Qual matéria está procurando ?

Matemática

Matemática

Função do primeiro grau

Clique e aprenda o que é uma função do primeiro grau, como construir seu gráfico e calcular sua raiz, também chamada de “zero”.

Uma função é uma regra que relaciona cada elemento de um conjunto A a um único elemento de um conjunto B. Essa regra geralmente é uma expressão algébrica, parecida com uma equação. O conjunto A é chamado domínio e o conjunto B é o contradomínio da função.

Dados a e b pertencentes ao conjunto dos números reais, com a diferente de zero, uma função polinomial do primeiro grau é definida por:

f(x) = ax + b

Nessa função, x é chamado variável independente e f(x) ou y é chamado variável dependente.

Uma função do primeiro grau, portanto, relaciona elementos de dois conjuntos de forma linear. Observe, por exemplo, alguns dos pares (x, y) obtidos na função y = 2x:

x = 1, y = 2·1 = 2

x = 2, y = 2·2 = 4

x = 3, y = 2·3 = 6

Sendo assim, são elementos do domínio dessa função: 1, 2 e 3. E são elementos do contradomínio dessa função: 2, 4 e 6.

Gráfico da função

O gráfico é a representação de todos os pontos que pertencem a uma função do primeiro grau no plano. Como a função do primeiro grau é linear, seu gráfico sempre será uma reta.


Gráfico da função do primeiro grau

Para construí-la, deveremos nos lembrar de um dos postulados da Geometria: existe uma única reta que contém dois pontos distintos pertencentes ao plano.

Fazendo uso desse postulado, será necessário encontrar apenas a localização de dois pontos no plano para construir a reta que os contém. O método usado para isso depende da lei de formação da função do primeiro grau e será apresentado em passos:

1 – Escolha dois valores para x;

2 – Substitua esses valores na função;

3 – Encontre os valores de y correspondentes.

Feito isso, o valor escolhido para x, e seu y correspondente, forma um par ordenado que pode ser marcado no plano cartesiano.

Como escolhemos dois valores para x, teremos dois valores para y e, por isso, dois pares ordenados. Sabendo que cada par ordenado é a localização de um ponto no plano cartesiano, já temos os dois pontos. Portanto, basta marcá-los e desenhar a reta que passa por eles.

Existe um segundo método para construir o gráfico que revela informações importantes sobre ele e que pode aparecer em alguns exercícios. Para usá-lo, proceda da seguinte maneira:

1 – Escolha x = 0 e substitua esse valor na função para encontrar o valor de y relacionado. Sabendo que a função é y = ax + b, teremos o seguinte resultado:

y = ax + b

y = a·0 + b

y = b

Portanto, o primeiro ponto será (0, b). Esse é o ponto de encontro entre o gráfico da função e o eixo y e sempre será dado pelo coeficiente b da função do primeiro grau.

2 – Escolha y = 0 e substitua esse valor na função para encontrar o valor de x relacionado. Sabendo que a função do primeiro grau é y = ax + b, teremos:

y = ax + b

0 = ax + b

ax = – b

x = – b  
        a 

Portanto, o segundo ponto será (–b/a, 0). Essa é a raiz da função do primeiro grau, ou seja, o ponto de encontro entre seu gráfico e o eixo x.

Fazendo esses dois passos, obtemos as coordenadas de dois pontos pertencentes ao gráfico da função. Para construí-lo, basta desenhar a reta que passa por eles.

Raízes da função

A raiz, ou o zero de uma função do primeiro grau, é o ponto de encontro entre essa função e o eixo x. Para obter esse ponto, existem duas alternativas:

1 – Desenhar o gráfico da função e observar em que ponto ele toca o eixo x.

2 – Fazer y = 0 e descobrir o valor de x relacionado a ele.

Assim, a raiz da função y = 2x – 8 é:

y = 2x – 8

0 = 2x – 8

2x = 8

x = 8
      2

x = 4



Aproveite para conferir nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

O gráfico da função do primeiro grau é composto por uma reta O gráfico da função do primeiro grau é composto por uma reta
Por Luiz Paulo Moreira Silva

Você pode se interessar também

Matemática

Função injetora

Matemática

Discriminante

Matemática

Gráfico da função do segundo grau

Matemática

Concavidade da parábola

Últimos artigos

Dízima periódica

Uma dízima periódica é um número que possui sua parte decimal infinita e periódica

Período Helenístico

Período Helenístico foi iniciado com a conquista da Grécia pelos macedônicos e ficou marcado pela difusão da cultura grega a partir do reinado de Alexandre, o Grande.

Império Carolíngio

Império Carolíngio foi a continuidade do Reino dos Francos sob o controle da Dinastia Carolíngia, iniciada por Pepino, o Breve em meados do século VII.

Civilização Micênica

Civilização Micênica foi uma das grandes civilizações do período de formação do povo grego, conhecida por suas grandes cidades fortificadas e pelo seu bom comércio.