Qual matéria está procurando ?

História

História

Descobrimento da América

O “descobrimento” da América é o evento que resultou na chegada dos europeus ao continente americano, em 1492. Os historiadores veem o termo “descobrimento” de forma crítica.

Ilustração de uma caravela da expedição de Cristóvão Colombo navegando, uma alusão ao descobrimento da América. Os europeus chegaram à América, no contexto das Grandes Navegações, por meio da expedição de Cristóvão Colombo, em 1492.

O “descobrimento” da América é o termo tradicional para se referir à chegada dos europeus ao continente americano. Esse evento aconteceu em 12 de outubro de 1492, quando a expedição liderada por Cristóvão Colombo chegou ao Caribe. Os historiadores veem o termo “descobrimento” de maneira crítica, considerando mais apropriado o uso do termo “chegada dos europeus”.

A chegada dos europeus ao continente americano esteve inserida no contexto das Grandes Navegações, quando os europeus começaram a realizar expedições de exploração do oceano Atlântico com o intuito de alcançar a Índia. A chegada dos europeus à América deu, também, início à colonização.

Leia também: América — detalhes sobre o continente “descoberto” por Cristóvão Colombo

Resumo sobre o descobrimento da América

  • O “descobrimento” da América é o evento que resultou na chegada dos europeus ao continente americano, em 1492.

  • Esse acontecimento se passou em 1492, quando a expedição espanhola, liderada por Cristóvão Colombo, chegou à América.

  • A chegada dos europeus se deu no contexto das Grandes Navegações.

  • O objetivo dessas navegações era alcançar o comércio de especiarias na Índia.

  • A chegada dos europeus à América marcou o início da colonização do continente pelos europeus.

Contexto histórico do descobrimento da América

A chegada dos europeus ao continente americano no final do século XV foi um acontecimento relacionado com as Grandes Navegações, as expedições de exploração oceânica a que os europeus deram início no começo do século. Essas expedições foram iniciadas pelos portugueses com a Conquista de Ceuta.

As Grandes Navegações foram expedições que tinham como principal objetivo garantir a chegada à Índia com o intuito de ter acesso ao comércio de especiarias. Esse era um comércio lucrativo, uma vez que as especiarias eram mercadorias de luxo na Europa. Além disso, a expansão marítima permitiria aos europeus expandir a fé católica, bem como expandir suas posses territoriais.

Portugal foi o país que iniciou esse processo, pois reunia as condições políticas, econômicas e de tecnologia que permitiram que fosse o pioneiro. A primeira expedição portuguesa foi realizada em 1415, quando a cidade de Ceuta foi atacada e conquistada por Portugal. Daí em diante, uma série de expedições foram realizadas circundando o litoral africano na esperança de que um caminho para a Índia fosse encontrado.

O desejo de encontrar uma rota oceânica para a Índia foi reforçado quando os otomanos conquistaram Constantinopla, fazendo com que o acesso às especiarias se tornasse mais limitado ainda. Ao longo do século XV, Portugal foi realizando uma série de expedições, chegando a locais até então desconhecidos pelos europeus, como Madeira e Açores.

Os feitos realizados pelas navegações portugueses motivaram a realização de uma expedição espanhola em 1492. Essa expedição foi financiada por Isabel de Castela e Fernando de Aragão, depois de serem convencidos por Cristóvão Colombo de que uma expedição na direção do oeste também os levaria para a Índia.

Quem descobriu a América?

Embora se credite o “descobrimento” da América a Cristóvão Colombo, ninguém descobriu a América. A ideia de “descobrimento da América” caiu em desuso na historiografia, uma vez que os historiadores entendem que o termo “chegada dos europeus à América” é mais apropriado. O questionamento realizado pelos historiadores se dá em relação ao termo “descoberta” ser eurocêntrico, uma vez que ignora o fato de que o continente americano já era habitado, tornando impossível o seu “descobrimento”.

Expedição de Cristóvão Colombo

A chegada dos europeus à América ocorreu devido à expedição liderada por Cristóvão Colombo.

Cristóvão Colombo era um navegante nascido em Gênova. Sua carreira na área começou na década de 1470, e na década de 1480 ele buscou incessantemente apoio financeiro para uma de suas expedições. Cristóvão Colombo era defensor da ideia de que a Terra era redonda e por isso afirmava ser possível chegar à Índia navegando para o oeste.

Ele procurou apoio nas Coroas da Inglaterra, França e Portugal, mas foi na Espanha que ele conseguiu apoio para financiar três embarcações. As embarcações se chamavam Niña, Pinta e Santa María, e navegaram na direção oeste. A ideia era chegar à Índia, mas Colombo não imaginava que no meio do caminho havia um continente: a América.

