Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Charles Darwin

 Charles Darwin foi um importante pesquisador e deixou significativas contribuições no campo dos estudos sobre evolução. Esse naturalista britânico nasceu na Inglaterra e, durante toda a sua vida, demonstrou interesse pela ciência. Desde pequeno realizava experiências, com seu irmão, em um laboratório. Iniciou o curso de Medicina quando jovem, porém o abandonou por não ser uma área que ele realmente amava. Sua grande paixão era a História Natural.

Um dos pontos mais marcantes da vida de Darwin foi sua viagem a bordo do Beagle. Nessa viagem, ele coletou informações que foram indispensáveis para a criação de sua teoria. Darwin publicou o seu famoso livro, “A Origem das Espécies”, em 1859. Ele foi casado, teve 10 filhos e morreu em 1882.

Leia também: O que é evolução?

Infância e juventude

Charles Darwin nasceu em 12 de fevereiro de 1809, na Inglaterra, mais precisamente na cidade de Shrewsbury. Ele era filho do médico Robert Darwin e de Suzannah Wedgwood, que faleceu quando Darwin tinha apenas 8 anos de idade. Até essa idade, Darwin não frequentava a escola, recebendo estudo em casa. Depois foi enviado para uma escola local, que era muito rígida.

Desde a infância, Darwin já mostrava seu gosto pela ciência, destacando-se por suas coleções de diferentes objetos. Além de colecionador, Darwin aprendeu a caçar, pescar e andar a cavalo durante a infância. Desenvolvia também experiências em um laboratório de química montado por ele e pelo seu irmão Erasmus.

Ao completar 16 anos, Darwin foi enviado para a Universidade de Edimburgo para estudar Medicina. Entretanto, não se identificou com o curso, principalmente por ter fobia a sangue e porque as cirurgias eram feitas sem o uso de anestesia. Ele desistiu do curso em 1827.

Darwin foi um importante naturalista e propôs ideias importantes sobre a seleção natural.
Darwin foi um importante naturalista e propôs ideias importantes sobre a seleção natural.

Após retornar para casa, Darwin foi enviado para o Christ’s College em Cambridge. Lá ele iniciou o curso de Artes e também estudou para seguir carreira religiosa. Nessa época, ele montou sua famosa coleção de besouros e também ampliou seus estudos em História Natural. Em Cambridge, Darwin conheceu John Stevens Henslow, que seria uma influência extremamente importante em sua vida.

Viagem no Beagle

Após terminar o curso de Artes, Darwin passou a se dedicar inteiramente à História Natural. Um ponto marcante em sua vida foi a viagem a bordo do Beagle, um navio que tinha como objetivo mapear a costa da América do Sul. Essa viagem foi incentivada pelo seu amigo Henslow, entretanto, não foi apoiada completamente pelo pai de Darwin.

A viagem a bordo do Beagle, que se iniciou em 1831, foi extremamente enriquecedora, uma vez que Darwin conseguiu observar vários fósseis de animais e outros organismos vivos em seu habitat. Em Galápagos, por exemplo, ele observou os tentilhões (aves), que foram importantes para o seu entendimento sobre a seleção natural. No arquipélago, ele verificou que essas aves não eram uma única espécie, sendo observada grande variação entre as ilhas. Essas variações, de acordo com Darwin, estariam relacionadas com a alimentação e o habitat de cada uma delas.

Leia também: Consequências da destruição de habitat

Retorno do Beagle

A viagem a bordo do Beagle durou cinco anos e rendeu uma série de materiais importantes para os estudos de Darwin. Os materiais coletados, além de o ajudarem no desenvolvimento da teoria evolutiva, serviram para que esse pesquisador publicasse livros sobre a fauna e a flora dos locais por ele visitados.

Em 1842, Darwin escreveu a primeira versão do famoso livro “A Origem das Espécies”. Ele, a princípio, não publicou o material, por causa de uma série de questões, como a religião. Em 1858, Alfred Russel Wallace enviou uma carta a Darwin em que apresentava ideias bem semelhantes às do naturalista. Darwin, então, foi aconselhado por alguns amigos pesquisadores a fazer uma apresentação conjunta com o Wallace, a fim de evitar que todo o seu estudo fosse em vão, caso Wallace publicasse primeiro.

Wallace e Darwin fizeram uma apresentação conjunta de suas ideias e, um ano depois, Darwin publicou “A Origem das Espécies”, em 22 de novembro de 1859. Até os dias atuais, é considerada uma das obras de maior influência de todos os tempos.

Vida pessoal de Darwin

Darwin casou-se em 1839 com sua prima Emma Wedgwood e teve dez filhos. Três de seus filhos morreram ainda na infância, e a morte de sua filha Anne, de 10 anos, foi extremamente marcante para o naturalista. Darwin morreu em 19 de abril de 1882, devido, provavelmente, a um ataque cardíaco. Ele está enterrado na Abadia de Westminster, próximo ao grande cientista Isaac Newton.

Leia também: Fósseis – o registro dos seres vivos que viveram no passado

Seleção natural

A seleção natural é um dos pontos-chave da teoria evolucionista proposta por Darwin. De acordo com o naturalista, o meio era o responsável por selecionar o indivíduo mais apto a viver em um ambiente. Os indivíduos mais aptos sobreviviam, reproduziam-se e passavam suas características aos seus descendentes.

A girafa pode ser usada como exemplo para explicar a seleção natural.
A girafa pode ser usada como exemplo para explicar a seleção natural.

Utilizando a ideia de Darwin, podemos explicar, por exemplo, como surgiram as girafas de pescoço longo. No passado, existiam girafas de pescoço curto e também indivíduos de pescoço longo. As girafas de pescoço curto tinham menos vantagens ao se alimentar, pois não conseguiam comer folhas em plantas mais altas. As girafas de pescoço longo, nesse caso, apresentavam vantagem, pois conseguiam alimentar-se com mais eficiência. Por terem um sucesso maior que as girafas de pescoço curto, as girafas de pescoço longo apresentavam maior chance de sobreviver e se reproduzir, passando essa característica vantajosa aos seus descendentes.  

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Seleção Natural

Ciências

Por que o pescoço da girafa é comprido?

Ciências

Superbactérias

Ciências

O que é evolução?

Últimos artigos

Coelho e sua cenoura para pintar

Vamos pintar o coelho com as cores do coelho ao lado?

Coelho segurando a cenoura

Olá! Veja que o coelho está segurando sua comida preferida, que tal dar uma cor pra ele.

Coelho procurando cenoura

Esse lindo coelho está a procura de sua cenoura, talvez se pintarmos ajude ele a achar! Vamos tentar?

Coelho da Páscoa

Vamos todos juntos pintar esse lindo coelhinho da páscoa?