Vesícula biliar

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vesícula biliar A vesícula biliar é um órgão localizado na superfície inferior do fígado (representada em verde na figura)
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Você já conheceu alguém que precisou retirar a vesícula? Se sim, você já se perguntou qual a importância desse órgão e as consequências de sua retirada? A seguir, falaremos mais sobre a vesícula biliar, comumente chamada apenas de vesícula.

→ O que é a vesícula biliar?

A vesícula biliar é um órgão oco, que se assemelha a um pequeno saco em forma de pera, e apresenta de 7 cm a 10 cm de comprimento. Ela está localizada na superfície inferior do fígado e pode armazenar de 30 ml a 50 ml de bile.

→ Qual é a função da vesícula biliar?

Como o nome sugere, a vesícula biliar está relacionada com a bile, uma substância importante no processo digestivo que atua como um detergente reduzindo a gordura a pequenas gotas, ajudando, assim, na ação de enzimas que quebrarão esse composto. Entretanto, diferentemente do que muitos pensam, a vesícula biliar não produz a bile, uma função própria do fígado.

A vesícula biliar somente armazena a bile e, posteriormente, lança-a no intestino. A secreção dessa substância é determinada pela contração da musculatura desse órgão, que é estimulada por hormônios produzidos por células do intestino.

→ Quais os principais problemas que afetam a vesícula biliar?

Sem dúvidas, o principal problema que atinge a vesícula biliar são as “pedras na vesícula”, conhecido também como colelitíase. Essa condição surge por causa de distúrbios nos componentes químicos da bile. Muitas vezes, a colelitíase não causa sintomas, mas algumas pessoas relatam dor intensa e contínua, que começa subitamente, além de náuseas e vômitos.

As pedras na vesícula podem ser tratadas com a retirada da vesícula biliar. A cirurgia geralmente é simples, provoca pouca dor após a operação e proporciona um retorno rápido às atividades diárias. Vale salientar que, depois da retirada desse órgão, uma atenção especial deve ser dada à alimentação, evitando-se o consumo de alimentos muito gordurosos, por exemplo. Apesar desses cuidados, a remoção da vesícula não interfere na vida normal de uma pessoa, uma vez que a bile continua a ser produzida pelo fígado.

Outro problema que afeta a vesícula biliar é a colecistite, uma inflamação desse órgão. Em geral, essa inflamação está relacionada também com o acúmulo de pedras na vesícula. Essas pedras podem ficar presas nas aberturas da vesícula, desencadeando a inflamação e provocando dor e febre.

Avaliação

-

    Escola Kids