Qual matéria está procurando ?

História

História

Rei Midas

O rei Midas é um personagem da mitologia grega que ficou conhecido por ter sido amaldiçoado com o poder de transformar tudo que tocava em ouro.

Ilustração do rei Midas transformando uma pessoa e uma maçã em ouro. O rei Midas transformava tudo que tocava em ouro.

O rei Midas é um personagem encontrado na mitologia grega, sendo reconhecido como rei da Frígia e um homem de muitas posses. As menções a ele são populares em dois mitos, que trazem momentos distintos de sua vida.

A primeira história fala que ele ajudou um seguidor de Dioniso, e por isso recebeu a possibilidade de ter um desejo cumprido. Ele pediu o poder de transformar tudo em ouro, e logo percebeu que seu pedido era uma maldição que o levaria a morrer de fome. A segunda história conta que ele foi punido por não aceitar a vitória de Apolo em uma competição de música.

Leia mais: Medusa — personagem da mitologia grega que transformava em pedra todos que olhassem para seu rosto

Resumo sobre rei Midas

  • O rei Midas é conhecido na mitologia como o rei da Frígia.

  • Na mitologia, ele abrigou Sileno, um seguidor de Dioniso, ao encontrá-lo bêbado.

  • Enviou Sileno para Dioniso, e foi recompensado com um pedido.

  • Pediu o poder de transformar tudo que tocava em ouro, mas logo viu que esse poder o levaria à morte.

  • Foi punido por Apolo com orelhas de burro por não aceitar a vitória desse deus em uma competição musical.

Quem é rei Midas?

O rei Midas é um personagem da mitologia grega que ficou conhecido por dois mitos distintos, que conheceremos neste texto. Ele era o rei da Frígia, uma região culturalmente grega na Ásia Menor (atual Turquia). Algumas fontes atribuem a Midas a descendência de um povo que migrou da Trácia até a Ásia Menor. Ele era conhecido por sua riqueza.

Mitos do rei Midas

Trazemos agora as duas histórias desse popular personagem mitológico grego.

  • Midas e o toque de ouro

Nesse mito, Midas encontrou Sileno, um velho e antigo seguidor do deus Dioniso, embriagado e perdido no jardim do rei. Algumas variações dessa narrativa apontam Sileno como um sátiro e afirma que ele teria sido levado a Midas por camponeses que o encontraram embriagado e perdido em bosques da Frígia.

Midas recolheu Sileno, oferecendo abrigo, alimento e outros cuidados ao velho seguidor de Dioniso. O rei da Frígia manteve seu hóspede entretido por alguns dias, e então decidiu levá-lo de volta para Dioniso no décimo primeiro dia. Dioniso ficou profundamente grato pelo gesto de Midas e resolveu recompensá-lo com a realização de um pedido.

Midas decidiu pedir pelo poder de transformar em ouro tudo que ele tocasse, pois desejava acumular grande fortuna. Inicialmente, o rei ficou bastante feliz com o seu novo poder e transformou uma série de diferentes objetos em ouro. A alegria, no entanto, logo se tornou em tristeza e desespero quando ele decidiu se alimentar.

Midas percebeu que tudo que ele tentava comer ou beber também se transformava em ouro, e, com isso, a dádiva era, na verdade, uma maldição, pois ele morreria de fome. Ele então fez um pedido a Dioniso para que o deus revertesse o que ele havia feito anteriormente e acabasse com aquela maldição.

Dioniso atendeu ao pedido feito por Midas e informou que ele deveria se banhar no rio Pactolo para livrar-se dos efeitos. Midas obedeceu às ordens de Dioniso, banhou-se no rio e viu-se livre da maldição.

  • As orelhas de burro de Midas

Depois desses acontecimentos, Midas passou a odiar a riqueza, mudando-se para o campo e tornando-se seguidor de Pã, deus dos campos, dos pastores, dos sátiros etc. Pã decidiu desafiar Apolo (deus da música) em uma competição sobre qual deles, Apolo ou Midas, teria maiores habilidades musicais. Essa competição teria um árbitro, o deus Tmolo (deus das montanhas).

Tmolo decidiu que o vencedor era mesmo Apolo, e Midas não aceitou o resultado, questionando-o. Apolo não aceitou o desrespeito de Midas e o puniu, fazendo crescer nele orelhas de burro. Midas passou a usar turbantes para esconder as orelhas, mas o seu barbeiro sabia dessa característica dele.

O barbeiro foi ameaçado a não contar isso para ninguém, mas ele não pôde guardar o segredo, assim, ele abriu um buraco no chão e disse que Midas tinha orelhas de burro. Os juncos que cresceram naquele local passaram a sussurrar o segredo do rei, e Midas puniu seu barbeiro ordenando a sua morte, e cometeu suicídio em seguida.

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

História

Apolo

História

Atena

História

Medusa

História

Zeus

Últimos artigos

Folclore brasileiro

O folclore brasileiro é o rico conjunto de manifestações de nossa cultura. Mitos, lendas, danças, músicas, brincadeiras e festas populares fazem parte dele.

El Niño

O El Niño é um fenômeno descrito pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, provocando chuvas volumosas no Sul do Brasil e secas severas no Norte e no Nordeste.

Bicho-papão

Bicho-papão é uma lenda presente no folclore brasileiro que fala de um monstro que sequestra e devora crianças desobedientes. Foi influência portuguesa em nossa cultura.

Queda da Bastilha

A queda da Bastilha foi um acontecimento marcante que se passou em 14 de julho de 1789, marcando o início da Revolução Francesa.