Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Pronomes oblíquos

Os pronomes oblíquos são palavras que se referem às pessoas do discurso, mas que funcionam como complemento no enunciado e não como sujeito que executa a ação.

Pronomes oblíquos átonos e tônicos. Os pronomes oblíquos podem ser átonos ou tônicos.

Os pronomes oblíquos são palavras que se referem às pessoas do discurso, mas funcionando como complemento no enunciado. Os pronomes oblíquos não podem ser sujeito de uma frase.

Leia também: Pronomes — o que são, para que servem, tipos e exemplos de uso

Resumo sobre pronomes oblíquos

  • Os pronomes oblíquos referem-se às pessoas do discurso.

  • Funcionam como complemento, e não como sujeito do verbo.

  • Podem aparecer acompanhados de preposição ou não.

O que são pronomes oblíquos?

Os pronomes oblíquos são pronomes que servem como complemento de um verbo no enunciado.

Veja:

Nossos pais trouxeram comida para nós.

Nesse enunciado, há um sujeito que executa uma ação: “Nossos pais” executam a ação “trazer”. A palavra “nós” é um pronome, já que representa uma pessoa do discurso (a 1ª pessoa, aquela que fala). No entanto, como esse pronome é um complemento da ação “trazer”, ele é oblíquo.

Quais são os pronomes oblíquos?

dois tipos de pronomes oblíquos: os átonos e os tônicos.

Pronomes oblíquos átonos

Os pronomes oblíquos átonos não são acompanhados por preposição, ou seja, não precisam estar juntos de preposição para terem sentido ou se ligarem ao verbo.

Pronomes oblíquos átonos

me

te

se, o, a, lhe

nos

vos

se, os, as, lhes

Exemplos:

Ele me mandou uma mensagem.

Nós nos vimos ontem na escola.

Eu vou te entregar um presente de aniversário!

  • Videoaula sobre pronomes oblíquos átonos

Pronomes oblíquos tônicos

Os pronomes oblíquos tônicos são acompanhados por preposição. Sem as preposições, esses pronomes não conseguem se ligar ao verbo e fazer sentido.

Pronomes oblíquos tônicos

mim, comigo

ti, contigo

si, consigo

nós, conosco

vós, convosco

si, consigo

Exemplos:

Vamos comigo para a loja?

Eles contaram para nós um grande segredo...

Olhou a si mesma no espelho.

Veja também: Para eu ou para mim — qual a forma correta?

Diferenças entre pronomes pessoais retos e pronomes pessoais oblíquos

Como vimos, o pronome oblíquo é aquele que tem função de complemento do verbo que acompanha. Já o pronome pessoal reto tem função de sujeito do verbo, ou seja, executa a ação do verbo.

Veja a diferença a seguir:

Meu amigo chegou ontem de viagem. Eu o vi ontem.

Em “Eu o vi ontem”, temos dois pronomes pessoais: “Eu” e “o”. O sujeito do verbo “ver” é o pronome pessoal reto “eu”, que executou a ação. Já o complemento é o pronome pessoal oblíquo “o”, que foi visto.

Colocação pronominal

Quando falamos de colocação pronominal, estamos nos referindo a como o pronome oblíquo se liga ao verbo. Isso pode se dar de três formas diferentes, e cada uma delas ocorre com base em diferentes regras gramaticais:

  • Próclise: o pronome oblíquo aparece antes do verbo. Ex.: “Eu me machuquei na escada”.

  • Mesóclise: o pronome oblíquo aparece no meio do verbo, entrecortando-o com uso do hífen. Ex.: “Responder-me-ão em breve”.

  • Ênclise: o pronome oblíquo aparece depois do verbo, ligado a ele por meio do hífen. Ex.: “Viram-se uma vez e, depois, nunca mais”.

Saiba mais: Colocação pronominal — principais regras, outros exemplos e exercícios

Exercícios resolvidos sobre pronomes oblíquos

Questão 1

Leia a frase a seguir observando a lacuna:

Ela não ___ disse nada sobre o passeio?

A lacuna deve ser preenchida com um pronome oblíquo átono na 3ª pessoa do singular. Qual alternativa traz esse pronome corretamente?

A) me

B) o

C) a

D) lhe

Resposta

Alternativa D. Na frase, o pronome “lhe” é usado para substituir a expressão “a ele” ou “a ela”.

Questão 2

Qual das alternativas a seguir traz uso correto do pronome oblíquo destacado?

A) Você vem conosco ao parque?

B) Eu não lhe vi na aula ontem.

C) Ontem foi aniversário dos gêmeos. Nós os demos bonecos de presente.

D) Eu mim vesti sozinho hoje!

Resposta

A alternativa A é a que usa o pronome oblíquo de maneira correta.

Fontes

AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Parábola, 2021.

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 38ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2020.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 7ª ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016.

Por Guilherme Viana

Você pode se interessar também

Português

Colocação pronominal

Português

Desculpe ou Desculpe-me?

Português

Objeto direto e objeto indireto

Português

Oração: Sujeito e Predicado

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.