Qual matéria está procurando ?

História

História

Grécia, período pré-homérico

Conheça o período pré-homérico da história da civilização grega e saiba mais sobre os povos que a originaram.

As origens da civilização grega estão relacionadas à ocupação da região em torno do Mar Egeu (Grécia continental, Península do Peloponeso, Ásia Menor e uma infinidade de ilhas) e também à influência recebida da civilização cretense, uma formação social surgida na ilha de Creta, a maior do Mar Egeu, entre os anos 2000 a.C. e 1400 a.C. Este período da história grega é também conhecido como período pré-homérico.

Como os gregos criaram várias mitologias para poderem explicar suas origens, encontramos na lenda do Minotauro uma possível forma de manifestação do início desta civilização.

O Minotauro era uma criatura constituída por cabeça de touro e corpo de homem, que vivia em um labirinto, no palácio de Cnossos, na ilha de Creta. O labirinto havia sido construído a mando do lendário rei Minos. Como os cretenses dominavam os gregos, todos os anos estes eram obrigados a enviar ao Minotauro jovens moças e rapazes para saciar a criatura. Teseu, filho do rei grego Egeu, teria se dirigido ao labirinto para derrotar o Minotauro e acabar com o envio dos jovens. Chegando ao palácio de Cnossos foi auxiliado por Ariadne, filha do rei Minos, que o orientou a utilizar o fio de um novelo para poder encontrar o caminho de volta. Teseu derrotou o Minotauro e conseguiu sair do labirinto, seguindo o fio do novelo. Empolgado com a vitória, voltou à Grécia em seu barco, mas se esqueceu do que havia combinado com seu pai. Em caso de vitória, Teseu deveria trocar as velas da embarcação retirando a vela preta e colocando a branca, em sinal de vitória. Teseu manteve a vela preta e quando seu pai avistou a embarcação ao longe acreditou que seu filho havia morrido, jogando-se no mar. O mar passava a se chamar Egeu em homenagem ao pai de Teseu.

Esta lenda explicaria a libertação dos gregos do domínio dos cretenses, simbolizado na figura do rei Minos e do Minotauro (cujo nome derivaria do rei que o criou). Mas como se deu a dominação dos cretenses sobre os gregos?

Palácio de Cnossos na ilha de Creta. O principal palácio da ilha que na mitologia ficava sobre o labirinto do Minotauro
Palácio de Cnossos na ilha de Creta. O principal palácio da ilha que na mitologia ficava sobre o labirinto do Minotauro

Não se sabe muito sobre a civilização cretense. Os conhecimentos adquiridos se devem às escavações arqueológicas, já que poucas fontes escritas se mantiveram desde aquela época, e mesmo as encontradas ainda não foram totalmente decifradas. Em contrapartida, sabe-se que desenvolveram um importante comércio marítimo na região do mar Egeu, que gerou prosperidade econômica à elite cretense e também a colocou em contato com diversos povos de outras regiões, como Oriente Médio e Egito. Os fenícios foram possivelmente um destes povos, eles talvez tenham influenciado no desenvolvimento da escrita ainda não decifrada dos cretenses.

As escavações arqueológicas mostram também que os cretenses construíram grandiosos palácios e que estes não tinham fortificações, o que sugere que não havia muitos perigos a serem enfrentados vindos de outros povos. Desenvolveram ainda uma variada e rica produção artesanal, que pode ser vista nos vasos, ânforas, tecidos e objetos de metal encontrados nas escavações. Os arqueólogos e antropólogos que estudam a civilização cretense acreditam ainda que eles adoravam uma divindade representada como a deusa-mãe, o que seria resquício da organização matriarcal dos povos primitivos. Pelo fato da principal divindade ser feminina, acredita-se que as mulheres em Creta eram mais valorizadas e tinham mais liberdade que nas outras civilizações da Antiguidade.

Mas e os gregos?

Acredita-se também que a cultura cretense tenha influenciado profundamente os povos gregos da época. Os aqueus foram os primeiros destes povos que chegaram à Península do Peloponeso, por volta do início do II milênio a.C. A principal cidade construída pelos aqueus foi Micenas, que se tornou uma importante cidade comercial que expandiu seus domínios para outras áreas da região. Conhecidos também por serem grandes guerreiros, os aqueus provavelmente conquistaram a ilha de Creta e derrotaram a cidade de Troia, em uma guerra imortalizada no poema Ilíada, escrito por Homero. A conquista de Creta pelos aqueus levou os historiadores a tratarem este período como o da civilização creto-micênica, indicando a união cultural entre os dois povos distintos. Possivelmente a mitologia do Minotauro foi utilizada para representar este processo de formação da sociedade creto-micênica.

Depois dos aqueus, chegaram os jônios e os eólios, que se fixaram por diversos locais. Estes povos utilizavam nas ações de guerra armas feitas de bronze, o que provavelmente teria facilitado o domínio dos dórios. Estes chegaram à região por volta do ano 1200 a.C. e, em razão da utilização de armas de ferro, mais resistente que o bronze, teriam conquistados os demais povos e colocado fim à civilização creto-micênica.

––––––––––––

*Crédito das Imagens: Lefteris Papaulakis e Shutterstock.com

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

Selo representando o Cavalo de Troia. A imagem remete à vitória dos gregos, que teria ocorrido durante o período pré-homérico.* Selo representando o Cavalo de Troia. A imagem remete à vitória dos gregos, que teria ocorrido durante o período pré-homérico.*
Por Tales Pinto

Você pode se interessar também

História

Esparta, uma cidade organizada como um exército

História

Período Arcaico e a pólis na Grécia

História

Período clássico da Grécia

História

Período Homérico na Grécia Antiga

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.