Pré-História

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Pré-História A pintura rupestre é uma das principais fontes de estudo da Pré-História
Por Cláudio Fernandes
PUBLICIDADE

Você certamente já ouviu falar que o que compreendemos por História geralmente teve início com o aparecimento das primeiras civilizações – fato que ocorreu por volta de 6000 a.C. É a partir desse período que encontramos a criação dos primeiros centros urbanos, as primeiras formas de organização econômica, social e política complexas e, sobretudo, as primeiras formas de escrita. Foi com a escrita que surgiu a capacidade de registrar e preservar as ações humanas ocorridas no tempo. Entretanto, muito antes de 6000 a.C., o chamado Homo sapiens (e outros hominídeos que o antecederam), isto é, o ser humano como biologicamente conhecemos hoje, já havia ocupado muitas regiões do globo terrestre, ainda que não tivesse desenvolvido cidades, escrita ou formas de organização social complexas. Esse período anterior a 6.000 a.C. é conhecido como Pré-história.

A Pré-História é tradicionalmente dividida em três fases: o Paleolítico, o Mesolítico e o Neolítico. Todas elas possuem esses nomes como forma de referência às técnicas de domínio do uso das pedras. A palavra lítico remonta a litos, que significa pedra. Assim sendo, “paleolítico” é o período da Antiga Idade da Pedra; o “mesolítico, o da Média Idade da Pedra; e, por fim, o “neolítico”, o da Nova Idade da Pedra. A pedra tornou-se o primeiro artefato de corte do homem pré-histórico, o que possibilitava a caça e a defesa. Na medida em que as formas de manuseio desse artefato foram ficando mais bem elaboradas, os arqueólogos foram classificando e periodizando a evolução desses homens.

O período Paleolítico, dos três, foi o mais longo, pois se estendeu, aproximadamente, de três milhões a 10.000 a.C. Nele houve um lento processo de transformação do homem pré-histórico, que habitava cavernas, nas quais encontramos hoje registros de pinturas, e vivia de caça e coleta. O período Mesolítico foi uma fase intermediária em que houve a introdução da agricultura e das primeiras formas de domesticação animal. Esse período estendeu-se de 100.000 a 10.000 a.C. Por fim, o período Neolítico, ou período da Pedra Polida, como também é chamado, estendeu-se de 10.000 a 6.000 ou 3.000 a.C., a depender da região do globo. No Neolítico houve a construção das primeiras palafitas (forma de habitação feita de madeira, cipó e palha) e a produção de instrumentos mais sofisticados para a agricultura.

Após esses três períodos, houve ainda aquela fase denominada pelos arqueólogos como Idade dos Metais, que esteve interconectada com o aparecimento das primeiras civilizações. Essa fase é também dividida em duas, a Idade do Bronze e a Idade do Ferro, para determinar temporalmente a efetiva passagem do homem pré-histórico ao homem de civilização a partir do domínio dos metais por meio do uso do fogo.


Por Me. Cláudio Fernandes

Avaliação

10.0

    Escola Kids