Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Sistema esquelético

O sistema esquelético é constituído pelos ossos e cartilagem, que formam o esqueleto. Esse sistema é responsável por funções importantes, como sustentação e locomoção.

O esqueleto humano apresenta 206 ossos, os quais variam em tamanho e formatos. O esqueleto dos fetos é formado inicialmente por cartilagem, que é substituída, gradativamente, dando espaço aos ossos. Nos adultos, a cartilagem é encontrada em locais onde a elasticidade é importante, como nas conexões das costelas com o esterno e nas articulações.

Leia também: Como o sangue é produzido?

Esqueleto humano

O esqueleto humano é formado por 206 ossos, os quais estão unidos pelas articulações. Nas crianças o número de ossos é maior que nos adultos, podendo ser observado mais de 300 ossos. Os ossos, no entanto, não desaparecem, sendo essa redução observada como consequência da fusão de certos ossos.

Observe alguns ossos que formam o esqueleto humano.
Observe alguns ossos que formam o esqueleto humano.

Os ossos são constituídos por tecido ósseo, um tipo de tecido conjuntivo que, diferentemente do que muitos pensam, é um elemento vivo. Esse tecido é formado por células especializadas e um material extracelular calcificado, que é chamado de matriz óssea. É essa matriz que torna o osso bastante resistente.

As células que formam o tecido ósseo são:

  • osteócitos,
  • osteoblastos,
  • osteoclastos.

Os osteócitos são células que ocupam lacunas no interior da matriz óssea e atuam na manutenção da matriz óssea. Os osteoblastos são responsáveis pela produção da parte orgânica da matriz óssea. Já os osteoclastos estão relacionados com o processo de remodelação dos ossos, promovendo a reabsorção do tecido ósseo.

No nosso esqueleto, encontramos ossos com diferentes formatos e tamanhos. De acordo com suas formas, podemos classificar os ossos em:

Veja acima alguns ossos e suas respectivas classificações.
  • Ossos longos: ossos que apresentam comprimento maior que a largura. Nesse tipo de osso, podemos perceber partes distintas: a diáfise e a epífise. A diáfise é a parte central do osso, e a epífise é a extremidade. Assim sendo, cada osso longo apresenta uma diáfise e duas epífises. Exemplos: tíbia e fêmur.
  • Ossos curtos: ossos que possuem largura proporcional ao comprimento, não apresentando nenhuma dimensão sobressaindo às demais. Exemplos: ossos do tarso e ossos do carpo.
  • Ossos planos: são ossos que possuem largura e comprimento maiores que a espessura, apresentando a aparência de uma lâmina. Exemplos: ossos do crânio e esterno.
  • Ossos irregulares: são ossos que não se encaixam nas demais classificações, não apresentando um formato muito definido. Exemplos: vértebras e mandíbula.
  • Esqueleto axial e apendicular

O esqueleto humano pode ser dividido em duas porções: o esqueleto axial e o apendicular.

Na figura, é possível observar o esqueleto axial e o esqueleto apendicular.
  • Esqueleto axial: constituído pelo crânio, vértebras, costelas e o esterno. As vértebras formam a nossa coluna vertebral, enquanto as costelas e o esterno formam nossa caixa torácica. No total, temos 80 ossos formando o esqueleto axial.
  • Esqueleto apendicular: constituído por ossos dos membros superiores e inferiores e também da cintura escapular e pélvica. A cintura escapular é formada por clavícula e escápula, e a cintura pélvica é formada pelos ossos do quadril. Essas cinturas promovem a união dos membros ao esqueleto axial, sendo a escapular responsável por unir os membros superiores, e a pélvica responsável por unir os membros inferiores. No total, temos 126 ossos formando o esqueleto apendicular.

