Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Plantas carnívoras

Vamos saber mais sobre as plantas carnívoras e suas estratégias para capturar a presa? Clique aqui!

As plantas carnívoras, diferentemente do que muitos pensam, realizam fotossíntese. Elas capturam presas apenas para obter nutrientes que faltam no sol As plantas carnívoras, diferentemente do que muitos pensam, realizam fotossíntese. Elas capturam presas apenas para obter nutrientes que faltam no sol

Muitas pessoas ficam em dúvida a respeito das famosas plantas carnívoras. Em alguns filmes, elas aparecem grandes, sendo capazes de alimentar-se até mesmo de uma pessoa. Mas será que isso é verdade? A seguir vamos conhecer mais sobre esses seres vivos.

Primeiramente devemos saber que as plantas carnívoras, assim como todas as plantas, realizam fotossíntese, ou seja, são capazes de produzir seu próprio alimento. O que as difere das outras é que elas são capazes de retirar nutrientes de outros seres vivos como uma forma de complementação.

As plantas retiram nutrientes de outros seres vivos porque normalmente elas são encontradas em solos muito pouco nutritivos, principalmente em nitratos e fosfatos. Sendo assim, os nutrientes que deveriam ser obtidos através da raiz não são adquiridos, por isso as plantas buscam outra forma de consegui-los.

Observe como a Dionaea captura sua presa
Observe como a Dionaea captura sua presa

Para atrair as presas, as plantas carnívoras utilizam algumas estratégias, tais como odores fortes e cores vibrantes. Entretanto, apenas atrair animais não é suficiente para garantir a captura. Elas contam com folhas perfeitamente modificadas que funcionam como verdadeiras armadilhas.

Estima-se que existam cerca de 600 espécies diferentes de plantas carnívoras espalhadas por todo o mundo, com as mais diferentes formas de armadilha. Algumas plantas apresentam folhas que se fecham lentamente ao sentir a presença de algum animal, como é o caso da Dionaea. Outras, como as Nepenthes, apresentam folhas modificadas em forma de jarra que ficam cheias de uma substância pegajosa que impede a presa de sair. A Drosera, por sua vez, apresenta vários tricomas (pelos) com uma substância que literalmente cola a presa.

Recentemente foi descoberta uma planta carnívora com uma característica peculiar: ela apresenta folhas pegajosas, localizadas abaixo do solo, que capturam e digerem vermes. Essa espécie é chamada de Philcoxia minensis e é encontrada no Cerrado brasileiro.

Normalmente as plantas carnívoras possuem tamanho reduzido, tendo em média 15 centímetros. Algumas, no entanto, podem atingir mais de metro. Por serem, em sua grande maioria, pequenas, elas capturam geralmente insetos, sendo frequentemente chamadas de insectívoras. As plantas maiores, como as Nepenthes, podem capturar animais de maior porte, entretanto, não são capazes de capturar uma pessoa, como vemos em filmes.

A Nepenthes apresenta grandes folhas modificadas que se assemelham a uma jarra
A Nepenthes apresenta grandes folhas modificadas que se assemelham a uma jarra

Curiosidade: Alguns fósseis de plantas carnívoras datam mais de 60 milhões de anos.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Angiospermas

Ciências

Briófitas

Ciências

Irritabilidade nos seres vivos

Ciências

Movimentos das plantas

Últimos artigos

Crise de 1929

A Crise de 1929 foi a maior crise econômica da história dos Estados Unidos e do capitalismo. Foi iniciada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

Retângulo

O retângulo possui quatro lados e todos os ângulos internos medindo 90°. Essa forma geométrica está muito presente no cotidiano, como na face de caixas e nas paredes.

Paralelepípedo

O paralelepípedo é um sólido geométrico que possui todas as faces com paralelogramos. Essa forma pode ser percebida nos prédios e em caixas de sapatos.

Hiena

Hiena é um animal encontrado na África e na Ásia, bastante conhecido por seu hábito de se alimentar de carniça. Existem atualmente três espécies diferentes de hienas.