Qual matéria está procurando ?

História

História

Alexandre e o Império Macedônico

Conheça as ações de Alexandre Magno e a expansão do Império Macedônico.

O Império Macedônico foi um dos maiores impérios da Antiguidade. A expansão conseguida por seu principal imperador, Alexandre Magno, fez com que as fronteiras do Império se estendessem da Grécia até a Índia. A existência do Império Macedônico proporcionou ainda uma fusão cultural, misturando elementos do Oriente e do Ocidente.

Localizados ao norte da Grécia e compostos por povos de origem comum aos gregos, os macedônicos haviam conseguido uma centralização do poder político, diferente do que ocorria na Grécia, organizada de forma fragmentada nas cidades-estado. A centralização foi fortalecida principalmente pelo rei Felipe II. Percebendo que as guerras que ocorriam entre os gregos os enfraqueciam, Felipe II passou a se dedicar à conquista da Grécia. Algumas cidades aceitaram o domínio macedônico de forma pacífica, outras partiram para guerra. Seu reinado começou em 359 a.C. e em 338 a.C. já havia submetido Tebas e Atenas ao seu domínio.

O principal trunfo do exército macedônico foi a criação das falanges. As falanges eram unidades militares formadas por soldados armados de elmos, escudos e lanças, dispostas de forma geométrica, o que garantia um eficiente ataque e uma sólida defesa. No ataque ao inimigo, destacou-se o uso das lanças, que poderiam atingir o inimigo a distâncias maiores do que com uma espada. A mobilidade de formas mantinha uma unidade compacta na hora de se defender dos inimigos e, quando atacados, os soldados podiam adotar as formas de um quadrado, de um retângulo ou mesmo de um círculo.

Felipe II conseguiu unificar a Grécia sob seu governo centralizado, mas não pôde derrotar os persas e expandir seu Império. Seu assassinato, cometido em 336 a.C., por um jovem nobre, possivelmente por influência de sua esposa, impediu esse feito. Seu filho Alexandre, que mais tarde se tornaria Alexandre Magno ou Alexandre, o Grande, foi seu sucessor e cumpriu esse desejo do pai.

Alexandre conseguiu unificar gregos e macedônicos para derrotar os persas, a partir de 334 a.C. Em dez anos de batalhas, os exércitos de Alexandre percorreram o Oriente Médio, Egito e Índia, derrotando a maior parte dos reinos dessas regiões. Formou o maior Império que havia surgido desde então, estendendo suas fronteiras desde a Macedônia até à Índia, no Oriente, e ao Egito, no sentido oeste. Alexandre construiu inúmeras cidades que receberam o nome de Alexandria, sendo a mais famosa a construída no Egito.

Quando seu pai morreu, Alexandre tinha apenas 20 anos de idade. Ele fora educado por um dos maiores filósofos da história, Aristóteles. Essa educação garantiu a Alexandre o contato com os conhecimentos produzidos na área da filosofia, da matemática e das ciências. Possibilitou ainda uma admiração pela cultura grega, que seria levada aos povos dominados por ele. Essa expansão da cultura grega pelo Oriente ficou conhecida como helenismo (os gregos diziam que habitavam a Hélade) e consistiu ainda na fusão cultural entre orientais e gregos. Uma fusão cultural ocorre quando elementos culturais de um povo são aceitos por outros. Durante a existência do Império Macedônico, os elementos culturais gregos foram aceitos pelos orientais e os elementos culturais dos orientais foram aceitos pelos gregos.

Mas este grande império não duraria muito tempo. Com a morte precoce de Alexandre Magno, em 323 a.C., aos 33 anos de idade, os territórios conquistados foram divididos entre seus principais generais. A morte de Alexandre marcou também o último período da civilização grega na Antiguidade.


Por Tales Pinto
Graduado em História

Relevo em bronze retratando Alexandre Magno e o exército do Império Macedônico Relevo em bronze retratando Alexandre Magno e o exército do Império Macedônico
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

História

Período Arcaico e a pólis na Grécia

História

Período clássico da Grécia

História

O Império Persa

História

Período Homérico na Grécia Antiga

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.