Leia também: Nomes dos ossos dos membros superiores e inferiores

Articulações

A região de encontro de dois ou mais ossos recebe o nome de articulação. As articulações podem permitir ou não o movimento nessa região. De acordo com a capacidade de movimentação, podemos classificar as articulações em:

As articulações são locais de contato entre dois ou mais ossos.
  • Articulações móveis: como o nome sugere, permitem a movimentação dos ossos. Nas articulações móveis, observa-se a presença de cartilagem e de uma cápsula que contém um líquido chamado de líquido sinovial. A cartilagem atua impedindo o atrito, e o líquido funciona como um lubrificante, garantindo, desse modo, um menor desgaste provocado pelo constante movimento. As articulações móveis podem ser observadas no joelho e entre a cintura pélvica e fêmur, por exemplo.
  • Articulações semimóveis: apresentam uma movimentação limitada dos ossos. Esse tipo de articulação pode ser observada nas vértebras.
  • Articulações imóveis: como o nome sugere, não há movimento entre os ossos. As articulações imóveis podem ser observadas nos ossos que formam nosso crânio. Vale salientar que o único osso móvel da nossa cabeça é a mandíbula, sendo essa movimentação essencial no processo de mastigação.

Leia também: O dente é um tipo de osso?

Importância do sistema esquelético

O nosso sistema esquelético exerce importante função em nosso organismo, sendo fundamental para a nossa sustentação, locomoção e proteção dos órgãos internos. No que diz respeito à proteção, devemos destacar o papel do crânio na proteção do nosso encéfalo, da coluna vertebral na proteção da medula espinhal e da caixa torácica na proteção de pulmões e coração.

Além das funções já citadas, o esqueleto funciona como um importante reservatório de cálcio, e a medula óssea, localizada no interior dos ossos, apresenta a função de produzir as células do sangue.

Exercício resolvido

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre o sistema locomotor, vamos testar seus conhecimentos sobre o tema. Marque V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas.

a) (  ) O tecido ósseo é um tecido morto.

b) (  ) O esqueleto humano apresenta 200 ossos no indivíduo adulto.

c) (  ) Um exemplo de osso longo é o fêmur.

d) (  ) O crânio faz parte do esqueleto axial.

e) (  ) O esqueleto apendicular inclui nossos membros inferiores e superiores e as cinturas pélvica e escapular.

e) (  ) Os ossos ajudam na proteção dos órgãos internos.

f) (  ) As articulações dos ossos do crânio são todas móveis.

g) (  ) As vértebras são ossos irregulares.

Resolução

a) (F) Essa alternativa está incorreta, pois o tecido ósseo é um tecido vivo.

b) (F) Essa alternativa está incorreta, pois o esqueleto humano apresenta 206 ossos no indivíduo adulto.

c) (V) Um exemplo de osso longo é o fêmur.

d) (V) O crânio faz parte do esqueleto axial.

e) (V) O esqueleto apendicular inclui nossos membros inferiores e superiores e as cinturas pélvica e escapular.

e) (V) Os ossos ajudam na proteção dos órgãos internos.

f) (F) Essa alternativa está incorreta, pois as articulações dos ossos do crânio são imóveis, sendo a mandíbula o único osso móvel.

g) (V) As vértebras são ossos irregulares.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Articulações

Ciências

Características do tecido ósseo

Ciências

Coluna vertebral

Ciências

Como o sangue é produzido?

Últimos artigos

Cavalo

Cavalo é uma espécie de herbívoro não ruminante muito utilizada pelo homem. Sua domesticação foi muito importante para a nossa história.

Tucanos

Tucanos são animais que possuem bicos multicoloridos e bastante chamativos. Eles fazem parte da ordem Piciformes e família Ramphastidae.

Revolta da Armada

Revolta da Armada foi um levante armado organizado por membros da Marinha, em 1893. Esse movimento se deu pela forte oposição da Marinha a Floriano Peixoto.

Símbolos nacionais

Símbolos nacionais são quatro símbolos que, por determinação da nossa lei, representam a nação brasileira.