Qual matéria está procurando ?

História

História

Período Mesolítico

Mesolítico é entendido como um período de transição que aconteceu em alguns locais do planeta na passagem do Paleolítico para o Neolítico.

O Mesolítico é um período de transição entre o Paleolítico e o Neolítico e estendeu-se de 13 mil a 8 mil a.C. O Mesolítico é um período de transição entre o Paleolítico e o Neolítico e estendeu-se de 13 mil a 8 mil a.C.

O Mesolítico, abarcado pela Pré-História, é entendido como um momento de transição entre o Paleolítico e o Neolítico. Cronologicamente, esse período se estendeu de 13 mil a 8 mil a.C. Ficou marcado pelas mudanças climáticas e melhorias no estilo de vida dos seres humanos.

Acesse também: Sumérios, um dos primeiros povos a se estabelecerem na Mesopotâmia

Resumo sobre período Mesolítico

  • Foi uma fase de transição que aconteceu em alguns locais do planeta na passagem do Paleolítico para o Mesolítico.

  • Estendeu-se por volta de 13 mil a 8 mil a.C. (embora a periodização seja polêmica).

  • Foi criado pelo arqueólogo Hodder Westropp para explicar as transformações de período.

  • Nele se consolidaram as mudanças climáticas que permitiram transformações no estilo de vida dos seres humanos.

Entendendo o período Mesolítico

O Mesolítico é entendido por historiadores e arqueólogos como um período da transição entre o Paleolítico e Neolítico. Nele as mudanças que marcaram essa passagem de períodos aconteceram, com os seres humanos passando por transformações profundas no seu modo de vida.

É importante mencionar que essas mudanças não aconteceram somente no estilo de vida dos humanos, mas também na natureza, uma vez que a Terra passou por mudanças geológicas, assumindo a forma como a conhecemos atualmente. Os especialistas entendem que foi nesse período que as florestas, os estepes e os desertos se formaram.

Cronologicamente, pode existir alguma divergência entre os estudiosos desse período. Assim, alguns autores sugerem que o Mesolítico se estendeu de 13 mil a 8 mil a.C., mas outros podem sugerir outras datações, como 10 mil a 8 mil a.C. Além disso, é importante mencionar que nem todos os lugares da Terra passaram por essa fase de transição.

O Mesolítico foi um período proposto pelo arqueólogo do século XIX Hodder Westropp. Sua ideia era propor um novo período para explicar a fase de transição que aconteceu entre o Paleolítico e o Neolítico. Ainda hoje, existe uma série de divergências acerca dessa categorização, contudo, ela permanece aceita.

De todo modo, alguns estudiosos optaram por outra classificação para se referir ao período de transição do Paleolítico para o Neolítico — o Epipaleolítico. Outros pesquisadores, por exemplo, entendem o Epipaleolítico como uma fase inicial do Mesolítico.

Alguns estudiosos entendem o Epipaleolítico como uma fase que abrange populações humanas que não fizeram a transição do nomadismo para o sedentarismo de maneira espontânea. Como podemos perceber, a classificação desse período da Pré-História humana é complexa.

Acesse também: Celtas, povo da Antiguidade que se espalhou por quase toda a Europa

Transformações do período Mesolítico

Como vimos, o Mesolítico foi o momento de transição dos seres humanos do Paleolítico para o Neolítico, sendo assim, esse período abrangeu o momento em que o estilo de vida do ser humano passou por transformações profundas. A principal delas envolveu a questão da sedentarização do homem e do desenvolvimento da agricultura.

O Paleolítico foi o período em que os seres humanos eram nômades, moravam em cavernas e sobreviviam, exclusivamente, da caça e da coleta. Assim, quando as condições de sobrevivência de um local começavam a ficar muito duras, os grupos de humanos migravam para outra área, onde a sobrevivência seria mais fácil.

No Neolítico, uma grande transformação se deu pela sedentarização do homem, só possível porque ele desenvolveu a agricultura e a pecuária. Sendo assim, passou a ser possível produzir todo o alimento necessário para garantir a sobrevivência. Mesmo plantando e criando animais, o ser humano continuou caçando animais e colhendo frutos e raízes na natureza.

As transformações não pararam por aí, uma vez que o ser humano aprimorou as ferramentas que ele utilizava no seu cotidiano e passou a construir a própria casa. Até na arte houve transformações significativas. Lembrando que a principal manifestação artística do Paleolítico são as pinturas rupestres, e do Neolítico, as construções megalíticas.

Acesse também: Cretenses, os habitantes originários da ilha de Creta

Características do período Mesolítico

Interior de uma casa habitada por seres humanos durante o período Neolítico.

É importante lembrar que as mudanças pelas quais a humanidade passou nesse período que entendemos como Mesolítico têm uma ligação direta com as transformações climáticas que aconteceram no planeta. O fim do período de glaciação tornou a temperatura média do planeta mais amena.

Essa mudança foi crucial, pois permitiu que o ser humano se estabelecesse em locais fixos, sem depender necessariamente de cavernas para sobreviver. Além disso, o solo e o clima tornaram-se melhores para o cultivo de alimentos. Por fim, as mudanças na temperatura da Terra levaram à extinção de determinadas espécies, o que afetou diretamente na caça.

De toda forma, essas mudanças provavelmente não foram pacíficas, uma vez que o pesquisador Paul Kriwaczek sugeriu que a sedentarização do homem foi um acontecimento que deve ter gerado atrito entre os seres humanos, e também aponta que os primeiros grupos que adotaram a agricultura levavam uma vida mais difícil que os caçadores-coletores, além de ter uma dieta mais pobre.|1|

Como já vimos, foi nesse período que avançou a sedentarização humana, e isso permitiu que o homem pudesse se estabelecer em locais próximos de rios e do oceano. À medida que esse processo foi avançando, o modo de vida humano foi se sofisticando e as dificuldades iniciais, como a dieta pobre, foram sendo superadas.

Assim, o período Mesolítico ficou marcado também pela melhora gradual na dieta do ser humano, que pôde consumir animais, obtidos pela caça e pesca, frutos e raízes, pela coleta, e outros alimentos, pelo cultivo.

A sedentarização do ser humano e o crescimento dos agrupamentos humanos permitiram que cidades pudessem aparecer em regiões do Oriente Médio, por exemplo. No longo prazo, a vida em sociedade se fundou, pois esses grupos se tornaram sociedades amplas e complexas. A divisão do trabalho e a hierarquização da sociedade também se iniciaram nesse momento.

Notas

|1| KRIWACZEK, Paul. Babilônia: a Mesopotâmia e o nascimento da civilização. Rio de Janeiro: Zahar, 2018. p. 36.

Créditos das imagens

[1] PavleMarjanovic e Shutterstock

[2] mirjana ristic damjanovic e Shutterstock

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

Geografia

Agricultura

História

Período Neolítico

História

Período Paleolítico

História

Pré-História

Últimos artigos

Presidente da república

Presidente da república é a autoridade máxima em nosso país. É eleito(a) por meio do voto popular para um mandato de quatro anos.

Porquinho-da-índia

O porquinho-da-índia é um mamífero roedor que possui corpo pequeno e orelhas curtas. Ele pode ser criado como animal de estimação.

Escambo

O escambo é uma modalidade de transação que foi muito comum na Antiguidade. Por meio desse acordo, realiza-se a troca de mercadorias ou serviços.

Nucleotídeo

O nucleotídeo é a subunidade que forma o DNA e o RNA. Cada nucleotídeo é constituído por um grupo fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada.