Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Chuva ácida

Um grande problema ambiental é a chuva ácida, que corresponde s qualquer forma de precipitação com alta concentração de ácidos, com pH abaixo de 5.

A chuva ácida é um problema ambiental típico de países industrializados e em desenvolvimento, como Brasil, México, China. Representa as chuvas ou quaisquer formas de precipitação que apresentem elevadas concentrações de ácidos. Para a Geografia, considera-se chuva ácida aquela que apresenta pH abaixo do nível tolerável de, aproximadamente, 5,5.

Leia também: Tipos de chuva

Acidez da chuva

A acidez de uma solução pode ser medida por meio de uma escala numérica conhecida como pH. De acordo com essa escala, o pH 7 indica neutralidade. Assim, quanto menor o pH, mais ácida a solução será. Em contrapartida, quanto maior o pH, mais alcalina ela será.

Toda chuva possui um pouco de acidez, visto que há presença de óxidos naturais no ar. Normalmente, o pH de uma chuva considerada "normal" é em torno de 5,6. A água corrente possui pH 6,8, e a água pura pH próximo ou igual a 7. Para ser considerada ácida, a chuva deve possui pH inferior a 5,5.

Origem da chuva ácida

A chuva ácida pode ter origem natural ou antrópica:

1. Natural: os vulcões são agentes naturais que favorecem a formação de chuva ácida, pois lançam gases, partículas e compostos de enxofre e poeira à atmosfera. Os processos biológicos que se realizam no solo, pântanos e oceanos também são agentes que podem desencadear chuva ácida.

2. Ação antrópica: atividades industriais, queima de combustíveis fósseis por transportes, fábricas e usinas termoelétricas emitem grande quantidade de gases poluentes à atmosfera, os quais podem desencadear a formação de chuva ácida.

Composição da chuva ácida

A chuva ácida é composta por ácidos concentrados, como o óxido de enxofre, de carbono, de nitrogênio e dióxidos de enxofre. Esses óxidos reagem com a água, formando ácidos. O ácido mais forte que compõe a chuva ácida é o ácido sulfúrico, formado pela reação entre os óxidos de enxofre e a água.

Veja no quadro abaixo a origem de alguns gases que compõem a chuva ácida:

Gás poluente

Origem

Dióxido de enxofre

- Combustão de carvão

- Fabricação de fertilizantes

- Aquecimento de minérios do grupo sulfato

Óxidos de nitrogênio

- Combustão de carvão vegetal

- Combustão de derivados do petróleo

- Fumaça de cigarros

Ácido clorídrico

- Indústrias de fertilizantes

- Indústrias eletroquímicas

- Combustão de materiais compostos por cloro

Ácido fluorídrico

- Indústrias de vidro

- Fundições de metais pesados

- Indústrias de fertilizantes


Como se forma a chuva ácida?


Os gases liberados à atmosfera pelas indústrias reagem são diluídos na água, formando a chuva ácida.

Gases emitidos à atmosfera, como o óxido de enxofre, reagem com a água e formam os ácidos sulfúrico e sulfuroso. Já a reação do gás nitrogênio com a água forma os ácidos nítrico e nitroso. Esses são os principais ácidos que compõem a chuva ácida.

A precipitação da chuva ácida causa inúmeros danos ao meio ambiente e aos seres vivos. É válido lembrar que os ventos podem levar os gases poluentes a regiões distantes da fonte que os emitiu, fazendo com que a chuva ácida ocorra não só nos locais de emissão, mas também em regiões afastadas.

Saiba mais: Como se formam as chuvas?

Consequências da chuva ácida

A chuva ácida é considerada um grave problema no mundo todo. Em decorrência do aumento da poluição atmosférica, associada às emissões de gases poluentes por agentes naturais, intensificou-se a incidência de chuvas ácidas em todas as partes do planeta, especialmente nos países industrializados.

A precipitação com concentração de acidez pode causar danos aos solos, tornando-os acidificados. A contaminação do solo pode alcançar recursos hídricos, como lençóis freáticos, rios e lagos. A água com baixo pH provoca perda da biodiversidade, impossibilitando o desenvolvimento da vida aquática.

A vegetação também é afetada pela chuva ácida. Estudos indicam que a acidez prejudica o desenvolvimento das plantas, fazendo com que apresentem lentidão em seu crescimento, podendo até morrer. A superfície das folhas é rompida, ocasionando seu empobrecimento nutricional e fazendo com que a vegetação torne-se suscetível a doenças e pragas. Além disso, as raízes crescem com lentidão, dificultando o transporte de nutrientes. A chuva ácida pode ainda afetar plantações, prejudicando colheitas e trazendo diversos prejuízos sociais e econômicos.

A chuva ácida afeta também a saúde dos seres humanos. O acúmulo de dióxido de enxofre no organismo pode provocar doenças respiratórias. Além disso, a ingestão de água acidificada pode causar doenças, como Alzheimer, Parkinson e hipertensão. Em crianças, podem ocorrer problemas associados ao cérebro.

O ambiente também é prejudicado pela precipitação ácida. Monumentos e obras civis podem sofrer corrosão e ser destruídos.


Uma das consequências da chuva ácida é a corrosão de monumentos e obras civis.

Chuva ácida no Brasil

A chuva ácida é um fenômeno atmosférico já registrado em partes do Brasil. O exemplo mais marcante foi o caso ocorrido na região da Serra do Mar, em Cubatão, São Paulo, em 1977. Nessa região, gases emitidos pelas indústrias, como monóxido de carbono, dióxido de enxofre e benzeno, ultrapassavam mil toneladas por dia.

A chuva ácida recorrente no local prejudicou extremamente a Mata Atlântica, destruindo boa parte de sua vegetação. Em virtude da grande destruição causada, há vários programas de reflorestamento em Cubatão a fim de proteger as encostas que perderam sua cobertura vegetal. A população da cidade também sofreu as consequências desse fenômeno, com altos índices de doenças respiratórias e nascimentos de muitas crianças com anencefalia e outras más formações no sistema nervoso.



Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Chuva ácida é um fenômeno provocado pela emissão de gases poluentes à atmosfera que reagem com a água, tornando-a ácida. Chuva ácida é um fenômeno provocado pela emissão de gases poluentes à atmosfera que reagem com a água, tornando-a ácida.
Por Rafaela Sousa

Você pode se interessar também

Geografia

Chuva

Geografia

Combustíveis fósseis

História

Revolução Industrial

Geografia

Solo | Ensino Fundamental I

Últimos artigos

Pau-brasil

Pau-brasil foi o primeiro artigo que os portugueses exploraram durante a colonização. Era uma madeira conhecida por permitir a fabricação de um corante avermelhado.

Deuses gregos

Os deuses gregos formavam o chamado panteão da religião dos gregos. Na crença grega, eram imortais, mas tinham forma humana e sentimentos comuns aos dos humanos.

Macacos

Macacos são animais mamíferos da ordem dos primatas que, geralmente, são encontrados vivendo em grupos, os quais apresentam comportamento social.

Tutu

Tutu, no folclore brasileiro, é reconhecido como um monstro disforme que é muito associado com o bicho-papão, o monstro devorador de crianças.