Qual matéria está procurando ?

História

História

Guerra de Canudos

Entenda como aconteceu a Guerra de Canudos, travada entre os anos de 1896 e 1897, no início da República Velha.

A transição do Império para a República no Brasil, em 1889, foi, para muitas das pessoas comuns e sem muita instrução educacional, um choque. Muitas pessoas do interior do país, sobretudo aquelas que habitavam o sertão, não concebiam um poder político que não tivesse fundamento religioso, isto é, que fosse fundamentalmente laico como é no regime republicano. A forte presença do positivismo (que era um movimento de ideias terminantemente ateu) no processo de instituição da República no Brasil, bem como a presença incisiva do Estado no cotidiano das pessoas por meio da regulamentação de tributos, exigência de documentos, etc., fez com que muitos indivíduos associassem-se a figuras messiânicas, como a de Antônio Conselheiro.

Antônio Vicente Mendes Maciel, conhecido como Conselheiro, foi o líder dos sertanejos que entraram em conflito contra as forças republicanas na chamada Guerra dos Canudos. Antônio Conselheiro, nascido no Ceará, era uma espécie de líder espiritual com características semelhantes às de um profeta, mas que também se converteu em líder político, mas não um líder político comum. Conselheiro tinha uma retórica messiânica (relativa a Cristo, ao Messias, filho de Deus), isto é, por meio de suas “profecias”, prometia ao povo que o seguia a libertação do jugo da República, que era considerada o anticristo, bem como a realização de fenômenos sobrenaturais, como o fato de que o “sertão viraria mar e o mar viraria sertão”.

O fato é que as palavras e ações de Conselheiro acabaram por agregar milhares de pessoas, que o ajudaram a construir, em 1893, um povoado na região de Canudos, na Bahia, ao qual ele deu o nome de Belo Monte. O enorme arraial construído por Conselheiro, que reunia quantidades cada vez maiores de seguidores, passou a representar uma ameaça para a República e para as elites regionais, que decidiram desmantelar a organização.

Ao todo, cinco expedições militares do exército republicano foram levadas a Canudos para o confronto com os sertanejos entre os anos de 1896 e 1897. A última delas massacrou todas as pessoas residentes no arraial e foi documentada pelo engenheiro e escritor Euclides da Cunha à época, que depois transformaria as suas impressões na obra “Os Sertões”.


Aproveite para conferir nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

Imagem de Antônio Conselheiro morto Imagem de Antônio Conselheiro morto
Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Revolução Federalista de 1893

História

Revolta da Sabinada na Bahia

História

República Velha (Primeira República)

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.