Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Sistema respiratório

O sistema respiratório é o sistema do corpo responsável por garantir a captação do oxigênio presente no ar e a eliminação do gás carbônico do nosso corpo. O oxigênio captado pelo nosso sistema respiratório é levado para todas as nossas células e usado na fabricação de energia (respiração celular). No processo de fabricação de energia, é produzido gás carbônico, que depois é eliminado para fora do corpo também pelo sistema respiratório. Vale deixar claro que, além de participar da respiração, esse sistema possui estruturas que garantem a produção dos sons e a percepção dos odores.

O nosso sistema respiratório é formado por:

  • cavidade nasal;
  • faringe;
  • laringe;
  • traqueia;
  • brônquios;
  • bronquíolos;
  • alvéolos pulmonares.

Brônquios, bronquíolos e alvéolos pulmonares estão localizados no interior dos pulmões, dois órgãos de cor rosada e aparência esponjosa.

Veja acima os órgãos que compõem o sistema respiratório humano.

O caminho do ar no nosso corpo

A seguir apresentaremos o trajeto percorrido pelo ar desde sua entrada pelas narinas até chegar aos nossos pulmões:

  • Cavidades nasais: o ar entra no nosso corpo por meio das narinas (aberturas no nosso nariz) e segue para as cavidades nasais. Os pelos e o muco presentes nessas cavidades ajudam a filtrar o ar, retirando impurezas, como poeira e micro-organismos. O muco ajuda também a umedecer o ar que inspiramos. Nessa cavidade, além de o ar ser filtrado e umidificado, ele é aquecido, graças à grande quantidade de vasos sanguíneos no local, que permitem que o calor do sangue o aqueça.
  • Faringe: após sair da cavidade nasal, o ar segue para a faringe. Esse órgão faz parte tanto do sistema digestório quanto do respiratório. É por essa razão que conseguimos respirar também pela boca, pois os dois sistemas estão interligados.

Agora que você já entendeu a importância de se respirar pelo nariz, consegue responder por que não devemos respirar pela boca? A resposta é bastante simples! Na boca, o ar não é eficientemente aquecido, umidificado e filtrado, como ocorre no nariz.

 

  • Laringe: após passar pela faringe, o ar segue em direção à laringe. Nesse local estão presentes as pregas vocais, que vibram com a passagem do ar e garantem a produção de sons. Vale destacar que na laringe existe ainda uma estrutura denominada de epiglote. Quando um alimento é engolido, a epiglote impede a passagem do alimento para a traqueia, garantindo que ele siga em direção ao esôfago.

  • Traqueia: a laringe termina na traqueia, um tubo que é formado por anéis de cartilagem. Esses anéis são importantes, pois evitam o seu fechamento, o que poderia impedir a passagem de ar.
  • Brônquios: a traqueia se divide em dois brônquios, os quais penetram os pulmões.
  • Bronquíolos: os bronquíolos são ramificações dos brônquios.
  • Alvéolos pulmonares: na extremidade de cada bronquíolo, temos os alvéolos pulmonares, que são pequenos sacos rodeados por vários capilares sanguíneos. É nos capilares que o oxigênio do ar passa para o sangue e que o gás carbônico presente no sangue passa para o interior dos alvéolos, um processo denominado de hematose. O gás carbônico faz o caminho contrário ao que descrevemos, sendo expulso do corpo no processo de expiração.
Nos alvéolos pulmonares, ocorre a hematose, processo que leva o oxigênio aos tecidos do corpo.

Movimentos respiratórios

Os movimentos respiratórios garantem a entrada e a saída de ar dos pulmões. Na inspiração, o ar entra em nossos pulmões; na expiração, sai.

Na inspiração, o diafragma (músculo encontrado logo abaixo dos pulmões) e os músculos intercostais (músculos localizados entre as costelas) contraem-se. O diafragma provoca o alongamento da cavidade torácica e os músculos intercostais promovem o levantamento das costelas. Essas ações levam a um aumento da caixa torácica e à diminuição da pressão no interior dos pulmões, fazendo com que o ar seja inspirado. Já na expiração, os músculos intercostais e o diafragma relaxam-se, provocando uma redução do volume da caixa torácica e aumentando a pressão no interior dos pulmões. Para saber mais, leia: movimentos respiratórios.

Existem dois tipos de movimentos respiratórios: a inspiração e a expiração.

Leia também: Respiração celular – como as células obtêm energia?

Caça-palavras do sistema respiratório

Agora que você sabe um pouco mais sobre o sistema respiratório, encontre o nome dos órgãos desse sistema no caça-palavras abaixo. Atenção: as palavras estão escondidas na horizontal e vertical.

Encontre no caça-palavras os órgãos que fazem parte do sistema respiratório.

Conseguiu encontrar todas as palavras? Nesse caça-palavras você teria que encontrar as seguintes palavras: cavidade nasal, alvéolos, laringe e pulmão, na horizontal; e faringe, traqueia, brônquios e bronquíolos, na vertical.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Diferenças entre COVID-19, gripe e resfriado

Ciências

Gripe

Ciências

Sistema nervoso

Ciências

Qual o motivo dos soluços?

Últimos artigos

Medidas de volume

Utilizamos o volume para calcular o espaço ocupado por uma determinada matéria. Assim, é necessário desenvolver unidades de medidas de volume, como o metro cúbico.

Sólidos geométricos | Ensino Fundamental I

Sólidos geométricos são figuras com três dimensões e podem ser encontrados facilmente no nosso dia a dia. Cada sólido apresenta características únicas.

Sílabas | Ensino Fundamental I

Sílaba é o som que pronunciamos ao falarmos uma palavra. É formada por vogal ou por consoante mais vogal.

Lei do Ventre Livre

A Lei de Ventre Livre foi uma lei aprovada em 1871 que tinha como proposta iniciar a transição lenta e gradual do Brasil para a abolição do trabalho escravo.