Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Terceira Revolução Industrial

A Terceira Revolução Industrial, que ocorreu na segunda metade do século XX, é uma das fases da Revolução Industrial e ficou conhecida como Revolução Técnico-Científica-Informacional.

A Terceira Revolução Industrial corresponde aos avanços, especialmente nas áreas da robótica e eletrônica. A Terceira Revolução Industrial corresponde aos avanços, especialmente nas áreas da robótica e eletrônica.

A Terceira Revolução Industrial, também conhecida como Revolução Técnico-Científico-Informacional, corresponde a uma das fases da Revolução Industrial. Foi marcada, especialmente, pelas transformações socioeconômicas para além do setor industrial. A evolução tecnológica nesse momento perpassa também o campo científico, unindo-os.

Características da Terceira Revolução Industrial

A Terceira Revolução Industrial iniciou-se no século XX, na década de 1950, no contexto da Segunda Guerra Mundial, marcando o início da Era da Informação. Representou o alcance de um novo patamar tanto econômico quanto social. As transformações possibilitadas pelos avanços técnico-científico-informacionais transformaram de forma inédita as relações sociais, bem como a relação entre o homem e o meio no que tange à exploração dos recursos naturais.

Essa fase da Revolução Industrial foi marcada, especialmente, pelo aprimoramento de técnicas e avanços tecnológicos tanto no processo produtivo como no campo científico. Houve diversas inovações na área da robótica, genética, telecomunicações, eletrônica, transporte e infraestrutura. Essa intensa industrialização dos países envolvidos possibilitou o aumento da produtividade e também contribuiu para a recuperação e desenvolvimento econômico deles.

Muitas tecnologias desenvolvidas nesse período foram utilizadas para servir à Segunda Guerra Mundial. Mas os avanços técnico-científico-informacionais foram muito além, possibilitando um novo cenário econômico e industrial no mundo todo. O surgimento da eletrônica foi um dos pontos marcantes dessa fase. Investimentos nessa área e na área de robótica por meio de computadores, satélites, softwares e robôs transformaram o modo de produzir, bem como a produtividade alcançada.

O mundo modernizou-se. Nas indústrias, passou a ser empregada a alta tecnologia capaz de realizar trabalhos de muita precisão em menos tempo e em maior quantidade. O campo da medicina também transformou-se, e a biotecnologia fez possível a produção de medicamentos, de instrumentos médicos, bem como de técnicas e métodos que revolucionaram o setor da saúde.

A área da telecomunicação, além de sofrer modificações significativas, transformou também a vida das pessoas no mundo todo. Televisão, internet, rádio, celulares possibilitaram a difusão de informações instantaneamente e o que antes parecia distante, hoje tornou-se próximo. Romperam-se os limites físicos geográficos. As distâncias entre as culturas, tradições, línguas e histórias diminuíram. O mundo, então, globalizou-se.

Leia também: Causas da Segunda Guerra Mundial

Consequências

As principais consequências da Terceira Revolução Industrial podem ser vistas não só no campo produtivo com o invento e melhoramento de máquinas nas indústrias, mas também como a utilização da robótica, que diversificou e ampliou a produção diminuindo os custos, e no campo social.

As relações sociais modificaram-se. Muitos produtos, atualmente, utilizados por nós e que fazem parte do nosso dia a dia foram criados nesse período. As inovações eletrônicas facilitaram a vida da população e aproximaram quem está fisicamente distante. A internet nos dias de hoje influencia a vida de milhões de pessoas, permitindo a difusão de informações, mensagens, aproximando as culturas, independentemente, das condições geográficas como a localização.

São consequências também da Terceira Revolução Industrial:

  • Crescimento cada vez mais acelerado das economias;

  • Substituição das fontes de energia convencionais por fontes de energia alternativas;

  • Consolidação do capitalismo financeiro;

  • Aumento das multinacionais;

  • Investimento em pesquisas.

Contudo, é importante dizer que essa revolução não teve apenas pontos positivos. A substituição da manufatura pela maquinofatura e o melhoramento das técnicas fizeram com que a mão de obra fosse desvalorizada e explorada. As relações de trabalho novamente sofreram modificações.

Outro ponto negativo está associado à relação do homem com o meio ambiente. Os recursos naturais estão sendo explorados cada vez mais e de forma insustentável. Atualmente, vê-se uma grande preocupação com as questões ambientais, visto a necessidade de explorar o meio ambiente sem prejudicar o abastecimento das gerações futuras. É preciso, por isso, buscar um modelo de desenvolvimento sustentável a fim de preservar o planeta.

Invenções tecnológicas


Os principais avanços tecnológicos na Terceira Revolução Industrial estão relacionados à robótica, aos eletrônicos e também à internet.

As principais invenções dessa fase da Revolução Industrial foram:

Computador eletrônico em 1947, aperfeiçoado em 1990, quando foi criado o computador pessoal;

Aparelho celular portátil em 1973, pela Motorola, sendo aperfeiçoado posteriormente;

ARPANET, precursora da internet em 1969, sendo popularizada em 1990;

Foguete de longo alcance;

A energia atômica passou a ser utilizada.

Saiba mais: A importância dos meios de comunicação

Países da Terceira Revolução Industrial

A Revolução Industrial, que antes limitava-se à Europa Ocidental, rompeu barreiras, alcançando países como o Japão, Estados Unidos e Alemanha, espalhando-se pelo mundo todo. Nesse período, países como Japão e Alemanha encontravam-se devastados pela Segunda Guerra, ao passo que os Estados Unidos, juntamente aos seus aliados, atuavam no projeto de recuperação e reconstrução dos países que sofreram as consequências da guerra por meio de ajuda financeira.

As principais transformações ocorridas durante a fase da Terceira Revolução Industrial foram nos Estados Unidos e Japão e Alemanha que ao priorizar investimentos nos setores da educação, ciência e tecnologia estavam buscando tornarem-se potências.

Saiba também: O que foi o imperialismo?

Quarta Revolução Industrial

Atualmente, fala-se na Quarta Revolução Industrial. Alguns estudiosos acreditam que essa nova fase da industrialização, também conhecida como Indústria 4.0, representa um período de transição em relação ao desenvolvimento, avanços a aprimoramentos das tecnologias.

Segundo o fundador do Fórum Econômico Mundial, o economista Klaus Schwab, a atual sociedade já vive essas transformações e essa nova fase modificará a forma como vivemos, nos organizamos, trabalhamos e nos relacionamos uns com os outros.

A Quarta Revolução Industrial representará um conjunto de tecnologias que envolvem a robótica, a inteligência artificial, a realidade aumentada, a nanotecnologia, impressão 3D e um melhoramento nunca visto antes nos eletrônicos, assim como no uso da internet.

De acordo com o relatório de 2016 do FMI, os países que já vivenciam essa revolução são:

  • Cingapura

  • Finlândia

  • Suécia

  • Noruega

  • Estados Unidos

  • Holanda

  • Israel

Por Rafaela Sousa

Você pode se interessar também

Geografia

Globalização

História

Revolução Industrial

História

Segunda Guerra Mundial

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.