?

A vizinha
apanha
a sombrinha
de teia de aranha . . .

Na lua há um ninho
de passarinho.

A lua com que a menina sonha
é o linho do sonho
ou a lua da fronha?

*A imagem que ilustra o artigo foi feita a partir da capa do livro “Cecília de bolso – Uma antologia poética”, da Editora L&PM Pocket.


Por Luana Castro
Graduada em Letras 

Você pode se interessar também

Português

Poeminhas para crianças

Português

O universo encantado e multicolorido de Tatiana Belinky

Português

Verso, Estrofe e Rima

Português

Mario Quintana

Últimos artigos

Superbactérias

Superbactérias ou bactérias multirresistentes é o nome dado às bactérias que são resistentes a vários antibióticos, fato que dificulta o tratamento de infecções.

Coala

O coala é um animal australiano que pertence à ordem Diprotodontia, a mesma ordem em que estão presentes os wallabies e cangurus.

Corrida espacial

A corrida espacial foi uma disputa realizada entre americanos e soviéticos, entre 1957 e 1975, na qual procuravam realizar grandes avanços na exploração espacial.

Sputnik, o primeiro satélite artificial da Terra

Os soviéticos foram os responsáveis por lançar o primeiro satélite artificial que orbitou a Terra em 1957. Esse feito deu início à conhecida corrida espacial.