Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Cravos e espinhas

Cravos e espinhas são nomes utilizados para indicar um problema conhecido como acne. Eles são muito comuns na adolescência, mas isso não significa que não possam surgir em adultos. Apesar de a acne não causar grandes danos à saúde do indivíduo, o surgimento dessas lesões pode provocar problemas de autoestima.

Ao surgir cravos e espinhas na pele, é importante procurar um dermatologista para que essas lesões sejam tratadas. Outro ponto importante é nunca espremer essas lesões, sob o risco de deixar cicatrizes na pele e provocar infecções.

Leia também: Mitos e verdades sobre a acne

O que causa cravos e espinhas?

Cravos e espinhas são mais comuns na adolescência.

A acne, também conhecida como espinhas e cravos, é um processo inflamatório que acomete as glândulas sebáceas e os folículos pilossebáceos. As espinhas e cravos surgem com mais frequência na região do rosto, mas podem aparecer também nas costas, peito e ombro. É um processo comum na adolescência, estando relacionado principalmente com a produção de hormônios sexuais, os quais são responsáveis por alterar as características da pele e afetar as glândulas sebáceas, que passam a produzir mais secreção.

As glândulas sebáceas são glândulas que produzem o sebo, uma secreção que, entre outras funções, lubrifica a pele e o pelo. Essas glândulas possuem ductos que geralmente terminam nos folículos pilosos. Em determinadas situações, observa-se que as células da pele no folículo piloso produzem muita queratina, levando à obstrução do orifício folicular. Essa obstrução faz com que o sebo fique acumulado e se formem os chamados cravos. Quando bactérias se desenvolvem no interior do folículo, levando à inflamação e acúmulo de pus, observamos o surgimento das espinhas.

Tratamento de cravos e espinhas

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a acne não precisa ser tratada, pois ela tende a desaparecer com a idade, é muito importante que o tratamento seja feito. Como dito anteriormente, a acne pode desencadear problemas psicológicos no indivíduo, uma vez que muitos têm vergonha da aparência de sua pele. Além disso, a acne pode deixar marcas no rosto, as quais nem sempre podem ser corrigidas facilmente.

O tratamento da acne é completamente individualizado. Isso significa que o procedimento adotado para uma pessoa pode não resolver o problema de outra. A forma de tratar pode incluir tanto produtos tópicos como medicamentos de uso oral. Para tratamento da acne em mulheres, é comum a indicação do uso de anticoncepcionais.

Espremer cravos e espinhas pode provocar cicatrizes.
Espremer cravos e espinhas pode provocar cicatrizes.

Um medicamento muito falado quando assunto é cravos e espinhas é a isotretinoína. Esse medicamento não deve ser usado indiscriminadamente e costuma ser indicado para casos em que outros tratamentos não produziram uma boa resposta. É importante salientar que o medicamento gera efeitos colaterais graves, como ressecamento dos lábios, olhos e pele e aumento do colesterol, e seu uso deve ser acompanhado por um médico, o qual exigirá exames para avaliar a condição do paciente durante o tratamento. É importante destacar que a gravidez é completamente contraindicada durante o uso de isotretinoína, pois pode levar a malformações no bebê e abortamento.

Vale ressaltar também que o indivíduo com acne nunca deve manipular as lesões que surgem na pele. Espremer as espinhas e cravos pode causar problemas como cicatrizes e até mesmo inflamações e infecções. Limpar excessivamente a área é também prejudicial, pois pode causar irritação.

Em alguns casos, o tratamento da acne inclui também acompanhamento psicológico. A ajuda de um psicólogo é importante para recuperar a autoestima do indivíduo.

Leia também: Puberdade — período caracterizado por diversas transformações

Como prevenir cravos e espinhas?

Para prevenir o surgimento da acne, deve-se cuidar adequadamente da pele, utilizando produtos indicados ao tipo específico de pele. Cosméticos que aumentam a oleosidade, por exemplo, podem ser responsáveis por estimular o surgimento de cravos e espinhas e devem ser evitados.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a acne apresenta forte componente genético e não se relaciona diretamente com a alimentação, não sendo necessário realizar nenhuma dieta ou restrição alimentar. O estresse emocional pode provocar uma piora no quadro de cravos e espinhas, sendo importante, portanto, também evitá-lo.

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Alimentação

Ciências

Fases da vida

Ciências

Glândulas

Ciências

Glândulas sebáceas

Últimos artigos

Tratado de Tordesilhas

Tratado de Tordesilhas foi assinado entre Portugal e Castela (Espanha) e determinava a divisão das terras que poderiam ser encontradas durante as Grandes Navegações.

Fruta

Fruta é um termo sem valor científico usado para se referir a frutos e frutos acessórios que possuem suco, apresentam sabor adocicado e aroma característico.

Coelho

O coelho é um animal pertencente à família Leporidae, a mesma das lebres. Coelhos destacam-se por possuírem orelhas e pernas grandes, além do corpo recoberto por pelos.

Medusa

Medusa era uma górgona, isto é, um monstro que possuía serpentes no lugar dos cabelos, e era conhecida por transformar em pedra todos que olhavam para o seu rosto.