Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Obesidade

Descubra por que a obesidade é um problema sério de saúde e merece atenção.

A sociedade mudou e, com ela, os nossos hábitos de vida. Entretanto, essa mudança não foi benéfica para o nosso corpo. As crianças, por exemplo, quase não praticam atividades físicas, ficando grande parte do tempo em seus computadores e smartphones. A alimentação também perdeu qualidade, sendo baseada, na maioria das vezes, em fast-food e produtos industrializados.

A consequência dessas atitudes é o crescente aumento da obesidade na população, inclusive em crianças. Estima-se que, no Brasil, cerca de 52% da população esteja acima do peso e 11% sejam obsesos.

A obesidade caracteriza-se pelo aumento de gordura no corpo e pode ser desencadeada por fatores genéticos ou pelo desequilíbrio entre a quantidade de alimento ingerida e o gasto de energia daquele indivíduo. Esse último fator é o mais comum.

A obesidade está relacionada com sérios problemas de saúde, tais como acidentes vasculares encefálicos (derrame), aumento da pressão arterial, diabetes, aterosclerose, cânceres, problemas pulmonares, problemas ortopédicos, entre outros. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 80 mil mortes poderiam ser evitadas se as pessoas não estivessem obesas.

Para saber se um indivíduo está obeso, é possível realizar um cálculo relativamente simples: o Índice de Massa Corpórea (IMC). A partir desse cálculo, que é feito dividindo-se o peso de um indivíduo em quilos pela sua altura em metros ao quadrado, é possível determinar se a pessoa está ou não com sobrepeso.

De acordo com os valores de referência, quando o IMC é maior que 25, o indivíduo encontra-se com sobrepeso. Caso os valores sejam maiores que 30, o paciente está obeso e, consequentemente, apresenta maiores riscos de desenvolver doenças cardíacas, diabetes e hipertensão.


A atividade física é fundamental para reverter o quadro de obesidade

Vale destacar, no entanto, que o IMC não consegue diferenciar o que é massa magra (livre de gordura) do que é realmente massa gorda. Sendo assim, pessoas com músculos desenvolvidos, por exemplo, poderiam ser consideradas obesas. Podemos concluir, portanto, que o cálculo do IMC deve ser acompanhado da avaliação de outros fatores.

A obesidade é uma doença grave e deve ser tratada de maneira efetiva. Normalmente o problema pode ser resolvido de três maneiras diferentes: realização de dieta, medicamentos e cirurgia. O método escolhido depende muito do estado de saúde de cada pessoa. Vale destacar que, para que ocorra o sucesso do tratamento, é fundamental que o paciente tenha em mente que esse problema pode lhe trazer consequências graves, podendo até mesmo levá-lo à morte, e que as mudanças no estilo de vida devem ser permanentes.

Atenção: Se você acha que está acima do peso, procure seu médico e consulte um nutricionista. Somente esses profissionais são capazes de avaliar o caso e indicar formas para melhorar a saúde. Realizar dietas sem recomendação pode piorar o quadro e desencadear outros problemas. Fique atento!


Por Ma. Vanessa dos Santos

Uma alimentação balanceada pode ser a chave para ter o corpo saudável Uma alimentação balanceada pode ser a chave para ter o corpo saudável
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Concentração de uma mistura homogênea

Ciências

Anorexia e Bulimia

Ciências

Comer muito açúcar causa diabetes?

Matemática

Cálculo do índice de massa corporal (IMC)

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.