Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Bastante ou bastantes?

Bastante ou bastantes? Também ficou na dúvida? Clique e veja mais uma superdica de português com o Escola Kids!

A palavra “bastante” pode assumir diferentes classificações gramaticais dentro da oração. É preciso ficar atento para identificá-las A palavra “bastante” pode assumir diferentes classificações gramaticais dentro da oração. É preciso ficar atento para identificá-las

  A língua portuguesa é cheia de minúcias, você já deve saber disso, não é mesmo? Sempre existe uma coisa nova para aprender, como as regras e exceções que regem a nossa gramática e fazem dela uma das mais interessantes do mundo! Conhecer o funcionamento da língua portuguesa melhora a comunicação, seja ela oral ou escrita, portanto, sempre é bom aprender mais sobre o nosso idioma.

É normal que vários questionamentos surjam todos os dias, dúvidas que, quando não respondidas, podem prejudicar o bom entendimento de um texto. Algumas palavras podem transitar por diferentes classificações gramaticais, o que pode induzir o falante em erro. É o caso da palavra bastante. Afinal, ela pode ser flexionada quanto ao número? Bastante ou bastantes? O plural dessa palavra existe?

Sim, existe, portanto, bastante e bastantes estão de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa. É importante, entretanto, que você saiba como e quando utilizar cada um deles adequadamente, pois a palavra “bastante” pode assumir três diferentes funções: ela pode ser advérbio, adjetivo e pronome indeterminado. Vamos entender melhor essa questão? Acompanhe a explicação e bons estudos!


A palavra bastante, quando for um advérbio, não sofrerá variação de número. Quando for um adjetivo ou um pronome indefinido, sim

Emprego da palavra“bastante” quando ela for um advérbio: A palavra “bastante” pode exercer a função de advérbio de intensidade, e essa é, sem dúvida, a sua maior utilidade na língua portuguesa, o que não exclui as outras ocorrências. Quando a intenção é intensificar uma ideia ou reforçá-la, empregamos o “bastante” com o sentido de “muito” e está tudo certo! Quando a palavra em questão for um advérbio, lembre-se de que ela não sofrerá variação quanto ao número, isto é, ela não deverá receber a desinência -s que marca o plural. Observe os exemplos:

As crianças fizeram bastante bagunça na escola!
Os amigos são bastante importantes em nossas vidas.
Estudamos bastante para a prova de Matemática.

Emprego da palavra “bastante” quando ela for um adjetivo: Nesse caso, a palavra “bastante” poderá ou não sofrer variação de número, isso dependerá do contexto da frase. Quando ela for empregada no plural, é importante que as palavras que a seguirem estejam em concordância com essa variação. Para você identificar com facilidade quando a palavra “bastante” for um adjetivo, basta substituí-la pela palavra “suficiente”: se fizer sentido, essa será sua classificação gramatical. Observe os exemplos:

bastantes bonecas em seu quarto, filha!
(Há bonecas suficientes em seu quarto, filha!”

Já há bastantes quadros na parede.
(Já há quadros suficientes na parede.)

♠ Emprego da palavra “bastante” quando ela for um pronome indefinido: Quando a palavra em questão assumir características de pronome indefinido, ela também poderá sofrer variação quanto ao número. “Bastante”, ou “bastantes”, quando exercerem essa função, terão como objetivo expressar qualidades ou quantidades indefinidas, surgindo antes de um substantivo com o qual deverão concordar.

Eu reclamei bastantes vezes do mau atendimento da empresa!
(Eu reclamei várias/muitas vezes do mau atendimento da empresa!)

Nós compramos bastantes livros para ler durante as férias.
(Nós compramos vários/muitos livros para ler durante as férias.)


Por Luana Castro
Graduada em Letras
  

Por Luana Castro Alves Perez

Você pode se interessar também

Português

Adjetivo: qualifica ou dá qualidade?

Português

Advérbios

Português

Concordância de algumas palavras

Português

Há pouco ou a pouco?

Últimos artigos

Crise de 1929

A Crise de 1929 foi a maior crise econômica da história dos Estados Unidos e do capitalismo. Foi iniciada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

Retângulo

O retângulo possui quatro lados e todos os ângulos internos medindo 90°. Essa forma geométrica está muito presente no cotidiano, como na face de caixas e nas paredes.

Paralelepípedo

O paralelepípedo é um sólido geométrico que possui todas as faces com paralelogramos. Essa forma pode ser percebida nos prédios e em caixas de sapatos.

Hiena

Hiena é um animal encontrado na África e na Ásia, bastante conhecido por seu hábito de se alimentar de carniça. Existem atualmente três espécies diferentes de hienas.