Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Consequências da destruição de habitat

Conheça as consequências da destruição de habitat e entenda a importância das áreas de conservação para as espécies que ali vivem.

Habitat é o local onde determinado ser vive e desenvolve-se, ou seja, é a região onde um organismo encontra as condições alimentares e climáticas adequadas para a sua sobrevivência. Cada organismo vive em um habitat específico, sendo raros os casos de organismos que sobrevivem nos mais variados ambientes. Sendo assim, podemos perceber facilmente que a destruição de habitat afeta diretamente a vida de uma espécie.

A destruição e a fragmentação do habitat

A destruição de um habitat acontece quando grandes transformações ocorrem em um ambiente. Geralmente os principais fatores que causam a destruição de um habitat são o desmatamento, queimadas, pecuária, agricultura e a ocupação humana.

Imagine, por exemplo, uma linda lagoa que serve de habitat para várias espécies de peixes. Ao lançar poluentes, modificamos as condições daquele local, alterando, portanto, o habitat natural. Os peixes que ali viviam agora não encontram mais as condições adequadas para a sua sobrevivência e acabam morrendo.

Além da destruição do habitat, não podemos deixar de citar o problema da fragmentação desses ambientes. Algumas vezes, as atividades humanas provocam reduções de áreas naturais e sua separação. Um exemplo é a Mata Atlântica, que hoje se encontra em pequenas áreas espalhadas. Entre as áreas de Mata, há, geralmente, pastagens e grandes plantações.

Destruição do habitat e a vida selvagem

Ao destruir um habitat e fragmentá-lo, há a diminuição das espécies do local e, em alguns casos, até a eliminação total. Sem alimento e sem abrigo, muitas espécies passam a buscar novos locais para viver. A questão é que, nessas novas áreas, os recursos nem sempre são suficientes, existem predadores e o ser humano pode não permitir o estabelecimento daquela espécie. No caso das plantas, o problema é ainda maior, uma vez que não podem procurar por novas áreas.

Como exemplo da relação entre a destruição do habitat e a sobrevivência de uma espécie, podemos citar o caso das tartarugas marinhas. No processo de desova, as tartarugas voltam à praia para deixar seus ovos. Infelizmente, muitas vezes, a ocupação do litoral, ou seja, a destruição daquele ambiente, impede a desova, ameaçando, portanto, a reprodução desses animais.

A importância das unidades de conservação

As unidades de conservação são áreas de proteção que visam à preservação de aspectos naturais de um dado ambiente. Podemos dividir as unidades de conservação em dois grupos: as unidades de proteção integral e as unidades de uso sustentável.

Nas áreas de proteção integral, não se pode utilizar nenhum dos recursos, sendo possível realizar apenas atividades de educação ambiental e pesquisas, por exemplo. As unidades de uso sustentável, por sua vez, permitem o uso de seus recursos, mas de maneira consciente. Essas unidades de conservação são essenciais para a sobrevivência de várias espécies, uma vez que evitam a caça e a pesca predatórias, desmatamento e queimadas, por exemplo.


Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

Ao destruir habitat, forçamos as espécies que ali vivem a procurar um novo local para sobreviver Ao destruir habitat, forçamos as espécies que ali vivem a procurar um novo local para sobreviver
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Geografia

Pecuária

Ciências

Coala

Geografia

Agricultura

Ciências

Habitat

Últimos artigos

Dízima periódica

Uma dízima periódica é um número que possui sua parte decimal infinita e periódica

Período Helenístico

Período Helenístico foi iniciado com a conquista da Grécia pelos macedônicos e ficou marcado pela difusão da cultura grega a partir do reinado de Alexandre, o Grande.

Império Carolíngio

Império Carolíngio foi a continuidade do Reino dos Francos sob o controle da Dinastia Carolíngia, iniciada por Pepino, o Breve em meados do século VII.

Civilização Micênica

Civilização Micênica foi uma das grandes civilizações do período de formação do povo grego, conhecida por suas grandes cidades fortificadas e pelo seu bom comércio.