Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Protetor solar

Sabemos que a exposição ao Sol é fundamental para nossa produção de vitamina D, entretanto, uma exposição excessiva e em horários inadequados (entre 10h e 16h) pode ser nociva ao nosso corpo.

O protetor solar, também chamado de filtro solar, é um importante aliado para garantir a proteção adequada, e, diferentemente do que muitos pensam, é um produto que deve ser usado diariamente e não somente quando vamos à praia ou ao clube. A seguir, vamos conhecer mais sobre o protetor solar, como ele atua na nossa pele e como deve ser utilizado.

Qual a função do protetor solar?

O protetor solar é um produto que protege nosso corpo contra os danos causados pela exposição aos raios solares. Ele evita, por exemplo, que tenhamos queimaduras na pele quando ficamos muito tempo expostos à radiação solar. Além disso, evita danos causados pelos raios solares em longo prazo, como o fotoenvelhecimento (envelhecimento da pele devido à exposição solar excessiva), o surgimento de manchas na pele e até mesmo o câncer de pele.

Leia também: Efeitos nocivos do Sol - queimaduras, desidratação, problemas oculares etc.

Como usar o protetor solar?

O protetor solar é uma forma de proteger o corpo contra os raios nocivos do Sol.

Muitas pessoas utilizam os protetores solares de maneira incorreta, o que acarreta danos à pele. Quem nunca conheceu uma pessoa que diz ter utilizado protetor solar, mas, mesmo assim, teve queimaduras? Isso, muitas vezes, está relacionado com o fato de que as pessoas utilizam o protetor, mas esquecem-se, por exemplo, de reaplicá-lo, o que é uma forma inadequada de utilização.

Leia também: Melanina - pigmento que dá cor à pele e garante proteção contra raios ultravioletas

A Sociedade Brasileira de Dermatologia salienta que os protetores solares devem ser aplicados de 15 min a 30 min antes da exposição ao Sol, e eles devem ser reaplicados, a cada duas ou três horas, após longo período na água ou muita transpiração. Entretanto, não basta apenas aplicar o protetor de maneira aleatória, sendo importante entender a quantidade adequada para cada parte do corpo e a necessidade de aplicação uniforme.

O Consenso Brasileiro de Fotoproteção determina a porção ideal de protetor para cada parte do corpo, sendo essa regra conhecida como “regra da colher de chá”. A quantidade indicada, de acordo com ela, é:

  • Rosto/cabeça/pescoço: 1 colher de chá;

  • Braço/antebraço direito: 1 colher de chá;

  • Braço/antebraço esquerdo: 1 colher de chá;

  • Frente e atrás do torso: 2 colheres de chá;

  • Coxa/perna direita: 2 colheres de chá;

  • Coxa/perna esquerda: 2 colheres de chá.

Outro ponto importante é que os protetores solares devem ser usados mesmo em dias nublados e frios. Isso se deve ao fato de que a radiação ultravioleta do Sol é capaz de atravessar as nuvens, podendo, desse modo, causar danos à nossa pele.

Vale destacar ainda que a recomendação da Sociedade Brasileira de Dermatologia é de que o protetor solar apresente fator de proteção solar (FPS) 30 ou maior.

Como escolher o protetor solar?

Para escolher o protetor solar mais adequado é necessário avaliar alguns pontos, sendo fundamental conhecer bem o seu tipo de pele. Uma pessoa que se queima facilmente deve optar por protetores solares com FPS maior.

Também é importante observar qual proteção contra os raios UVA o protetor confere. Um protetor solar deve proteger de maneira eficiente contra a radiação UVA e também contra a UVB. A radiação UVA está relacionada com o câncer de pele e fotoenvelhecimento, enquanto a UVB está relacionada, principalmente, com queimaduras.

O protetor solar protege contra raios UVB, responsáveis por queimaduras.

Além disso, outros cuidados devem ser tomados de modo a garantir maior proteção à pele. Pessoas com pele que apresenta tendência à acne, por exemplo, devem estar atentas e optar por produtos livres de óleo. Aqueles que transpiram muito devem evitar os protetores solares em gel, pois eles saem mais facilmente do corpo.

Leia também: Mitos e verdades sobre a acne

Crianças devem usar protetor solar?

As crianças devem sim utilizar protetor solar, entretanto, antes dos seis meses de idade o uso desse produto não é recomendado. O uso de protetor solar para menores de seis meses só deverá ser feito quando prescrito por um médico. Acima dos seis meses de idade, deve-se fazer uso dos protetores solares, sendo recomendados os produtos indicados para crianças.

Vale salientar que as crianças, bem como os adultos, também devem utilizar proteção mecânica, como chapéus e roupas, e ficar em locais sombreados para garantir maior proteção contra os raios solares.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

A importância do Sol para os seres vivos | Ensino Fundamental 1

Ciências

Perigos das praias

Ciências

Estações do Ano

Ciências

A Luz

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.