Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Como o corpo da planta transporta substâncias?

Você já se perguntou como o corpo da planta transporta substâncias? Clique aqui e conheça as estruturas responsáveis por esse transporte.

Nos seres humanos, o transporte de nutrientes ocorre graças ao sangue, que é levado pelo sistema cardiovascular para todas as partes do corpo. E nas plantas? Como isso acontece? Você já pensou como a planta transporta substâncias por seu corpo?

→ Plantas vasculares e avasculares

Podemos classificar as plantas em dois grupos principais: vasculares e avasculares. Nas plantas avasculares, não é encontrada nenhuma estrutura especializada na condução de substâncias. Nessas plantas, as substâncias são passadas de célula a célula, em um processo denominado de difusão. Como exemplo de plantas avasculares, podemos citar o musgo, um representante do grupo das briófitas.

Já nas plantas chamadas de vasculares, observa-se um sistema que realiza o transporte de substâncias. Produtos como água, sais minerais e outras substâncias passam por tecidos condutores e movimentam-se em decorrência de alguns processos, como a transpiração, a qual promove o surgimento de uma força que move água e sais minerais pelo corpo do vegetal. Podemos dizer, portanto, que nesse grupo de plantas existe um verdadeiro sistema vascular.

→ Tecidos condutores

Sabemos que dois tipos de seiva circulam em uma planta: a seiva bruta e a seiva elaborada. A seiva bruta é formada por água e sais minerais, e a seiva elaborada apresenta, além de água, aminoácidos, açúcares e outros produtos. Além da diferença na constituição da seiva, cada um desses tipos de seiva será transportado por um tecido diferente.

A seiva bruta é transportada via xilema, e a seiva elaborada é transportada pelo floema. A seiva bruta segue sempre da direção da raiz, onde água e sais são absorvidos, para as outras partes da planta. A seiva elaborada segue o sentido inverso, garantindo que os nutrientes produzidos pela planta sejam levados para todos os órgãos vegetais.


É possível observar o xilema e o floema em todos os órgãos vegetais de plantas vasculares

O xilema é um tecido que apresenta vários tipos celulares, dos quais se destacam células especializadas na condução de água e sais minerais. Essas células caracterizam-se por serem mortas na maturidade. O floema, por sua vez, também apresenta células especializadas na condução, porém elas apresentam-se vivas na fase adulta.

Tanto o xilema quanto o floema estão presentes em todos os órgãos da planta. Isso significa que, se você cortar uma folha e observá-la ao microscópio, será possível ver os tecidos condutores. O mesmo acontecerá se você analisar a raiz, o caule e a flor, por exemplo. Essa distribuição em todos os órgãos vegetais possibilita um transporte eficiente de substâncias por todo o organismo da planta.

As plantas vasculares possuem tecidos condutores As plantas vasculares possuem tecidos condutores
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Tecidos vegetais

Ciências

Gimnospermas

Ciências

Angiospermas

Ciências

Pteridófitas

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.