Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Sistema digestório

Os órgãos que compõem o sistema digestório são boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus. Clique e aprenda mais!

por Mariana Araguaia
Aquilo que comemos passará pelo processo de digestão. Aquilo que comemos passará pelo processo de digestão.

O corpo humano possui diferentes órgãos internos, cada um com uma função. Isso permite com que nosso organismo funcione corretamente.

O sistema digestório é composto por vários desses órgãos. Ele é responsável pela transformação dos alimentos que ingerimos em substâncias bem pequenas, fazendo com que seus nutrientes sejam levados pelo sangue a todo o nosso corpo. Depois disso, o que não tem utilidade para o organismo é eliminado pelas fezes.

A esse processo, damos o nome de digestão. Graças a ela, temos energia para brincarmos, estudarmos, enfim, para fazermos as nossas atividades diárias.

Os órgãos que compõem o sistema digestório são:  boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus.

A digestão se inicia quando colocamos o alimento na boca. A produção de saliva é estimulada, e os dentes e a língua trabalham para triturá-lo e umedecê-lo. Após este momento, ele é engolido, passando pela faringe e pelo esôfago e, depois, para o estômago.


O estômago é o local para onde o bolo alimentar se direciona. Ele se junta ao suco gástrico, que é uma substância encontrada ali, e que auxilia na transformação do bolo alimentar em pedaços ainda menores. Depois disso, ele passa a ser chamado de quimo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

À medida que os alimentos chegam, o estômago vai se dilatando. Normalmente, ele consegue acomodar até dois litros de alimentos, mas isso varia de pessoa para pessoa. Alguns nutrientes já são aproveitados pelo corpo, sendo levados pelo sangue para as células.

Depois do estômago, o quimo vai para o intestino delgado. Lá, ele é misturado ao suco pancreático (feito no pâncreas), à bile (vinda do fígado) e ao suco entérico, do próprio intestino. Ali, outros nutrientes são aproveitados e, ao final do processo, o quimo passa a se chamar quilo.

O quilo segue para o intestino grosso. Lá, água e sais minerais são aproveitados. O restante passa a se chamar fezes, e é eliminado para fora do corpo, pelo ânus.

Você pode se interessar também

Ciências

Arroto

Ciências

Glândulas salivares

Ciências

Sistema nervoso

Ciências

Estômago

Últimos artigos

Escandinávia

A Escandinávia é uma região que abrange a Península Escandinávia. Os países pertencentes a essa região assemelham-se cultural, histórica e politicamente.

Simón Bolívar

Simón Bolívar foi um dos nomes mais importantes da história sul-americana, tendo participação direta nas independências de países, como Venezuela e Colômbia.

Monarquia

Monarquia é a forma de governo mais antiga que existe no mundo, e atualmente mais de 40 países adotam-na sob dois modelos: constitucional e absoluto.

Marquês de Pombal

Marquês de Pombal ficou conhecido por ter sido o administrador de Portugal entre 1750 e 1777, promovendo reformas que fizeram parte do Reformismo Ilustrado.