Qual matéria está procurando ?

História

História

Crise dos Séculos XIV e XV na Europa

A Crise dos Séculos XIV e XV marcou o fim do feudalismo na Europa.

O período final da Idade Média na Europa foi marcado por profundas transformações sociais, econômicas, políticas e culturais. Tal situação é comumente chamada de Crise dos Séculos XIV e XV, cujas consequências marcaram a modernidade que se constituiu a partir do século XVI.

O Renascimento Urbano e Comercial desenvolvido a partir dos séculos XI e XII levou à formação de novas cidades, como também estimulou atividades econômicas não ligadas ao meio rural, como o fortalecimento do artesanato e do comércio. O crescimento das cidades levou parte da população a abandonar o campo ao longo de muito tempo para trabalhar no espaço urbano.

Também se verificou a retomada de grandes rotas comerciais, tanto no interior do continente europeu como no Mar Mediterrâneo, ligando feiras dos centros comerciais europeus com locais de produção de mercadorias no Oriente.

Esse processo resultou no surgimento e fortalecimento da burguesia, tanto em função da produção artesanal das cidades quanto do controle das rotas comerciais. Com esse fortalecimento, aos poucos a burguesia começou a rivalizar em poder com os antigos membros da nobreza.

Porém, o aumento das cidades e de suas populações resultou na criação de condições para a eclosão de uma grande epidemia: a Peste Negra. Doença causada por uma bactéria presente nas pulgas hospedadas em ratos, a Peste Negra dizimou mais de um terço da população europeia, a partir da primeira onda da doença, em 1347. As péssimas condições de higiene das cidades facilitaram a sua propagação.

Mas a Peste Negra atingiu também a área rural. Milhões de camponeses morreram em decorrência da peste. Com a diminuição da população da área rural para trabalhar nas lavouras e problemas climáticos como secas, houve uma queda na produção de alimentos, agravando a fome de parte da população.

Os camponeses que restavam lutaram por melhores salários. Os nobres proprietários de terras forçavam para que eles não saíssem de suas terras. Todo esse contexto levou à eclosão de revoltas camponesas, conhecidas como jacqueries, durante a metade do século XIV. Milhões de camponeses lutaram por melhorias nas condições de vida, o que colocou em perigo a existência da nobreza e do clero. Estes reprimiram com ferocidade os camponeses, conseguindo, dessa forma, conter as revoltas.

Outro elemento importante para caracterizar a Crise dos Séculos XIV e XV foi a chamada Guerra dos Cem Anos. Ocorrida entre 1337 e 1453, a Guerra dos Cem Anos opôs Inglaterra e França em uma longa guerra. Esse conflito demonstrava as divergências e as lutas pelo poder entre diferentes dinastias da nobreza que detinha o poder nesses territórios. Uma das consequências políticas foi o processo de centralização do poder em Estados nacionais, que dariam origem aos dois países.

A criação dos Estados nacionais auxiliou os interesses da burguesia mercantil, possibilitando a existência de condições necessárias para a busca por novas rotas comerciais. Com as Grandes Navegações, o contato dos europeus com o continente africano e asiático ampliou-se. Um novo continente foi conhecido, e o mundo feudal começou a ruir.


Por Me. Tales Pinto

Representação da Batalha de Azincourt, 1415, dentro da Guerra dos Cem Anos Representação da Batalha de Azincourt, 1415, dentro da Guerra dos Cem Anos
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

História

Peste Negra na Europa medieval

História

Renascimento comercial e urbano

História

Economia na Idade Média

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.