Qual matéria está procurando ?

História

História

Povos germânicos

Saiba mais sobre os povos germânicos e o seu legado para a formação da Europa.

O que conhecemos hoje como Europa (ou civilização europeia) é resultado de um conjunto complexo de misturas culturais e civilizacionais que passou a ser construído a partir da queda do Império Romano do Ocidente e da ascensão dos Reinos Bárbaros. Esses reinos foram cristianizados e consolidaram-se no período medieval, associando-se à Igreja Católica. Os povos que deram origem a tais reinos foram os Germanos, ou povos germânicos, dos quais derivaram os Francos, que, por sua vez, compuseram as dinastias dos merovíngios e dos carolíngios.

Os registros mais antigos dos povos germânicos remetem a duas fontes históricas principais, ambas escritas por dois romanos notáveis, Júlio César (o general e ditador da República), que teceu considerações sobre esse povo em sua obra A guerra das Gálias (de 52 a.C.); e o político e historiador da época do Império Romano, Públio Cornélio Tácito, com sua monumental obra Germania, escrita em 98 d.C.

A penetração e ocupação dos territórios romanos pelos germanos aconteceu de dois modos principais: 1) por meio de invasões e pilhagens; 2) por meio de acordos e alianças militares com a administração imperial romana. Como os demais povos bárbaros que integraram as levas de invasões contra os domínios do Império Romano, os germanos não possuíam, inicialmente, uma forma de organização social e militar sofisticada, de modo que o ataque avassalador e a pilhagem era um método padrão de conquista de território. Na medida em que o poder romano estabelecia suas alianças, sobretudo para apoio militar, em troca de terras, os germanos passaram a assimilar elementos da civilização romana.

Essa relação mútua entre romanos e germânicos constituiria, posteriormente, as bases para o sistema feudal, que vigoraria na Idade Média. Nessa base encontravam-se elementos como a relação entre o senhor e o vassalo, a organização dos territórios de acordo com a hierarquia da aristocracia militar cavalheiresca (duques, marqueses, barões, condes etc.), entre outros elementos.

É importante ressaltar que, ao longo da Idade Média e também na Idade Moderna, a íntima relação entre a organização política romano-germânica e a Igreja Católica conseguiu dar unidade ao continente Europeu, unidade cultural, sobretudo. O nome Sacro Império Romano-Germânico foi utilizado para denominar essa unidade, que só foi desintegrada com as guerras napoleônicas no início do século XIX.


Por Me. Cláudio Fernandes

Reprodução de estátua heroica de um antigo líder germano, Armínio Reprodução de estátua heroica de um antigo líder germano, Armínio
Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Influências romanas nos dias atuais

História

Alta Idade Média

História

Império Romano, um resumo

História

Dinastias do Império Romano

Últimos artigos

Medidas de volume

Utilizamos o volume para calcular o espaço ocupado por uma determinada matéria. Assim, é necessário desenvolver unidades de medidas de volume, como o metro cúbico.

Sólidos geométricos | Ensino Fundamental I

Sólidos geométricos são figuras com três dimensões e podem ser encontrados facilmente no nosso dia a dia. Cada sólido apresenta características únicas.

Sílabas | Ensino Fundamental I

Sílaba é o som que pronunciamos ao falarmos uma palavra. É formada por vogal ou por consoante mais vogal.

Lei do Ventre Livre

A Lei de Ventre Livre foi uma lei aprovada em 1871 que tinha como proposta iniciar a transição lenta e gradual do Brasil para a abolição do trabalho escravo.