Qual matéria está procurando ?

História

História

Guerra dos Cem anos

Fique sabendo o que foi e que importância teve a Guerra dos Cem Anos para a Europa da Idade Média.

A chamada Baixa Idade Média, que compreende o período que se estende entre os séculos X e XV d.C., foi marcada, como sabemos, pelo renascimento comercial e urbano da Europa; pela criação das Universidades; pela arquitetura gótica e românica; pelo desenvolvimento da filosofia escolástica e por muitos outros aspectos importantes para a história humana como um todo.

Porém, o século XIV ficou caracterizado como um dos mais duros desse período, sobretudo por causa da crise econômica e social generalizada, que foi provocada por eventos catastróficos, como a Peste Negra e a escassez de alimentos. Um dos efeitos colaterais dessa crise foi a Revolta dos Camponeses. No âmbito político, a Guerra dos Cem anos (337-1453) foi o maior conflito ocorrido na fase de transição da Idade Média para a Idade Moderna.

Dois foram os motivos principais para o desencadeamento da Guerra dos Cem Anos. O primeiro deles diz respeito ao processo de disputa travado entre França e Inglaterra pela região de Flandres (localizada ao norte da atual Bélgica). Flandres possuía relações de vassalagem com a França, isto é, estava subordinada política e socialmente aos senhores feudais e à aristocracia francesa. Porém, os comerciantes dessa região – que era um dos principais centros produtores de tecidos da época –, também possuíam relações comerciais com os ingleses, dos quais obtinham a lã para as manufaturas de tecelagem. Um conflito direto entre franceses e ingleses determinaria quem poderia beneficiar-se da zona comercial de Flandres.

O segundo motivo estava ligado à disputa pela sucessão do trono francês após a morte de Carlos IV, que não havia deixado descendentes. O trono de Carlos IV foi reivindicado por Eduardo III, da Inglaterra, que era neto do rei Felipe, O Belo, que governara a França décadas antes. Os nobres franceses rejeitavam veementemente a posse de Eduardo III e entronaram um conde chamado Felipe, que recebeu o título de Felipe VI, da França. Como Eduardo III, mesmo não tendo se tornado rei, era herdeiro de Felipe, o Belo, alguns territórios franceses ficaram sob sua posse. A guerra desencadeou-se a partir dessa série de desentendimentos.

As batalhas dessa longa guerra caracterizaram-se por mesclar elementos das batalhas medievais, mas também por acrescentar elementos modernos. O uso da cavalaria e dos arqueiros foi ficando mais incrementado ao longo da guerra. Isso ficou evidente em uma das batalhas mais importantes, a Batalha de Crécy, que ocorreu em 26 de agosto de 1346, com uma vitória esmagadora do exército inglês sobre os combatentes franceses.

A guerra foi interrompida entre as décadas de 1340 e 1350 em razão dos efeitos devastadores da Peste Negra, mas foi retomada em 1356. Muitos acordos foram feitos entre as duas nações, mas a guerra estendeu-se até 1453, sendo uma das fases decisivas aquela em que Henrique V assumiu o trono da Inglaterra e declarou-se o sucessor legítimo também do trono francês, em 1415. Esse fato deflagrou uma enorme revolta dos camponeses da França, que engrossaram as fileiras de combatentes contra a Inglaterra.

Entre eles, estava a figura emblemática de Joana D'Arc, que se tornou não apenas uma líder militar, mas também um ícone político e religioso. Joana D' Arc, porém, terminou sendo traída pelos nobres franceses, que a entregaram aos ingleses, sendo posteriormente julgada e acusada de bruxaria, tendo morrido na fogueira.


Por Me. Cláudio Fernandes

Pintura medieval retratando a Batalha de Crécy, uma das mais importantes da Guerra dos Cem anos Pintura medieval retratando a Batalha de Crécy, uma das mais importantes da Guerra dos Cem anos
Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Guerra das Rosas

História

Revoltas Camponesas no século XIV

História

Peste Negra na Europa medieval

História

Revolução de Avis

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.