Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Seleção Natural

Compreenda o que é a teoria da seleção natural e como ela atua nos organismos.

A Teoria da Seleção Natural foi proposta por Charles Darwin A Teoria da Seleção Natural foi proposta por Charles Darwin

A Teoria da Seleção Natural tem por objetivo explicar como o meio ambiente age sobre os organismos, selecionando e garantindo a sobrevivência de alguns indivíduos. Ela foi proposta, em 1859, por Charles Darwin em seu livro intitulado a Origem das Espécie, onde ele escreveu: “Essa preservação das diferenças e variações individuais favoráveis, e a destruição das prejudiciais eu chamei de Seleção Natural ou Sobrevivência do mais apto.”

De acordo com essa teoria, alguns seres vivos apresentam características que garantem a sobrevivência deles em determinando ambiente. A pressão do meio seria, portanto, responsável por selecionar os mais aptos a viver no local.

Os indivíduos “selecionados” teriam mais chances de chegar à fase adulta e, consequentemente, reproduzirem-se. Esse fato aumentaria o número de descendentes com a característica vantajosa e diminuiria a quantidade de indivíduos com características desfavoráveis.

A Seleção Natural garante, portanto, que no meio ambiente apenas organismos com características favoráveis permaneçam e reproduzam-se. É importante frisar que as características favoráveis não podem ser confundidas com a força, uma vez que nem sempre o mais forte é o mais adaptado a viver em um determinado local.

Imagine que em um local existam várias borboletas com cores variadas, algumas com cores vistosas e outras que facilmente se camuflam na vegetação. As com cores fortes são mais visualizadas e, assim, são ingeridas mais facilmente pelos predadores. Já as que se camuflam possuem uma chance menor de serem predadas, o que possibilita seu desenvolvimento e a geração de descendentes. Com o tempo, haverá uma população maior de borboletas com cores discretas e a eliminação total das que apresentam cores vistosas, uma vez que esta é uma característica desvantajosa e favorece a predação.

Observe que, no exemplo acima, o mecanismo é bastante simples, sendo necessários apenas alguns fatores para que a seleção natural atuasse:

- Características diferentes entre os indivíduos;

- Reprodução diferenciada: Organismos com algumas particularidades reproduzem-se com maior frequência;

- Hereditariedade: Transmissão de uma determinada característica aos descendentes.


A falsa-coral apresenta coloração semelhante à da coral-verdadeira, afastando assim os predadores

Atualmente podemos observar vários exemplos da ação da seleção natural. Entre eles, podemos citar as orquídeas que se assemelham às vespas, favorecendo a atração de polinizadores, e as falsas-corais, que possuem uma coloração semelhante à da coral-verdadeira, que é bastante perigosa.

Acredita-se que a seleção natural possua um importante papel no que diz respeito à evolução das espécies, mas não é o único ponto a ser considerado na avaliação das mudanças que ocorrem nos organismos. Além da seleção natural, a migração e a mutação, por exemplo, podem ser consideradas mecanismos que promovem a evolução.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Camuflagem

Ciências

Charles Darwin

Ciências

Mimetismo

Ciências

O que é evolução?

Últimos artigos

Ponto e vírgula (;)

O ponto e vírgula é um sinal de pontuação que indica uma pausa mais longa que a pausa da vírgula, mas sem interromper o enunciado, como o ponto.

Alvéolos pulmonares

Alvéolos pulmonares são estruturas que lembram pequenas bolsas e são onde ocorrem as trocas gasosas. São os responsáveis pelo aspecto esponjoso do pulmão.

Cerebelo

Cerebelo é uma parte do encéfalo e está relacionado, entre outras funções, com a manutenção do nosso equilíbrio, postura e ajuste dos movimentos corporais.

Tríplice Aliança

Tríplice Aliança foi um acordo militar assinado, em maio de 1882, por Alemanha, Áustria-Hungria e Itália, que procuravam se proteger de França e Rússia principalmente.