A expedição de Colombo saiu da Espanha em 3 de agosto de 1492, e no dia 12 de outubro do mesmo ano terra foi avistada. Os espanhóis chegaram a uma ilha que os indígenas chamavam de Guanahani, mas que foi renomeada pelos espanhóis de San Salvador. A localização precisa dessa ilha ainda é debatida pelos historiadores, mas sabe-se que foi no local das atuais Bahamas.

Nessa expedição, Colombo não se ateve somente a Guanahani, realizando viagens de exploração na região e chegando à ilha de Hispaniola. Nesse local, ele conheceu um importante chefe indígena chamado Guacanagari. Houve a troca de presentes entre os espanhóis e os indígenas, e alguns espanhóis foram deixados na ilha para construir um forte chamado Navidad.

Colombo então retornou à Espanha a fim de contar as notícias para os reis e levou consigo alguns indígenas (que foram sequestrados). Cristóvão Colombo, depois, retornou à América em duas viagens, mas morreu no ostracismo. O navegante genovês morreu acreditando ter chegado à Índia e nunca se convenceu de que havia chegado a um novo continente.

Colonização da América

Depois da chegada dos espanhóis à América, foram iniciados os esforços para povoar e ocupar as terras. A chegada à América deu início a uma intensa disputa diplomática entre Portugal e Espanha pelo controle das terras. Essa disputa resultou no Tratado de Tordesilhas, assinado em 1494. Esse acordo dividiu as terras na América entre os dois países, com uma linha imaginária sendo traçada 370 léguas a oeste de Cabo Verde.

A segunda viagem de Colombo foi realizada com 17 embarcações, o que demonstra a iniciativa espanhola de realizar a ocupação das terras e sua consequente colonização. Os primeiros assentamentos espanhóis fracassaram, mas a colonização espanhola se estabeleceu e vigorou durante séculos.

Os povos indígenas foram expulsos de suas terras e transformados em escravos pelos europeus no continente americano. A colonização da América foi realizada por diferentes nações europeias: Espanha, Portugal, Inglaterra, França e Países Baixos. O objetivo da colonização era garantir o enriquecimento das nações europeias às custas da exploração dos recursos e das pessoas que residiam na América.

Acesse também: Como se deu o descobrimento do Brasil?

Exercícios resolvidos sobre o descobrimento da América

Questão 1

A chegada dos europeus à América, em 1492, foi um acontecimento relacionado com qual evento histórico?

A) Grandes Navegações

B) Marcha para o oeste

C) Cruzadas

D) Neocolonialismo

E) Nenhuma das alternativas acima

Resolução:

Alternativa A.

A chegada dos europeus à América foi resultado da expansão marítima que eles colocaram em curso durante as Grandes Navegações no século XV.

Questão 2

Navegante que liderou a expedição espanhola que chegou à América em 1492:

A) Vasco da Gama

B) Pedro Álvares Cabral

C) Bartolomeu Dias

D) Gil Eanes

E) Cristóvão Colombo

Resolução:

Alternativa E.

Cristóvão Colombo era um navegante de Gênova. Ele foi o responsável por liderar a expedição com três embarcações que saiu da Espanha em agosto de 1492 em direção à Índia, mas que acabou chegando à América em outubro de 1492.

Fontes

MAHN-LOT, Marianne. A conquista da América Espanhola. Campinas: Papirus, 1990.

MAHN-LOT, Marianne. A Descoberta da América. São Paulo: Perspectiva, 1984.

THEODORO, Janice. América Barroca. São Paulo: Nova Fronteira, 1992.

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

História

Alimentação nas Grandes Navegações Marítimas europeias

História

Astecas

História

Carta de Pero Vaz de Caminha

História

Civilização Rapa Nui

Últimos artigos

Folclore brasileiro

O folclore brasileiro é o rico conjunto de manifestações de nossa cultura. Mitos, lendas, danças, músicas, brincadeiras e festas populares fazem parte dele.

El Niño

O El Niño é um fenômeno descrito pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, provocando chuvas volumosas no Sul do Brasil e secas severas no Norte e no Nordeste.

Bicho-papão

Bicho-papão é uma lenda presente no folclore brasileiro que fala de um monstro que sequestra e devora crianças desobedientes. Foi influência portuguesa em nossa cultura.

Queda da Bastilha

A queda da Bastilha foi um acontecimento marcante que se passou em 14 de julho de 1789, marcando o início da Revolução Francesa.