Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Angiospermas

Aprenda mais sobre as angiospermas, o único grupo de plantas que apresentam flores e frutos.

As angiospermas são um grupo de plantas que representa o maior conjunto de organismos fotossintetizantes do planeta. Estima-se que existam cerca de 450 mil espécies de plantas pertencentes a esse grupo.

Os vegetais desse grupo possuíem flor e fruto, ou seja, qualquer planta que possua essas duas estruturas pode ser classificada como angiosperma. Assim, fica fácil citar alguns exemplos de plantas angiospermas, como mangueira, morangueiro, roseira, orquídea, chuchuzeiro, amoreira e palmeira.

→ Características gerais das angiospermas

As angiospermas são plantas vasculares, ou seja, apresentam xilema e floema como tecidos condutores de substâncias, e possuem sementes. Em comum com esse grupo, as gimnospermas também possuem sementes e vasos condutores. Essa última característica é ainda observada nas pteridófitas. A novidade evolutiva presente nas angiospermas em comparação com esses outros grupos de plantas é a presença de flores e frutos.

As flores são estruturas da planta onde são produzidos os gametas masculinos e os gametas femininos. Por essa característica, a flor é uma estrutura relacionada com a reprodução desses vegetais. Algumas flores têm aparência e cheiro bastante agradáveis como forma de atrair agentes polinizadores, que levam o grão de pólen até a parte feminina da flor e proporcionam, assim, a fecundação.

As flores podem apresentar diversas formas. Em algumas espécies, a flor aparece solitária e, em outras, no entanto, podem surgir inflorescências, isto é, agregados de flores. As margaridas, por exemplo, apresentam inflorescências. Quando a observamos, temos a sensação de que se trata de apenas uma flor, mas, na realidade, são pequenas flores unidas.

Os frutos presentes nas angiospermas possuem várias funções e são provenientes do desenvolvimento do ovário da flor após a fecundação ser realizada. O fruto ajuda na dispersão dessas plantas e também protege a semente.

→ Classificação das angiospermas

As plantas angiospermas, em sua grande maioria, podem ser classificadas em dois grupos: monocotiledôneas e eudicotiledôneas. As monocotiledôneas incluem espécies como grama, lírios e orquídeas. Como exemplos de eudicotiledôneas, podemos citar o feijão, a batata e a manga.

As características que permitem a identificação das monocotiledôneas são: presença de flores com elementos em número de três ou seus múltiplos (trímeras), pólen com um poro ou sulco, folhas com nervuras paralelas entre si e raízes em cabeleira ou fasciculada (formadas por um conjunto de raízes finas). Entre as características das eudicotiledôneas que podemos citar, estão a presença de flores com peças em número de quatro ou cinco, folhas com nervuras que se ramificam e formam uma espécie de rede, pólen com três poros ou sulcos e raízes do tipo pivotante, isto é, que apresenta uma raiz principal de onde partem as demais.

As angiospermas são plantas que possuem flor e fruto. As angiospermas são plantas que possuem flor e fruto.
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Plantas

Ciências

Tipos de frutos

Ciências

Classificação das plantas

Ciências

Ciclo de vida das pteridófitas

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.